SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue3The contrast between alveolar and velar stops with typical speech data: acoustic and articulatory analysesCapacity for self-monitoring reading comprehension in Elementary School author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


CoDAS

On-line version ISSN 2317-1782

Abstract

BARROZO, Tatiane Faria; PAGAN-NEVES, Luciana de Oliveira; PINHEIRO DA SILVA, Joyce  and  WERTZNER, Haydée Fiszbein. Sensibilidade e especificidade da Porcentagem de Consoantes Corretas Revisada na identificação do transtorno fonológico. CoDAS [online]. 2017, vol.29, n.3, e20160038.  Epub May 22, 2017. ISSN 2317-1782.  http://dx.doi.org/10.1590/2317-1782/20172016038.

Objetivo

Verificar a sensibilidade, especificidade e estabelecer pontos de corte para o índice Porcentagem de Consoantes Corretas Revisado (PCC-R) em crianças com e sem transtorno fonológico falantes do Português Brasileiro.

Método

Participaram 72 crianças com idade entre 5:00 e 7:11 anos, sendo 36 sem queixas de alteração de fala e linguagem e 36 crianças com diagnóstico fonoaudiológico de transtorno fonológico. O índice de gravidade PCC-R foi aplicado nas provas de nomeação de figuras e de imitação de palavras do Teste de Linguagem Infantil ABFW. Os resultados foram analisados estatisticamente. Foi realizada a curva Roc e obtidos os valores de sensibilidade e especificidade do índice.

Resultados

O grupo de crianças sem transtorno fonológico apresentou valores do PCC-R maiores nas duas provas, independentemente do gênero dos participantes. O valor de corte na prova de nomeação de figuras foi de 93,4%, com sensibilidade de 0,89 e especificidade de 0,94, independentemente da idade. Já na prova de imitação de palavras, os valores obtidos variaram de acordo com a idade. Para a faixa etária ≤6:5 anos, o valor de corte foi de 91,0%, com sensibilidade de 0,77 e especificidade de 0,94. Para a faixa etária >6:5 anos, o valor de corte foi de 93,9%, com sensibilidade de 0,93 e especificidade de 0,94.

Conclusão

Dada a alta sensibilidade e especificidade do PCC-R, o índice foi efetivo na discriminação e identificação de crianças com e sem transtorno fonológico.

Keywords : Fonoaudiologia; Diagnóstico; Fala; Linguagem; Sensibilidade; Especificidade.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · English ( pdf ) | Portuguese ( pdf )