SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número1ALTERAÇÕES NO SOLO E PRODUTIVIDADE DE MILHO-VERDE ADUBADO COM ÁGUA RESIDUÁRIA DA SUINOCULTURAFUNÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADE APLICADAS NA ESTIMATIVA DA NECESSIDADE HÍDRICA EM PROJETOS DE IRRIGAÇÃO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Caatinga

versão impressa ISSN 0100-316Xversão On-line ISSN 1983-2125

Resumo

MACHADO, Deivid Lopes et al. MATÉRIA ORGÂNICA E FERTILIDADE DO SOLO EM DIFERENTES ESTÁDIOS SUCESSIONAIS DA FLORESTA ESTACIONAL SEMIDECIDUAL. Rev. Caatinga [online]. 2019, vol.32, n.1, pp.179-188.  Epub 09-Maio-2019. ISSN 1983-2125.  https://doi.org/10.1590/1983-21252019v32n118rc.

O acúmulo e as transformações da matéria orgânica do solo são fundamentais para a manutenção e melhoria dos atributos químicos, físicos e biológicos do solo, e, consequentemente, para o funcionamento das florestas tropicais. O objetivo deste estudo foi avaliar a influência de florestas secundárias com diferentes estádios sucessionais na matéria orgânica do solo, nos estoques de carbono e nitrogênio e na fertilidade do solo. Foram selecionadas três áreas de Floresta Estacional Semidecidual, com diferentes estádios sucessionais, sendo estas: floresta em estádio inicial - FEI, floresta em estádio médio - MSF e floresta em estádio avançado - FEA, localizadas em Pinheiral, RJ. Foram determinados os valores de carbono e nitrogênio total, estoques de C e nitrogênio, isótopo δ13C (%°), fracionamento químico e granulométrico da matéria orgânica do solo e fertilidade do solo. Por meio dos valores do isótopo δ13C (%°) verificou-se que a maior parte do carbono do solo dos diferentes estádios sucessionais é oriunda das espécies florestais (plantas C3). As áreas com maior tempo de sucessão (FEM e FEA) promoveram maiores teores e estoques de carbono e nitrogênio, e carbono associado aos minerais em comparação à ISF. Adicionalmente, na FEA observaram-se aumentos dos teores de fósforo, ácido fúlvico, ácido húmico e redução dos valores de densidade do solo quando comparada as demais áreas. A FEM apresentou, de maneira geral, maior fertilidade do solo. Este estudo destaca a importância das florestas secundárias que, mesmo em fases iniciais de sucessão, possuem grande potencial em estocar e estabilizar carbono orgânico no solo.

Palavras-chave : Atributos edáficos; Fracionamento da matéria orgânica; Estoque de carbono; Sucessão florestal; Mata atlântica.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )