SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27PRÁTICA HABITUAL DE ATIVIDADE FÍSICA, HÁBITOS ALIMENTARES, MODULAÇÃO AUTONÔMICA E INDICADORES ANTROPOMÉTRICOS ESTÃO ASSOCIADOS À PREVALÊNCIA DE PRESSÃO ARTERIAL ELEVADA?COMPORTAMENTO TÁTICO EM PEQUENOS JOGOS NO FUTEBOL: INFLUÊNCIA DO CONHECIMENTO TÁTICO E DA SUPERIORIDADE NUMÉRICA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Journal of Physical Education

versão On-line ISSN 2448-2455

Resumo

ARAUJO, João Eliakim dos Santos et al. EFEITOS DO EXERCÍCIO RESISTIDO AGUDO DE ALTA INTENSIDADE SOBRE A GLICEMIA E SENSIBILIDADE À INSULINA EM RATOS COM RESISTÊNCIA À INSULINA. J. Phys. Educ. [online]. 2016, vol.27, e2735.  Epub 02-Fev-2017. ISSN 2448-2455.  http://dx.doi.org/10.4025/jphyseduc.v27i1.2735.

O objetivo do estudo foi avaliar o efeito do exercício resistido agudo sobre o metabolismo glicêmico em animais com resistência à insulina. Foram utilizados 30 ratos Wistar divididos em três grupos: Controle (CON), Dexametasona Sedentário (DS) e Dexametasona + Exercício (DE). O exercício resistido foi realizado no aparelho de agachamento composto por cinco séries, 10 repetições, com intensidade de 70% de 1RM. Concomitantemente, os grupos DS e DE receberam diariamente dexametasona intraperitoneal (4,0mg/kg). Foram aferidos o peso corporal, a glicemia e o teste de sensibilidade à insulina de todos os grupos. Única sessão de exercício resistido reduziu a glicemia e melhorou a sensibilidade à insulina, o grupo DT apresentou menor área sob a curva em relação ao grupo DS. O exercício resistido agudo de alta intensidade promoveu redução da glicemia e melhorou a sensibilidade da insulina em ratos com resistência a insulina induzidos com dexametasona.

Palavras-chave : Resistência à Insulina; Glicemia; Exercício físico; Exercício resistido..

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )