SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue2Family burden in schizophrenia: the influence of age of onset and negative symptomsSemantic validation of the ISPCAN Child Abuse Screening Tools (ICAST) in Brazilian Portuguese author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Trends in Psychiatry and Psychotherapy

Print version ISSN 2237-6089On-line version ISSN 2238-0019

Abstract

TOAZZA, Rudineia et al. Fluência verbal fonêmica e gravidade dos transtornos de ansiedade em crianças pequenas. Trends Psychiatry Psychother. [online]. 2016, vol.38, n.2, pp.100-104. ISSN 2238-0019.  https://doi.org/10.1590/2237-6089-2016-0018.

Introdução:

Estudos prévios sugerem que déficits na fluência verbal estariam associados a transtornos de ansiedade em adolescentes.

Objetivo:

Replicar e estender os resultados prévios investigando se o desempenho em uma tarefa de fluência verbal fonêmica está relacionado com a gravidade dos sintomas de ansiedade em crianças com transtorno de ansiedade. Pretendemos, também, investigar se essa associação é independente da coocorrência de sintomas de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH).

Métodos:

Participaram desse estudo 60 crianças (6-12 anos) com diagnóstico primário de transtorno de ansiedade. A gravidade dos sintomas foi medida utilizando escalas validadas baseadas para avaliação clínica, resposta dos pais ou responsáveis e resposta da criança. A fluência verbal foi avaliada utilizando uma tarefa simples que mede o número de palavras evocadas em 1 minuto com a letra F, a partir da qual foram quantificados o número de palavras isoladas, o número de clusters (agrupamentos de palavras semelhantes) e o número de switches (transições entre os agrupamentos e/ou entre palavras isoladas).

Resultados:

Encontramos uma associação significativa entre o número de clusters e os escores de ansiedade. Uma análise posterior revelou que essas associações foram independentes dos sintomas coocorrentes de TDAH.

Conclusões:

Replicamos e estendemos os resultados anteriores mostrando que a fluência verbal está consistentemente associada com a gravidade dos transtornos de ansiedade em crianças. Novos estudos são incentivados com o objetivo de investigar potenciais efeitos de treinamentos cognitivos sobre os sintomas ansiosos em indivíduos com transtornos de ansiedade.

Keywords : Transtornos de ansiedade; funções executivas; fluência verbal; linguagem.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )