SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número3Crescimento e estado nutricional de heliconia sob fertilização mineral índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ornamental Horticulture

versão On-line ISSN 2447-536X

Resumo

ROSSA, Überson Boaretto et al. Estaquia de Euphorbia phosphorea Mart e Euphorbia enterophora Drake sob diferentes concentrações de ácido indol butírico e análise da viabilidade econômica. Ornam. Hortic. [online]. 2019, vol.25, n.3, pp.314-323.  Epub 28-Out-2019. ISSN 2447-536X.  https://doi.org/10.1590/2447-536x.v25i3.1985.

As definições de protocolos de produção de mudas de espécies ornamentais, com a utilização de reguladores vegetais, demandam análise econômica que demonstrem ao viveirista os reais retornos financeiros de sua atividade. O objetivo foi avaliar a influência da utilização do regulador ácido indol butírico (IBA) na promoção do enraizamento de estacas de Euphorbia phosphorea (Mart) e Euphorbia enterophora (Drake), bem como analisar a viabilidade econômica da produção de mudas com o uso de IBA. As estacas foram confeccionadas com 10 cm de comprimento, e tratadas com IBA nas concentrações de 0, 1000, 3000 e 5000 mg L-1. As estacas foram acondicionadas em estufa, contendo vermiculita como substrato, irrigadas diariamente. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com 4 repetições, contendo 5 estacas por unidade experimental. As avaliações foram realizadas 150 dias após a instalação dos experimentos. Foram analisados o Valor Líquido Presente (VPL) e a Taxa Interna de Retorno (TIR), para compor análise de viabilidade econômica do uso do IBA. Para E. phosphorea não houve diferença significativa entre os tratamentos para as variáveis de sobrevivência das estacas, número de raízes e comprimento de raízes. Não foi observada a formação de calos na base das estacas, sendo que o maior percentual de sobrevivência foi observado nos Tratamentos T3 (3000 mg L-1) e T4 (5000 mg L-1). O Tratamento T1 (testemunha) apresentou menor número de raízes por estaca (12,8) e maior comprimento médio das três maiores raízes (12,56 cm). O emprego do regulador IBA aumentou o percentual de estacas enraizadas e o número de raízes por estaca, sendo recomendada a concentração de 3000 mg L-1 para E. phosphorea. Sob aspectos de viabilidade econômica, recomenda-se o uso do IBA no nível de viveiro comercial. Para E. enterophora, não é recomendado o uso de IBA por ser espécie de fácil enraizamento (95%), por conseguinte, denota a inviabilidade econômica quando utilizado.

Palavras-chave : plantas ornamentais; regulador vegetal; enraizamento; análise econômica.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )