SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22Aplicabilidade da orientação fonoaudiológica associada ao uso de aparelho de amplificação sonora individual na redução do zumbidoEnsaio clínico controlado e randomizado de terapia breve e intensiva com finger kazzo em professoras: estudo preliminar índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Audiology - Communication Research

versão On-line ISSN 2317-6431

Resumo

MELO, Roberta Michelon; MOTA, Helena Bolli  e  BERTI, Larissa Cristina. Parâmetros acústicos e articulatórios durante a produção do contraste entre oclusivas alveolares e velares: dados típicos e de desvio fonológico. Audiol., Commun. Res. [online]. 2017, vol.22, e1732.  Epub 27-Nov-2017. ISSN 2317-6431.  https://doi.org/10.1590/2317-6431-2016-1732.

Introdução

Análises instrumentais de fala, como a análise acústica e a articulatória (por exemplo, as imagens de ultrassom de língua), podem identificar habilidades linguísticas dos falantes, não detectadas por análise perceptivoauditiva.

Objetivo

Comparar os parâmetros acústicos e articulatórios entre as oclusivas alveolares e velares e entre crianças com desenvolvimento típico de fala e crianças com desvio fonológico.

Métodos

A amostra consistiu de 15 crianças com desenvolvimento típico de fala e sete crianças com desvio fonológico. O corpus foi composto pelas palavras alvo: /’kapə/, /‘tapə/, /‘galo/ e /‘daɾə/, inseridas em frase veículo e nomeadas espontaneamente. Foi realizada a gravação simultânea de áudio e vídeo (imagens de ultrassonografia de língua). Os dados passaram por análise acústica e articulatória.

Resultados

Seis (pico espectral, centroide, variância, assimetria, curtose e transição consoante-vogal) dos nove parâmetros acústicos investigados não mostraram distinções entre os grupos. Os valores de pico espectral e transição consoante-vogal foram os únicos não significativos para a marcação do contraste alvo. Em relação aos dados de ultrassonografia, a proporção de eixos significantes das regiões anterior e posterior de língua mostrou algumas diferenças no grupo típico, diferentemente do grupo com desvio fonológico. As curvas de língua também evidenciaram particularidades, em ambos os grupos.

Conclusão

Os parâmetros acústicos e articulatórios forneceram evidências sobre o contraste fônico entre oclusivas alveolares e velares, na amostra estudada. Observou-se um refinamento articulatório das crianças com desenvolvimento típico de fala e a presença de contrastes encobertos na fala das crianças com desvio fonológico.

Palavras-chave : Fala; Ultrassonografia; Acústica da fala; Criança; Transtorno fonológico.

        · resumo em Inglês     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )