SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.48 issue4Mães adolescentes na sociedade riograndense: saúde e pressões sociaisO significado da menopausa e os fatores que interferem no relacionamento sexual da mulher author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Enfermagem

Print version ISSN 0034-7167

Rev. bras. enferm. vol.48 no.4 Brasília Oct./Dec. 1995

https://doi.org/10.1590/S0034-71671995000400008 

ARTIGOS

 

Desinstitucionalização - visão dos profissionais de saúde mental

 

 

Maria Salete Bessa JorgeI; Ana Ruth Macêdo MonteiroII; Norma Faustino RochaIII

IDoutoranda da EERP/EE/USP. Curso Interunidades
IIMestranda de Enfermagem em Saúde Comunitária na UFCE
IIIAluna de Psicologia da UNIFOR. Relatora do estudo

 

 


RESUMO

O estudo aborda as representações dos profissionais de saúde mental que trabalham em hospitais psiquiátricos e serviços psicossociais. Estudo de natureza qualitativa e descritiva, tendo como suporte de análise as falas dos profissionais integrantes do estudo para construir o pensar, o fazer dos mesmos no campo do saber, referente a cultura manicomial exercida em seu cotidiano.

Unitermos: Reforma Psiquiátrica - Representações e Saúde Mental.


ABSTRACT

This study reports mental health professionals representations who work for psychiatric hospitais and psychosocial services. This descriptive and qualitative work has as basis the professionals trom the study to build up the thinking, their doing in the field of knowledge referring to the manicomial culture executed daily speech analysis.

Keywords: Psychiatric Reformulation - Representations - Mental Health


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAIS BIBLIOGRÁFICAS

1. COSTA, Jurandir Freire. História da psiquiatria no Brasil. Rio de Janeiro: Campus, 1980.104 p.         [ Links ]

2. FLEMING, Manuela. Ideologias e práticas psiquiátricas. Porto Alegre: Afrontamento, 1976, 156 p.         [ Links ]

3. FRAGA, M. N. O.; SILVA, N. B. O surgimento de hospitais psiquiátricos no Ceará e as Políticas de Saúde no Brasil. R. Bras. Enferm. Brasília. v. 47,n. 1. p. 15-19, jan. 1994.         [ Links ]

4. MEDEIROS, T. A. Formação do modelo assistencial psiquiátrico no Brasil. Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1977, 165 p. Dissertação (mestrado). Universidade Federal do Rio de Janeiro.         [ Links ]

5. MOURA-FÉ. Municipalização e hospital psiquiátrico. Informe Saúde. Fortaleza. Mar. 1995. p.3         [ Links ]

6. Reestruturação Psiquiátrica, possibilidades e alternativas. Apresentado junto a I CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE MENTAL. São Luiz, 09-12/09/92. 5 p.         [ Links ]

7. ROTELLI, F.; AMARANTE, P. Reformas Psiquiátricas na Itália e no Brasil: aspectos históricos e metodológicos. IN: BEZERRA, B; (Org). Psiquiatria sem hospício: contribuições a reforma psiquiátrica. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, p. 41-67, 1992.         [ Links ]

8. SAMPAIO, J. J. C. Hospital Psiquiátrico Público no Brasil: a sobrevivência do asilo e outros destinos possíveis. Fortaleza, 1988. 82 p. Dissertação de Mestrado. Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 1994.         [ Links ]

9. TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução a pesquisa em Ciências Sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1990, 175 p.         [ Links ]

 

 

1 ENT. Entrevistado e o número é a ordem das entrevistas

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License