SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número3Germinação de esporos de samambaia amazonense Polypodium aureum em diferentes meios de culturaUso de bioestimulante a base de alga (Ascophyllum nodosum) na germinação e crescimento de plântulas de girassol ornamental índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ornamental Horticulture

versão On-line ISSN 2447-536X

Resumo

ANACLETO, Adilson; ROVEDA, Luís Fernando  e  RAMOS, Rafaela Aparecida Santoro. Germinação e sobrevivência de Aechmea gamosepala em diferentes substratos. Ornam. Hortic. [online]. 2019, vol.25, n.3, pp.225-230.  Epub 28-Out-2019. ISSN 2447-536X.  https://doi.org/10.1590/2447-536x.v25i3.2037.

O Estado do Paraná é uma das regiões brasileiras de maior incidência do extrativismo de bromélias, entre os fatores para a ocorrência desta situação, destaca-se a grande procura desta espécie como planta ornamental e o fácil acesso às florestas, a existência de poucos viveiros de cultivo e dificuldades dos produtores nos processos de cultivo especialmente nos estágios iniciais da cultura. Entre as espécies deste grupo de plantas ornamentais destaca-se a Aechmea gamosepala Wittmack. (Bromeliaceae) com forte apelo comercial e por consequência de extrativismo. Diante deste contexto, realizou-se um estudo visando a avaliar a germinação e sobrevivência de sementes da espécie. Foram testados cinco tipos alternativos de substratos de fácil acessibilidade ao produtor rural: fibra de casca de coco, plantmax®, húmus de minhoca, casca de pinus umidificada e solo agrícola peneirado. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado, com 4 repetições e 25 sementes por unidade experimental, à temperatura ambiente, em casa de vegetação, com irrigação por aspersão por um período de 90 dias. O tempo médio de início de germinação foi de 6,95 dias, com média de 74,8% no ponto máximo de germinação, porém não foram observadas diferenças estatísticas significativas entre os tratamentos. Para sobrevivência de plântulas os substratos de casca de pinus umidificada (70,8%) e a fibra de casa de coco (80,4%) se mostraram como os melhores substratos para Aechmea gamosepala Wittmack.

Palavras-chave : floricultura; plantas ornamentais; jardinagem; flores; produção de mudas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )