SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 número3Teores de fenóis totais e taninos nas cascas de angico-vermelho (Anadenanthera peregrina)Resistência de painéis aglomerados de Acacia mangium Willd. colados com ureia-formaldeído e taninos a organismos xilófagos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Floresta e Ambiente

versão On-line ISSN 2179-8087

Resumo

ZANUNCIO, Antonio José Vinha et al. Secagem ao ar livre da madeira para produção de carvão vegetal. Floresta Ambient. [online]. 2014, vol.21, n.3, pp.401-408.  Epub 22-Jul-2014. ISSN 2179-8087.  https://doi.org/10.1590/2179-8087.028713.

A estocagem ao ar livre é o método mais utilizado de secagem de madeira para produção de carvão. Todavia, a secagem natural de toras é pouco estudada. O objetivo deste trabalho foi avaliar a interação entre estocagem e propriedades energéticas da madeira e do carvão. Toras de 1,2 m de comprimento, retiradas dos troncos a 1,3 m do solo, de dez diferentes materiais genéticos, foram utilizadas. As carbonizações ocorreram em mufla após um, dois e três meses de estocagem, à taxa de aquecimento de 1,67ºC/min, temperatura máxima de 450ºC e tempo de residência de 30 minutos. O poder calorífico da madeira, o rendimento gravimétrico na base seca e úmida, a análise química imediata e o poder calorífico do carvão foram avaliados. O poder calorífico líquido da madeira aumentou após a estocagem e, baseado neste parâmetro, o tempo ótimo de estocagem variou entre dois e três meses para os diferentes materiais. Considerando-se a carbonização, apenas o rendimento gravimétrico na base úmida foi afetado pela estocagem. A secagem foi importante para reduzir a umidade da madeira, favorecendo seu uso para energia.

Palavras-chave : umidade; Eucalyptus; poder calorífico.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons