SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número2Perfil clínico-epidemiológico de chagásicos atendidos em ambulatório de referência e proposição de modelo de atenção ao chagásico na perspectiva do SUSAvaliação do Programa de Controle da Esquistossomose (PCE/PCDEN) em municípios situados na Bacia do Rio São Francisco, Minas Gerais, Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical

versão impressa ISSN 0037-8682

Rev. Soc. Bras. Med. Trop. vol.29 no.2 Uberaba mar./abr. 1996

https://doi.org/10.1590/S0037-86821996000200003 

ARTIGO

 

Morbidade hospitalar por doença de Chagas no Brasil

 

 

Susete Barbosa França; Daisy Maria Xavier de Abreu

Núcleo de Pesquisas em Saúde Coletiva e Nutrição da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonie, MG. Participou da pesquisa que fundamenta este artigo, Carlos Tadeu Villani Marques

Endereço para correspondência

 

 


RESUMO

A pesquisa objetivou caracterizar a distribuição e evolução do número de pacientes internados por doença de Chagas no Brasil na última década. Procurou também discutir os limites e possibilidades da Autorização de Internação Hospitalar(AIH) na informação epidemiológica. Constatou-se que em números absolutos e relativos, as internações por tripanosomíase são pouco significativas dada a magnitude da doença no pais. A maior parte das hospitalizações com este diagnóstico ocorreu em São Paulo (com quase metade dos pacientes internados no país), Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal. Quanto à natureza do hospital, verificou-se um aumento da importância do setor público e uma grande participação dos hospitais universitários nas internações por esta causa. Em termos de despesas com estas hospitalizações, observa-se que a hegemonia do Estado de São Paulo é reforçada e que o custo médio é muito variado de acordo com a localização e a natureza do hospital. O trabalho concluiu que a utilização mais apropriada da fonte AIH seria no estudo de doenças que não apresentam uma gama muito variada deformas clínicas, sendo suficientes as informações disponíveis no banco de dados SINTESE.

Palavras-chaves: Doença de Chagas - internações. Morbidade hospitalar. Informação epidemiológica. Autorização de Internação Hospitalar.


SUMMARY

The aim of this research was to describe the delivery and evolution of Chagas disease with in-patients in Brazil during the last decade. It also attempted to discuss the limits and possibilities of Internal Hospitalization Authorization (AIH) as a source of epidemiologist information. From 1984 to 1993, the number of in-patients diagnosed with "tripanossomiase" was about 1.700 yearly, declining in absolute numbers during the entire historic series. The majority concentration of in-patients occuring in this study was recorded in São Paulo, Goiás, Minas Gerais and Distrito Federal. The public sector importance increased and the university hospitals improved their participation with in-patients with "tripanossomiase" Concerning hospitals expenses for in-patients, this study has observed that a hegemony in São Pauto was strengthened. The average cost was varied: in São Paulo and Distrito Federal, the average cost was much higher than that of Minas Gerais and Goiás. Finally, this study concluded that the most suitable usefulness of the AIH forms would be for disease surveys that haven 't been presented to many clinics, for which the SINTESE files would be suffcient.

Key-words: Chagas' disease - in-patients. Hospital morbity. Epidemiology data. Internal Hospitalization Authorization.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. Brasil/MS/SUCAM. Doença de Chagas. Brasília, Ministério da Saúde, 1990.         [ Links ]

2. Dias JCP. Doença de Chagas no Brasil, situação atual e perspectivas. Informe Epidemiológico do SUS 1:17-26, 1992.         [ Links ]

3. Dias JCP. Doença de Chagas no Brasil, situação atual e perspectivas, In: Anais do II Congresso Brasileiro de Epidemiologia, Belo Horizonte, 1993.         [ Links ]

4. Organización Panamericana de la Salud. Las condiciones de la salud en las Americas. OPAS, Washington DC, 1990.         [ Links ]

5. World Health Organization. Control of Chagas disease. Report of a WHO Expert Committee. Geneva. WHO Technical Report Series 811, 1991.         [ Links ]

 

 

Endereço para correspondência:
Susete B. França.
NESCON/ UFMG. Av. Alfredo Balena 190 -
9o andar, 30130-100 Belo Horizonte, MG, Brasil.
Telefone: (031) 271-6664
Fax: (031) 222-0300.

Recebido para publicação em 16/12/95.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons