SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 número4Potentially inappropriate medication use among institutionalized elderly individuals in southeastern BrazilThe effect of natural and organophilic palygorskite on skin wound healing in rats índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Brazilian Journal of Pharmaceutical Sciences

versão On-line ISSN 2175-9790

Resumo

DUARTE, Márcia do Rocio  e  SILVA, Ariane Gonçalves. Anatomical characters of the medicinal leaf and stem of Gymnanthemum amygdalinum (Delile) Sch.Bip. ex Walp. (Asteraceae). Braz. J. Pharm. Sci. [online]. 2013, vol.49, n.4, pp.719-727. ISSN 2175-9790.  http://dx.doi.org/10.1590/S1984-82502013000400011.

Gymnanthemum amygdalinum (Delile) Sch.Bip. ex Walp. (Asteraceae), espécie mais conhecida pela sinonímia Vernonia amygdalina Delile, é um pequeno arbusto empregado na medicina popular como antipirético, laxativo, antimalárico e anti-helmíntico. Estudos demonstraram que diferentes extratos do vegetal possuem atividades antioxidante, antimicrobiana e antiparasitária. Entre os metabólitos bioativos presentes, citam-se lactonas sesquiterpenoides, saponinas, polifenóis e flavonoides. Este estudo investigou os caracteres microscópicos de folha e caule de G. amygdalinum, a fim de ampliar o conhecimento acerca dessa espécie medicinal e apontar estruturas anatômicas características. O material foi fixado e seccionado à mão livre e em micrótomo. Os cortes foram corados ou submetidos aos testes histoquímicos clássicos. Empregou-se microscopia eletrônica de varredura para investigar a ultraestrutura da superfície epidérmica. A folha é anfiestomática com estômatos anomocíticos. Há cutícula estriada, tricomas glandular e tector e mesofilo dorsiventral. Em secção transversal, a nervura central e o pecíolo têm contorno plano-convexo. Ambos mostram vários feixes vasculares colaterais e poucos cristais de oxalato de cálcio. No caule, a epiderme permanece e o felogênio tem instalação periférica. São observadas endoderme típica e calotas esclerenquimáticas apostas ao floema. Os aspectos que fornecem elementos para a identificação da espécie são a ocorrência de estômatos em ambas as superfícies foliares, a organização da nervura central e do pecíolo, a endoderme e as calotas esclerenquimáticas no caule, além dos diferentes tipos de tricoma nos órgãos aéreos estudados.

Palavras-chave : Gymnanthemum amygdalinum [farmacognosia]; Gymnanthemum amygdalinum [caracterização microscópica]; Vernonia amygdalina [farmacognosia]; Vernonia amygdalina [caracterização microscópica]; Asteraceae [farmacognosia]; Plantas medicinais.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons