SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número4EFEITO DO TAMANHO DE PARTÍCULA E DE INOCULANTE BACTERIANO NA TEMPERATURA, DENSIDADE E pH DE SILAGENS DE MILHETOINTERAÇÃO EMBALAGEM-ALIMENTO SOBRE A ESTABILIDADE DE DOCE DE CUPUAÇU (Theobroma grandiflorum Schum.) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Caatinga

versão impressa ISSN 0100-316Xversão On-line ISSN 1983-2125

Resumo

OLIVEIRA, TACIANA MARIA MORAES DE et al. FARELO DE GIRASSOL E ENZIMAS EXÓGENAS EM RAÇÕES INICIAIS PARA FRANGOS DE CORTE. Rev. Caatinga [online]. 2016, vol.29, n.4, pp.996-1005. ISSN 1983-2125.  http://dx.doi.org/10.1590/1983-21252016v29n425rc.

Esta pesquisa objetivou avaliar o efeito de diferentes níveis de farelo de girassol (FG) e suplementação de complexo multienzimático em rações iniciais para frangos de corte sobre o desempenho, morfometria intestinal e características de carcaça. Ao todo, 1100 pintos machos de um dia de idade foram distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 2 x 5 (com e sem a suplementação do complexo multienzimático e cinco níveis de inclusão de FG - 0, 4, 8, 12 e 16%), com cinco repetições por unidade experimental. As dietas experimentais foram fornecidas até os 21 dias e posteriormente todas as aves receberam a mesma dieta até os 42 dias, a fim de avaliar possíveis efeitos residuais dos tratamentos. A inclusão de FG prejudicou o desempenho de 1 a 21 dias de idade sendo que os animais que receberam FG durante a fase inicial falharam em recuperar os efeitos negativos nos parâmetros de desempenho. A inclusão de enzimas nas dietas melhorou a morfometria intestinal sendo mais efetiva sobre os parâmetros de desempenho do que as dietas que não haviam sido suplementadas, independente do nível de inclusão do FG. O rendimento de carcaça e o rendimento dos cortes, asas e perna, foram significativamente afetados pela suplementação multienzimática. Em conclusão, a inclusão de FG prejudicou as variáveis de desempenho e morfometria intestinal sem afetar o rendimento de carcaça. No entanto, a adição do complexo multienzimático recuperou os efeitos negativos sobre o desempenho e morfometria intestinal.

Palavras-chave : Desempenho; Alimento alternativo; Morfometria intestinal; Qualidade nutricional..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )