SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número4INTERAÇÃO EMBALAGEM-ALIMENTO SOBRE A ESTABILIDADE DE DOCE DE CUPUAÇU (Theobroma grandiflorum Schum.)INIBIÇÃO DE PATÓGENOS POR BACTEIAS ESPORULANTES ISOLADAS DE MEL DE Melipona sp. (APIDAE: APINAE: MELIPONINI) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Caatinga

versão impressa ISSN 0100-316Xversão On-line ISSN 1983-2125

Resumo

YURI, JONY EISHI et al. CULTIVARES DE MINITOMATE PARA O SUBMÉDIO DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Rev. Caatinga [online]. 2016, vol.29, n.4, pp.1015-1020. ISSN 1983-2125.  https://doi.org/10.1590/1983-21252016v29n427rc.

Dois experimentos foram conduzidos em Petrolina PE, com o objetivo de avaliar o comportamento produtivo de cultivares de minitomate, nas condições do Submédio do Vale do São Francisco. O primeiro, entre agosto e dezembro de 2012 (segundo semestre), e o segundo, entre março e julho de 2013 (primeiro semestre). Para as duas épocas, foram avaliados seis cultivares de minitomate: E5663; Kada; F1170; Tanzimech; E1275 e Abirú. O delineamento experimental foi de blocos casualizados, com quatro repetições dispostas em parcelas subdivididas, testando-se nas parcelas as duas épocas de cultivo e nas subparcelas, os genótipos. Avaliou-se produtividade total e comercial de frutos, teor de sólidos solúveis, número de frutos por planta, massa fresca de frutos por planta e massa fresca de fruto. A produtividade total, independentemente do genótipo, no cultivo de primeiro semestre foi superior. No cultivo de segundo semestre, a cultivar E5663 apresentou produtividade de 40,3 Mg ha-1. No primeiro semestre, com esse mesmo genótipo, obteve-se produtividade de 104,0 Mg ha-1. A produtividade comercial, o teor de sólidos solúveis e a produção por planta seguiram a mesma tendência. Quanto ao número de frutos por planta, foi verificada uma variação de 390,8 a 941,4 e 80,5 a 315,4 frutos por planta, para o primeiro semestre e segundo semestre, respectivamente. O genótipo E5663, por ter apresentado as melhores respostas produtivas e teor de sólidos solúveis, pode ser indicado para as condições de Petrolina-PE, ressaltando-se que este pode ser adotado nos dois períodos de cultivo do ano.

Palavras-chave : Solanum lycopersicum L.; Rendimento; Semiárido..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )