SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue3The epidemiological profile of inflammatory bowel disease patients on biologic therapy at a public hospital in AlagoasRisk factors for postoperative endoscopic recurrence in Crohn's disease: a Brazilian observational study author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Journal of Coloproctology (Rio de Janeiro)

Print version ISSN 2237-9363On-line version ISSN 2317-6423

Abstract

BALDIN JUNIOR, Antônio et al. Estudo clínico-patológico e da expressão da proteína p53 nas displasias associadas à retocolite ulcerativa. J. Coloproctol. (Rio J.) [online]. 2014, vol.34, n.3, pp.136-140. ISSN 2317-6423.  http://dx.doi.org/10.1016/j.jcol.2014.02.009.

Racional:

A associação entre retocolite ulcerativa e adenocarcinoma determinou estratégias para seguimento dos pacientes e detecção precoce das lesões displásicas e neoplásicas.

Objetivos:

Analisar a incidência de displasia nos pacientes com retocolite ulcerativa, comparar dados clínicos dos pacientes com e sem displasia e verificar a expressão imunoistoquimica da proteína p53 nas displasias.

Material e Métodos:

Foram estudados os exames anatomopatológicos e dados clínicos de 124 pacientes com e sem displasia, portadores de retocolite ulcerativa no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná.

Resultados:

A incidência de displasia foi de 9,67% e todos os casos foram de displasia de baixo grau. Na comparação dos dados clínicos dos pacientes com e sem displasia não houve diferença estatisticamente significativa com relação à cor, idade no início da doença, idade na última biópsia, extensão da doença e tempo de evolução da doença. Houve diferença estatística com predomínio de pacientes do sexo masculino (58,34%) em relação ao feminino para displasia. Dos 17 exames avaliados de 12 pacientes com displasia, em 5 exames (29,4%) a expressão da proteína p53 foi positiva.

Conclusões:

Desses resultados conclui-se que a incidência de displasia foi baixa, maior no sexo masculino e houve positividade da proteína p53 nas displasias.

Keywords : Retocolite ulcerative; Displasia; Proteína p53.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )