SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número2Respostas bioquímicas e moleculares ao estresse por calor em culturas e plantas hortícolasAvaliação de qualidade pós-colheita de antúrio ‘Tropical’ com imagens digitais e in-person índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ornamental Horticulture

versão On-line ISSN 2447-536X

Resumo

ALMEIDA, Elka Fabiana Aparecida; SANTOS, Leandra Oliveira; CASTRICINI, Ariane  e  REIS, João Batista Ribeiro da Silva. Óleo essencial de Eucalyptus globulus na qualidade pós-colheita de rosas ‘Carola’. Ornam. Hortic. [online]. 2020, vol.26, n.2, pp.159-165.  Epub 15-Jul-2020. ISSN 2447-536X.  http://dx.doi.org/10.1590/2447-536x.v26i2.2122.

O mercado consumidor vem exigindo qualidade dos produtos vegetais, sem qualquer contaminação ou resíduos químicos, restringindo o uso dos mesmos na pós-colheita. Em decorrência disso, é necessário aumentar o desenvolvimento de pesquisas que busquem alternativas, mais sustentáveis e econômicas. O objetivo foi identificar a concentração ideal de óleo essencial de eucalipto para a manutenção da qualidade pós-colheita de rosas ‘Carola’. Foram utilizadas rosas cultivar Carola, em que, no laboratório, tiveram suas hastes padronizadas em 35 cm, etiquetadas e submetidas às seguintes doses de óleo essencial de eucalipto (Eucalyptus globulus): 0,25%; 0,5%; 0,75%; 1,0% e 1,25%. Como controle foi realizado a pulverização com água destilada. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado, em esquema fatorial composto por dois fatores: seis tratamentos pós-colheita e sete datas de avaliação (0, 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7 dias). Foram utilizadas quatro repetições, com duas flores cada uma. As avaliações foram realizadas diariamente, analisando-se os parâmetros de massa fresca das hastes florais e coloração das pétalas. Além disso, avaliou-se a qualidade visual, determinada de acordo com uma escala de notas. O teor de antocianinas totais nas pétalas foi avaliado a cada três dias, no início, meio e fim do período experimental. O óleo essencial de eucalipto em todas as doses testadas proporcionou melhor manutenção da qualidade pós-colheita de rosas: 0,25% e 0,5% (melhores notas), 1,0% e 1,25% (menor ângulo hue) e 0,25% (maior teor de antocianina). Ao 5° dia as hastes florais perderam 16% de massa fresca sem que houvesse sinais de murchamento e as notas atribuídas também indicaram que as hastes permaneceram aptas para a comercialização até o quinto dia (vida de vaso total). Como conclusão, o óleo essencial de eucalipto nas doses 0,25%, 0,50%, 1,0% e 1,25% é eficiente na manutenção da qualidade de rosas ‘Carola’ por até cinco dias a 25 °C.

Palavras-chave : floricultura; Rosa sp.; flor de corte; sustentabilidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )