SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número3Adaptação transcultural do Módulo de Avaliação da Violência Doméstica do Diagnóstico Psicodinâmico Operacionalizado (OPD-2) em mulheres brasileiras vítimas de violência domésticaInventário de Personalidade para o DSM-5 (PID-5): adaptação transcultural e validade de conteúdo para o contexto brasileiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Trends in Psychiatry and Psychotherapy

versão impressa ISSN 2237-6089versão On-line ISSN 2238-0019

Resumo

SCHORR, Manuela Teixeira et al. Homicídio juvenil: fatores preditores em adolescentes privados de liberdade no sul do Brasil. Trends Psychiatry Psychother. [online]. 2019, vol.41, n.3, pp.292-296.  Epub 22-Jul-2019. ISSN 2238-0019.  https://doi.org/10.1590/2237-6089-2018-0076.

Objetivos

Avaliar o perfil sociodemográfico, psiquiátrico e criminal de adolescentes infratores que cumprem internação provisória por homicídio ou tentativa de homicídio e compará-los aos adolescentes privados de liberdade por outros atos infracionais.

Métodos

Este estudo transversal baseou-se na revisão dos prontuários médicos de 74 adolescentes infratores em internação provisória na Fundação de Atendimento Sócio-Educativo do Rio Grande do Sul. Para a análise, variáveis que apresentaram p <0,2 foram incluídas no ajuste multivariado por meio de regressão logística.

Resultados

A amostra foi composta apenas por homens, a maioria de pele branca (55,6 versus 57,9% para homicidas e não-homicidas, respectivamente) e com alta prevalência de reprovações escolares (77,8 vs. 91,2%). Houve alta prevalência de antecedentes familiares de delinquência (88 versus 81%). Apenas anos de estudo e pertencimento ou não a uma organização criminosa permaneceram estatisticamente significantes no modelo multivariado.

Conclusão

Os resultados mostram que ter menos anos de estudo e negar pertencer a uma organização criminosa foram fatores preditivos de comportamento homicida em adolescentes infratores (ambos com relevância estatística). As demais variáveis não foram estatisticamente significativas para esse desfecho. O presente estudo pode servir como base para futuras pesquisas, o que pode melhorar nossa compreensão dos fatores de risco para o homicídio juvenil.

Palavras-chave : Transtorno de conduta; delinquência juvenil; homicídio; violência; adolescente.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )