SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.42 número5Monitoramento e avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Escravo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista de Administração Pública

versão impressa ISSN 0034-7612versão On-line ISSN 1982-3134

Rev. Adm. Pública v.42 n.5 Rio de Janeiro set./out. 2008

https://doi.org/10.1590/S0034-76122008000500001 

PALAVRAS DA DIRETORA

 

 

Monitoramento e avaliação do Programa de Erradicação do Trabalho Escravo avança no debate sobre a pesquisa de avaliação como ferramenta vital para a melhoria da gestão de políticas públicas e, como tal, tem por objetivo produzir informações relevantes para o aprimoramento das ações governamentais. O foco do artigo está no Programa de Erradicação do Trabalho Escravo, que visa eliminar essa grave violação dos direitos humanos que ainda persiste no Brasil. O artigo utiliza-se de metodologia de avaliação formal constante nas referências teóricas, com vistas a propor uma sistemática de monitoramento que possa ser usada para a melhoria do programa em questão.

Brasil: 200 anos de Estado; 200 anos de administração pública; 200 anos de reformas preenche pequena parte da lacuna deixada na comemoração do bicentenário da chegada da família real portuguesa ao Brasil. Apresenta panorama da história das transformações por que tem passado a administração pública brasileira, com destaque para as três grandes reformas que se sucederam a partir de meados dos anos 1930. Todo o caminho percorrido desde 1808 configura uma tríplice efeméride: 200 anos de Estado nacional, 200 anos de administração pública e 200 anos de reformas institucionais e administrativas.

Em Gestão de desempenho por competências: integrando a gestão por competências, o balanced scorecard e a avaliação 360 graus, os autores apresentam uma pesquisa aplicada em unidades do Banco do Brasil, por meio da qual avaliam a percepção dos funcionários acerca do novo modelo de gestão de desempenho por competências. O instrumento foi considerado mais eficaz, democrático e participativo.

A influência das redes de alianças estratégicas sobre a tecnologia de informação e comunicação investiga as influências que a rede de alianças estratégicas (RAE) de uma empresa exercem sobre os recursos organizacionais relacionados à tecnologia de informação e comunicação (TIC). Os resultados da pesquisa exploratória sugerem que esta influência existe e se manifesta de várias formas e com distintos graus de força. Assim, uma vez compreendidas as possíveis influências de uma RAE, os gestores de TIC podem antecipar-se a elas e planejar melhor a TIC das suas empresas.

Sistema de informações para acompanhamento, controle e auditoria em saúde pública trata da construção de um sistema de informações gerenciais para o monitoramento das ações desenvolvidas e dos recursos investidos em programas de acompanhamento de doenças crônico-degenerativas. O artigo apresenta um estudo baseado em análise de custo e efetividade das intervenções assistenciais em doenças crônico-degenerativas, utilizando como referência a cidade de Itajaí, SC.

Maurício Tragtenberg: contribuições de um marxista anarquizante para os estudos organizacionais críticos demonstra que as críticas de Maurício Tragtenberg estão diretamente relacionadas com a visão anarquista que sustenta seu pensamento libertário e sua defesa da autogestão. Avalia a atualidade do pensamento de Tragtenberg e sugere caminhos para os estudos organizacionais que podem ser realizados de acordo com esta perspectiva.

Cultura organizacional brasileira pós-globalização: global ou local? apresenta pesquisa sobre traços da cultura organizacional brasileira após 17 anos de abertura econômica e transformações institucionais, responsáveis por profundos impactos na sociedade e nas organizações. A comparação entre os estudos anteriores e o atual revela um quadro híbrido, transitório e com ressignificações, típico de um período de transição, caracterizado pela convivência entre traços pré-globalização e pós-globalização.

Boa leitura!

 

Deborah Moraes Zouain
Diretora e Editora da RAP

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons