SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número2Espaço urbano comum, heterotopia e o direito à cidade: reflexões a partir do pensamento de Henri Lefebvre e David HarveyParcerias urbanas no desenvolvimento de baixo carbono: oportunidades e desafios de uma tendência emergente na Política Climática Global índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana

versão On-line ISSN 2175-3369

Resumo

GILBERT, Liette. Justiça social e a cidade "verde". urbe, Rev. Bras. Gest. Urbana [online]. 2014, vol.6, n.2, pp.158-169. ISSN 2175-3369.  https://doi.org/10.7213/urbe.06.002.SE01.

A transição em direção a um urbanismo "mais verde" se faz cada vez mais necessária devido a crise ambiental. Contudo, essa transição somente é possível se acompanhada de justiça social. Assim, tem-se por objetivo investigar algumas tensões entre a justiça social e a sustentabilidade urbana, bem como algumas das razões pelas quais uma abordagem de justiça social voltada à sustentabilidade urbana é frequentemente marginalizada por uma ontologia sustentável neoliberal. Este artigo se inicia com a apresentação de diversos conceitos normativos de justiça social e sua longa reivindicação (existente, mas não suprida) na cidade. Posteriormente são discutidos alguns benefícios decorrentes de um urbanismo "mais verde", alegando-se, contudo, que as ações de sustentabilidade urbana têm, de forma geral, concentrado-se mais em aspectos relacionados à modernização ecológica e reprodução de boas práticas do que em questões voltadas à justiça socioespacial. Ao se analisarem trabalhos sobre "neoliberalismo verde", o artigo evidencia como o tema da ecologia é restabelecido para objetivos neoliberais. A última seção debate o motivo pelo qual o aspecto social é relegado a segundo plano no discurso e práxis dominante de sustentabilidade e a forma pela qual a justiça social serve, por meio das práticas de cidadania, como reivindicação para transformações urbanas em locais onde a participação popular encontra-se arraigada na prática diária. Em linhas gerais, o artigo alerta contra determinados discursos de sustentabilidade e "neoliberalismo verde" sem abordar suas desigualdades arraigadas.

Palavras-chave : Justiça social; Cidade justa; Boa cidade; Greening; Neoliberalismo verde.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons