SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número2Minimal inhibitory concentration (MIC) determination of disinfectant and/or sterilizing agentsCaffeine Supplementation and muscle damage in soccer players índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences

versão On-line ISSN 2175-9790

Resumo

CERESER, Keila Maria Mendes; MASCARENHAS, Marcello Ávila; SANTIN, Aida  e  KAPCZINSKI, Flávio. Pilot-project of implantation of pharmaceutical care close to the program of bipolar mood disorder of the Hospital of Clinics of Porto Alegre. Braz. J. Pharm. Sci. [online]. 2009, vol.45, n.2, pp.249-256. ISSN 2175-9790.  https://doi.org/10.1590/S1984-82502009000200009.

O Transtorno do Humor Bipolar é caracterizando pela alternância de crises depressivas com episódios de mania ou euforia, tendo estes pacientes 15-35 vezes mais chances de suicídio em comparação com pessoas sem este transtorno. A farmacoterapia é fundamental, visando diminuir a freqüência dos episódios e a gravidade da doença. Nestes pacientes, a polifarmácia tem aumentado ultimamente e uma das maiores dificuldades é a adesão ao tratamento. O objetivo do estudo foi contribuir para a melhoria das condições de saúde de pacientes bipolares, realizando o acompanhamento farmacoterapêutico dos mesmos. Foram selecionados aleatoriamente 28 pacientes bipolares adultos, participantes de um ambulatório especializado de um hospital terciário em Porto Alegre e aplicado o Método Dáder de acompanhamento farmacoterapêutico. As co-morbidades clínicas mais comuns foram: hipertensão (50%), obesidade (46,43%) e hipotiroidismo (39,29%). Os pacientes bipolares são mais suscetíveis a co-morbidades clínicas e muitas destas podem ser devidas a farmacoterapia. Apenas 1,43% dos pacientes apresentavam Problemas Relacionados a Medicamentos, sendo todos solucionados no decorrer do estudo. Também se observou que 32,14% dos pacientes avaliados apresentavam baixa adesão ao tratamento e entre estes, 55,56% passaram a ter boa adesão após o acompanhamento farmacoterapêutico. É fundamental para a melhoria da saúde do paciente o acompanhamento farmacoterapêutico. Novos estudos, com maior número de pacientes e maior duração, são necessários para avaliar o percentual de pacientes que poderão ser beneficiados pela Atenção Farmacêutica.

Palavras-chave : Atenção farmacêutica; Transtorno do Humor Bipolar; Farmacoterapia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons