SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.61 issue4Floristic composition and identification keys to the lianas from Caetetus Ecological Station, São Paulo state, BrazilTree community structure of fragments of semideciduous seasonal forest in the São Domingos river basin, Rio de Janeiro, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Rodriguésia

Print version ISSN 0370-6583On-line version ISSN 2175-7860

Abstract

NETTESHEIM, Felipe Cito et al. Estrutura e florística do estrato arbóreo no cerrado sensu stricto de Buritis, Minas Gerais, Brasil. Rodriguésia [online]. 2010, vol.61, n.4, pp.731-748. ISSN 2175-7860.  https://doi.org/10.1590/2175-7860201061413.

A crescente perda de cobertura do cerrado sensu lato vem aumentando a visibilidade desse bioma, gerando uma crescente quantidade de informação a seu respeito. Atualmente, essa atenção já permite identificar padrões fitogeográficos, definindo províncias florísticas com base nos padrões de diferenciação da flora. Este estudo descreve uma área ainda não estudada de cerrado sensu stricto, próxima aos limites de duas dessas províncias florísticas, e testa se as ligações florísticas entre a área estudada e seu entorno são coerentes com os padrões fitogeográficos propostos na literatura. Para tal, uma área de 1,45 ha foi amostrada pelo método de parcelas, registrando-se indivíduos com CAS ≥ 31,4 cm. Foram calculados os parâmetros estruturais, índice de Shannon (H’) e equitabilidade de Pielou (J’) para descrever a vegetação. Os resultados foram comparados a nove áreas de cerrado sensu stricto através de uma análise de agrupamento (UPGMA) a partir do coeficiente de SØrensen. Foram registrados 1155 indivíduos, 90 espécies, 73 gêneros e 37 famílias. H’ foi igual a 3,75 e J’ igual a 0,83. Qualea grandiflora, Magonia pubescens, Curatella americana e Qualea parviflora apresentaram os maiores valores de importância. A densidade foi de 796 indivíduos ha-1 e a área basal no nível do solo foi de 11,87 m2 ha-1. Os resultados chamam atenção para as dificuldades de comparar estudos com diferentes metodologias e demonstram que o cerrado sensu stricto de Buritis possui valores de similaridade com áreas em seu entorno que estão de acordo com os padrões de diferenciação florística propostos na literatura.

Keywords : diversidade; heterogeneidade; riqueza; similaridade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )