SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 número2Qualidade de bananas submetidas a colheitas em diferentes períodos de desenvolvimento e armazenamento refrigeradoÍndices de vegetação na predição da produtividade de biomassa e grãos de aveia-branca sob lâminas de irrigação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pesquisa Agropecuária Tropical

versão impressa ISSN 1517-6398versão On-line ISSN 1983-4063

Resumo

REIS, André Fróes de Borja; NASCENTE, Adriano Stephan; ALMEIDA, Rodrigo Estevam Munhoz de  e  CHAGAS JUNIOR, Aloísio Freitas. Crescimento e teores de nutrientes em arroz de terras baixas em razão de adubação com fósforo e potássio. Pesqui. Agropecu. Trop. [online]. 2018, vol.48, n.2, pp.98-108. ISSN 1983-4063.  https://doi.org/10.1590/1983-40632018v4850666.

A fim de obter uma produção ótima e sustentável, os produtores precisam conhecer a taxa de aplicação de potássio (K) e fósforo (P) fertilizante. Objetivou-se determinar o desenvolvimento de arroz, em resposta a taxas combinadas de P e K, em Plintosolos (380-400 g kg-1 de argila), em condições de fertilidade alta e baixa, na planície irrigável tropical do rio Araguaia. Foram instalados três experimentos, sendo que cada um deles consistiu em delineamento fatorial em blocos casualizados, com três repetições. Os tratamentos incluíram a combinação de seis doses de K2O (0 kg ha-1, 30 kg ha-1, 60 kg ha-1, 90 kg ha-1, 120 kg ha-1 e 150 kg ha-1) com seis doses de P2O5 (0 kg ha-1, 30 kg ha-1, 60 kg ha-1, 90 kg ha-1, 120 kg ha-1 e 150 kg ha-1). Não foi observado efeito da interação entre doses de P e K nas variáveis analisadas em nenhum nível de fertilidade/ano. A aplicação de P sob condição de baixa fertilidade, bem como de K sob alta fertilidade, afetam a nutrição da cultura de forma geral, capacidade de perfilhamento, componentes da produtividade e rendimento de grãos de arroz de terras baixas, embora não tenha sido observado efeito da aplicação de P em área de alta fertilidade e K na área de baixa fertilidade. Na condição de alta fertilidade, a taxa de incremento de rendimento de grãos devida à aplicação de K foi de 4,04 kg ha-1, e na condição de baixa fertilidade, como áreas recém-abertas, a produtividade máxima foi de 7.161 kg ha-1, quando aplicados 140 kg ha-1 de P.

Palavras-chave : Oryza sativa; arroz irrigado; solo tropical.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )