SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número4Suscetibilidade à deterioração por umidade e ao estresse oxidativo em sementes de soja com variação no conteúdo de lignina no tegumentoPotencial fisiológico de sementes de estilosantes cv. Campo Grande revestidas com zinco e boro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Journal of Seed Science

versão impressa ISSN 2317-1537versão On-line ISSN 2317-1545

Resumo

CATAO, Hugo César Rodrigues Moreira et al. Alterações fisiológicas e isoenzimáticas em sementes de alface em diferentes condições e períodos de armazenamento. J. Seed Sci. [online]. 2016, vol.38, n.4, pp.305-313. ISSN 2317-1545.  https://doi.org/10.1590/2317-1545v38n4163863.

Objetivo deste trabalho foi determinar alterações fisiológicas e isoenzimáticas em sementes de alface em diferentes condições e períodos de armazenamento. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado com quatro repetições, em arranjo fatorial com seis cultivares de alface (Everglades, Babá de Verão, Elisa, Grand Rapids, Hortência e Salinas 88) e quatro períodos de armazenamento (30, 60, 90 e 120 dias), em três ambientes de armazenamento (15, 25 e 35 oC). A qualidade fisiológica foi avaliada por meio de testes de primeira e contagem final de germinação, emergência, índices de velocidade de germinação e de emergência. As expressões isoenzimáticas determinadas foram as de catalase (CAT), esterase (EST), álcool desidrogenase (ADH) e malato desidrogenase (MDH). As sementes de alface quando armazenadas em ambiente de 15 oC conservaram a qualidade fisiológica. As altas temperaturas do ambiente associada aos maiores períodos de armazenamento causam redução da qualidade fisiológica e alteração dos padrões enzimáticos de CAT, EST, ADH e MDH. No armazenamento a 15 oC não ocorreu alterações nas sementes. As cultivares de alface, especialmente Everglades, apresentam diferentes níveis de tolerância ao armazenamento e expressões isoenzimáticas.

Palavras-chave : Lactuca sativa; enzimas; potencial de armazenamento; termotolerância.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )