SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 número1Tratamento de mulheres e homens usuários de crack internados: um estudo qualitativoDisfunção sexual, depressão e ansiedade em mulheres jovens de acordo com o status de relacionamento: uma pesquisa on-line índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Trends in Psychiatry and Psychotherapy

versão impressa ISSN 2237-6089

Resumo

FILIPPON, Ana Paula Mezacaza; BASSANI, Diego Garcia; AGUIAR, Rogério Wolf de  e  CEITLIN, Lúcia Helena Freitas. Associação entre trauma na infância e perda de funcionalidade em mulheres adultas com fibromialgia. Trends Psychiatry Psychother. [online]. 2013, vol.35, n.1, pp.46-54. ISSN 2237-6089.  https://doi.org/10.1590/S2237-60892013000100006.

OBJETIVO: Investigar se a presença de história de trauma na infância está associada com perda de funcionalidade em mulheres adultas com fibromialgia (FM). Um segundo objetivo foi avaliar a presença de diferenças entre mulheres adultas deprimidas e não deprimidas com FM utilizando um modelo de regressão para funcionalidade. MÉTODOS: Um total de 114 mulheres adultas com FM de acordo com os critérios diagnósticos do American College of Rheumatology responderam o Childhood Trauma Questionnaire e o Questionário de Impacto da Fibromialgia. Todos os indivíduos foram entrevistados por psiquiatras treinados e avaliados para depressão utilizando o Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI) - versão brasileira 5.0.0. Modelos de correlação e regressão foram utilizados para investigar associações entre trauma na infância e perda de funcionalidade em pacientes com FM. A amostra foi estratificada pela presença e ausência de depressão clínica. RESULTADOS: Em geral, o trauma na infância esteve associado com perda de funcionalidade em mulheres adultas com FM. Quando estratificadas por depressão, o modelo de regressão aumentou significativamente a associação em pacientes não deprimidos, mesmo após ajuste para idade e uso de medicação psicotrópica. CONCLUSÕES: Trauma na infância esteve associado de forma clinicamente importante à perda de funcionalidade em mulheres adultas com FM. As associações foram mais pronunciadas nos indivíduos sem depressão comórbida.

Palavras-chave : Fibromialgia; sobreviventes adultos de maus-tratos infantis; depressão; atividades cotidianas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons