SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 issue3Physiological potential of peanut seeds submitted to drying and storageSeed cryopreservation of Passiflora species author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Journal of Seed Science

Print version ISSN 2317-1537On-line version ISSN 2317-1545

Abstract

SANTOS, Heloisa Oliveira dos et al. Aspectos bioquímicos e fisiológicos da deterioração de sementes de mamona armazenadas em diferentes embalagens e temperaturas. J. Seed Sci. [online]. 2016, vol.38, n.3, pp.241-247. ISSN 2317-1545.  https://doi.org/10.1590/2317-1545v38n3165298.

Objetivou-se avaliar os efeitos de diferentes condições de armazenamento sobre a qualidade de sementes de mamona cultivar IAC-226, armazenadas por um período de 12 meses. Para isso, as sementes foram armazenadas em diferentes ambientes e tipos de embalagens: em câmara fria e armazém convencional, utilizando embalagens papel Kraft multifoliado e plástico com e sem acondicionamento a vácuo a 1 atm; e também armazenamento sob criopreservação (-196 °C). A qualidade das sementes foi avaliada antes e após 4, 8 e 12 meses de armazenamento pelos testes de geminação, primeira contagem de germinação, porcentagem de emergência, índice de velocidade de emergência e pela determinação das alterações nos sistemas enzimáticos catalase (CAT) e superóxido dismutase (SOD). A criopreservação (-196 °C) é eficiente na manutenção da qualidade fisiológica de sementes de mamona cultivar IAC-226 por 12 meses. A enzima catalase se destaca como um marcador da deterioração de sementes de mamona durante o armazenamento.

Keywords : Ricinus communis L.; isoenzimas; criopreservação; armazenamento.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )