SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue4Plant extracts in control of Rhipicephalus (Boophilus) microplus (Canestrini, 1887) (Acari: Ixodidae) in laboratorySalinomycin and semduramicin in different concentrations on the broilers eimeriosis control author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Parasitologia Veterinária

On-line version ISSN 1984-2961

Abstract

VIANA, Rinaldo Batista et al. Dinâmica da eliminação de ovos por nematódeos gastrintestinais, durante o periparto de vacas de corte, no Estado do Pará. Rev. Bras. Parasitol. Vet. (Online) [online]. 2009, vol.18, n.4, pp.49-52. ISSN 1984-2961.  https://doi.org/10.4322/rbpv.01804009.

O experimento foi realizado com o objetivo de investigar a dinâmica da infecção por nematódeos gastrintestinais em vacas no periparto. Utilizaram-se 106 vacas de corte, divididas em dois grupos: o grupo 1 (G1), constituído por 42 vacas de primeira e segunda cria; e o grupo 2, (G2) por 76 vacas de terceira cria ou mais. A partir dos 120 dias do pré-parto até os 90 dias pós-parto, coletaram-se fezes para contagens de ovos por grama de fezes (OPG) e sangue para determinação do volume globular e hemoglobina de cada um dos animais a intervalos mensais. Nos mesmos intervalos, avaliaram-se os escores de condição corporal (ECC). Os valores médios ± desvios-padrão de OPG para os animais do grupo 1 foram iguais a 19,4 ± 42,9, enquanto para os do grupo 2 foram de 31,1 ± 68,0 não havendo diferenças significativas entre eles, tampouco entre os valores hematológicos que permaneceram nos padrões normais para ambos os grupos. Maiores contagens de OPG foram observadas no período pós-parto, com médias de 32,5 ± 55,5 e 51,5 ± 84,8 para os grupos G1 e G2, respectivamente. Observou-se diferença significativa (p < 0,05) nos parâmetros estudados, quando foram comparados os períodos pré e pós-parto dentro de cada um dos grupos, com diminuição dos valores hemáticos e escore corporal e aumento dos valores de OPG no pós-parto. Os resultados sugerem que as vacas podem estar mais susceptíveis à infecção por nematoides desde o parto até os 90 dias pós-parto; todavia, vacas adultas, quando bem manejadas, não constituem fator importante na epidemiologia das verminoses gastrintestinais, mesmo no período pós-parto.

Keywords : Bovinos; helmintos; periparto; dinâmica parasitária.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License