SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42Tratamento químico e tamanho da semente de milho na qualidade fisiológica e sanitária durante o armazenamentoAprimoramento da metodologia do teste de tetrazólio utilizando diferentes pré-tratamentos em sementes do gênero Epidendrum (Orchidaceae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Journal of Seed Science

versão impressa ISSN 2317-1537versão On-line ISSN 2317-1545

Resumo

MORAIS, Thais de Castro et al. Alterações fisiológicas e antioxidativas em sementes de girassol submetidas à restrição hídrica. J. Seed Sci. [online]. 2020, vol.42, e202042008.  Epub 03-Abr-2020. ISSN 2317-1545.  https://doi.org/10.1590/2317-1545v42225777.

O vigor das sementes pode ser determinante para o seu desempenho em campo, especialmente sob condições de restrição hídrica. O girassol é uma cultura sujeita as essas condições no campo, e assim, o objetivo do trabalho foi avaliar as alterações fisiológicas e antioxidativas em sementes de girassol submetidas à restrição hídrica. Foram utilizados dois lotes da cv. Hélio 253 diferindo quanto ao vigor. Após a caracterização inicial, as sementes foram colocadas para germinar sob os potenciais de 0,0; -0,2; -0,4; -0,6 e -0,8 MPa e avaliadas quanto a germinação, primeira contagem e comprimento de parte aérea e raiz primária. Foram avaliadas também as atividades das enzimas antioxidativas SOD, CAT, POX e APX aos 0, 2, 4 e 6 dias após a semeadura. A restrição hídrica provocou decréscimo na germinação e menor crescimento das plântulas independentemente do nível de vigor das sementes. A atividade da SOD foi semelhante para os dois lotes, com redução aos quatro dias após a semeadura. A atividade da CAT foi afetada de modo diferente ao longo da germinação dos dois lotes sendo, em geral, mais alta no lote de maior vigor. Nas sementes de maior vigor, houve menor atividade da POX nos tratamentos de restrição hídrica em relação ao controle. Em geral, sementes de menor vigor possuem menor capacidade de ativação de enzimas antioxidativas, principalmente as peroxidases.

Palavras-chave : análise enzimática; déficit hídrico; germinação; Helianthus annuus L.; vigor.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )