SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número3Escores de nasalância de falantes do Português Brasileiro aos cinco anos de idadeEfeitos imediatos da técnica de vibração sonorizada de língua associada à estimulação nervosa elétrica transcutânea (TENS) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


CoDAS

versão On-line ISSN 2317-1782

Resumo

ARCURI, Cláudia Fassin; SCHIEFER, Ana Maria  e  AZEVEDO, Marisa Frasson de. Pesquisa do efeito de supressão e do processamento auditivo em indivíduos que gaguejam. CoDAS [online]. 2017, vol.29, n.3, e20160230.  Epub 22-Maio-2017. ISSN 2317-1782.  http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/20172016230.

Objetivo

Verificar as habilidades do processamento auditivo e a ocorrência do efeito de supressão das emissões otoacústicas em indivíduos com gagueira.

Método

Participaram 15 adultos com gagueira, de 18 a 40 anos, com grau de severidade variando de leve a severo, pareados por gênero, faixa etária e escolaridade com indivíduos sem queixa ou alteração de comunicação. Todos passaram por avaliação fonoaudiológica convencional, avaliação específica da gagueira, avaliação audiológica básica (audiometria, imitanciomentria e pesquisa dos reflexos acústicos) e específica (avaliação do processamento auditivo e pesquisa do efeito de supressão das emissões otoacústicas). Os dados foram submetidos à análise estatística, com aplicação do Teste Exato de Fisher e do Teste de Mann-Whitney.

Resultados

O grupo de gagos apresentou maior ocorrência de alterações de processamento auditivo. Os testes do processamento auditivo que diferenciaram os grupos de gagos e não gagos foram o Teste Dicótico não Verbal e o Teste Padrão de Frequência. O grupo de gagos apresentou maior ocorrência de ausência do efeito de supressão das emissões otoacústicas, indicando anormalidade do funcionamento do sistema eferente olivococlear medial. Conclusão: As habilidades do processamento auditivo investigadas neste estudo diferem indivíduos gagos e não gagos, com maior alteração nos gagos. O funcionamento do sistema eferente olivococlear medial mostrou-se deficitário nos indivíduos gagos, indicando dificuldade de discriminação auditiva, principalmente na presença de ruído.

Palavras-chave : Gagueira; Audição; Emissões Otoacústicas Espontâneas; Transtornos da Percepção Auditiva; Testes Auditivos.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )