SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número4Efeitos de formulações de clomazone no desenvolvimento inicial de pinhão-mansoDisponibilidade de potássio a arroz irrigado por alagamento em solos de várzea índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pesquisa Agropecuária Tropical

versão impressa ISSN 1517-6398versão On-line ISSN 1983-4063

Resumo

SOARES, Marcos Morais et al. Estresse hídrico e salino em sementes de soja classificadas em diferentes tamanhos. Pesqui. Agropecu. Trop. [online]. 2015, vol.45, n.4, pp.370-378. ISSN 1983-4063.  https://doi.org/10.1590/1983-40632015v4535357.

A importância do tamanho das sementes tem sido relatada para várias espécies, visto que pode afetar a sua germinação e o vigor das plântulas, principalmente sob condições de estresse. Objetivou-se avaliar o efeito do tamanho das sementes na germinação e crescimento inicial de plântulas de soja (cultivares M9144RR e M8527RR), sob condições de estresse hídrico e salino. O estresse hídrico foi induzido por manitol e o salino por cloreto de sódio. Para a avaliação do efeito dos tratamentos, as sementes foram submetidas ao teste de germinação, primeira contagem de germinação e crescimento de plântulas. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições. Houve redução na germinação e no vigor das sementes de soja com a diminuição do potencial osmótico. Não foi observado efeito do tamanho das sementes sobre a germinação e comprimento das plântulas, porém, as sementes de maior tamanho resultaram em plântulas com maior massa seca, mesmo quando submetidas a condições de estresse hídrico e salino.

Palavras-chave : Glycine max; potencial hídrico; qualidade de sementes.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )