SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 número5Detection of Astrovirus-like in diarrhoeic stool and its coexistence with RotavirusTetanus antibody levels in migrants in transit through São Paulo, Brazil índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

Compartir


Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo

versión On-line ISSN 1678-9946

Rev. Inst. Med. trop. S. Paulo vol.27 no.5 São Paulo sept./oct. 1985

https://doi.org/10.1590/S0036-46651985000500003 

ARTIGOS ORIGINAIS

 

Hepatite de Lábrea. Estudo de revisão em viscerotomias hepáticas dos anos de 1934 a 1940

 

Labrea hepatitis. A revision of hepatic viscerotomy studies in specimens collected during the years from 1934 to 1940

 

 

Leonidas Braga DiasI; José Rodrigues CouraII

IPesquisador do Núcleo de Patologia Regional e Higiene da Universidade Federal do Pará, Belém, Pará, Brasil
IIProf. Titular da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Diretor do Instituto Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, Brasil

 

 


RESUMO

Para verificar a possibilidade de uma anterior existência e diversificada distribuição da Hepatite de Lábrea, histopatologicamente descrita na década de 60, foram revistas amostras de viscerotomias hepáticas provenientes da Amazônia, acumuladas entre os anos de 1934 e 1940 e originalmente rotuladas como Atrofias Hepáticas. De 28 amostras estudadas, 11 apresentaram as características microscópicas hoje atribuídas à Hepatite de Lábrea; 5 outras exibiram algumas, mas não todas as características desta hepatite; 5 amostras corresponderam e permaneceram como de hepatite por Tetracloreto de Carbono; e as 7 amostras restantes apresentaram os achados habituais das necroses maciças ou submaciças mais frequentemente devidas aos vírus das Hepatites A e B. Nesta pequena amostragem, foram identificados um caso de 1935, 3 de 1936, um de 1937, 5 de 1938 e um de 1940, não somente de áreas brasileiras, como também da Colômbia e do Perú. É de se concluir, portanto, que há mais longo tempo e em mais ampla abrangência, a Hepatite de Lábrea compromete as populações amazônicas. Estudos recentes indicam, nesta forma de hepatite, uma constante participação do antígeno de superfície do vírus da Hepatite B, bem como a associação deste ao antígeno Delta, pelo que se acredita à tal associação a gravidade e a alta letalidade da Hepatite de Lábrea, além de se pressupor uma longínqua presença dos dois antígenos na Amazônia.


SUMMARY

Hepatic viscerotomy specimens collected in the Amazon during the years from 1934 to 1940 with the diagnosis of hepatic atrophy were reexamined to investigate the occurrence and distribution of Labrea hepatitis, a condition first described histopathologically in the 1960s decade. Of 28 samples examined, 11 showed microscopic features presently considered as characteristic of Labrea hepatitis. Of the remaining samples, 5 showed some but not all characteristic features of this disease, 5 showed massive or submassive hepatic necrosis usually associated with viral aetiology.
We conclude that the occurrence of Labrea hepatitis precedes its original description and extends beyond Amazonian regions of Brazil, to Colombia and Peru, being within the small number of samples studied in 1935 (1 case), 1936 (3 cases), 1937 (1 case), 1938 (5 cases) and 1940 (1 case).
Some recents studies suggest a constant participation of HBs and Delta antigens associated with the morbidity and mortality of Labrea hepatitis.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

AGRADECIMENTOS

Somos gratos ao Dr. Hélio Geli Pereira, virologista do Instituto Oswaldo Cruz, pela revisão crítica do trabalho e pela versão do RESUMO para o inglês.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. ANDRADE, Z. A.; SANTOS, J. B.; PRATA, A. & DOURADO, H. — Histopatologia da hepatite de Lábrea. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. 16: 31-40, 1983.         [ Links ]

2. BAUER, J. H. & KEER, J. A. — Una enfermedad pirética confundida con la fiebre amarilla en la costa del Atlântico de Colombia. Bol. Of. San. Panamer. 12: 693-715, 1935.         [ Links ]

3. BENSABATH, G. — Presença do Agente Delta associado-VHB em residentes do Município de Boca do Acre, micro região do Purus, Amazonas. Nota Prévia. PROGRAMA E RESUMOS, XIX Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Rio de Janeiro, 1983, pp. 150-151.         [ Links ]

4. BENSABATH, G. & BOSHELL, J. — Presença do antígeno "Austrália" (Au) em populações do interior do Estado do Amazonas, Brasil. Rev. Inst. Med. trop. São Paulo 15: 284-288, 1973.         [ Links ]

5. BENSABATH, G. & DIAS, L. B. — Hepatite de Lábrea (Febre Negra de Lábrea) e outras hepatites fulminantes em Sena Madureira, Acre e Boca do Acre, Amazonas, Brasil. Rev. Inst. Med. trop. São Paulo 25: 182-194, 1983.         [ Links ]

6. BOSHELL, J. M. — Estudos sobre a "febre negra" ou hepatoencefalopatia amazônica. Relatório interno apresentado ao Instituto Evandro Chagas da Fundação SESP, Belém, 1970. Não publicado.         [ Links ]

7. DE PAOLA, D.; PINHEIRO, A. F.; DIAS, L. B. & LACERDA, P. R. S. — A "febre negra" da Amazônia. Sua possível significação. Hospital (Rio) 17: 123-131, 1967.         [ Links ]

8. DE PAOLA, D.; STRANO, A. J. & HOPPS, H. C. — Labrea Hepatitis (Black Fever). A problem in Geographic Pathology. Int. Pathol. (IAP Bull.) 9: 43-49, 1968.         [ Links ]

9. DEINHARDT, F. & GUST, I. D. — On behalf of the participants in informal WHO meeting on Viral Hepatitis. Bol. Epidemiol. XIV 25: 1-5, 1982. (Tradução).         [ Links ]

10. DIAS, L. B. — Labrea hepatitis. In Belern virus Laboratory Annual Report. Belém, Pará, Fundação SESP, pp. 78-79, 1966.         [ Links ]

11. DIAS, L. B. — Hepatites na Amazônia. Rev. Pa. Med. 3: 7-21, 1981.         [ Links ]

12. DIAS, L. B. & MORAES, M. A. P. — Hepatite de Lábrea. Rev. Inst. Med. trop. São Paulo 15: 86-93, 1973.         [ Links ]

13. DIAS, L. B. & PINHEIRO, F. — Hepatite no Território de Rondônia. Bol. Epidemiol. 4: 69-71, 1969.         [ Links ]

14. FONSECA, J. C. F.; FERREIRA, L. C.; GUERRA, A. L. P. S.; PASSOS, L. M. & SIMONETTI, J. P. — Hepatite fulminante e Febre Negra de Lábrea. Estudo de 5 casos procedentes de Codajás, Amazonas, Brasil. Rev. Soc. Bras. Med. Trop. 16: 144-147, 1983.         [ Links ]

15. GAST-GALVIS, A. — Viscerotomia en Colômbia (Resultado del examen histopatologico de 22 000 muestras de higado humano). Rev. Méd. (Bogotá) 553-554: 1-44, 1945.         [ Links ]

16. HADLER, S. C. — Informação pessoal.         [ Links ]

17. MADUREIRA-PARÁ, J. F. — Relatório de Estudos sobre todos os casos de atrofia hepática existentes na coleção de amostras de tecidos do Laboratório de Histopatologia do SEPFA para o período de 1930 a 1940. Rio de Janeiro, 1941. Não publicado.         [ Links ]

18. PELLETIER, L.; LECANTE, A.; DESTOMBES, P. & SÉRIÉ, Ch. — La fievre noire amazonienne en Guyane Française? Arch. Inst. Pasteur Guyane Française et l'Inini 21 (Pub. n.° 518): 79-82, 1982.         [ Links ]

19. SANTOS, J. B. — Febre Negra na região de Lábrea, Amazonas. Estudo clínico, epidemiológico e histopatológico. [Tese de Mestrado]. Universidade de Brasília, DF, 1978.         [ Links ]

20. STRANO, A. F.; DOOLEY, J. R. & ISHAK, K. G. — Manual sobre la Fiebre amarilla y su diagnostico diferencial histopatológico. Washington, Publicación Científica de la OPS, N.° 299, 1975.         [ Links ]

 

 

Recebido para publicação em 5/4/1984.

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons