SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número1Implicações da introdução de milho transgênico nos programas brasileiros de melhoramento índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Crop Breeding and Applied Biotechnology

versão On-line ISSN 1984-7033

Resumo

CARENA, Marcelo J. Desenvolvimento de germoplasma de milho precoce, tolerante ao frio e a seca para produção de energia e alimentação animal. Crop Breed. Appl. Biotechnol. [online]. 2013, vol.13, n.1, pp.1-8. ISSN 1984-7033.  http://dx.doi.org/10.1590/S1984-70332013000100001.

Milho se tornou uma alternativa rentável para os agricultores e pecuaristas de North Dakota (ND). No entanto, os híbridos desenvolvidos pela indústria do Norte dos EUA ainda não têm tolerância ao frio e a seca, bem como não tem a adequada qualidade do grão para produtos como etanol e alimentação animal. Portanto, é necessário aumentar o valor das operações de alimentação animal antes e depois da utilização do etanol. O programa da North Dakota State University (NDSU) iniciou o desenvolvimento de híbridos que apresentem alto conteúdo de proteína através do projeto de milho precoce com alto conteúdo de proteína de qualidade (EarlyQPMF). O Programa da NDSU atua como um fornecedor genético para empresas de sementes básicas, companhias varejista de sementes, indústria de processamento, e melhoristas, nacionais e internacionais. Nos últimos 10 anos, NDSU obteve nove certificados de proteção (PVP) de milho e lançou 38 produtos de milho. Dentro desses, 13 linhagens foram lançadas, exclusivamente, para uma empresa de sementes básicas para fins comerciais. Alem disso, dois híbridos foram identificados para a produção comercial na região central e ocidental de North Dakota.

Palavras-chave : North Dakota; etanol; alto conteúdo de proteína de qualidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons