SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4Comportamento da raça Light Sussex em PiracicabaComparação das raças Rhode Island Red, Light Sussex e seu mestiço: ovos, pintos e frangos author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Anais da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz

Print version ISSN 0071-1276

An. Esc. Super. Agric. Luiz de Queiroz vol.4  Piracicaba  1947

http://dx.doi.org/10.1590/S0071-12761947000100026 

III - A ocorrência das células anexas dos estômatos na família Rubiaceae

 

 

Walter Radamés Accorsi

Prof. de Botânica Geral e Descritiva da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz", da Universidade de São Paulo

 

 


RESUMO E CONCLUSÕES

As minhas primeiras observações sobre a ocorrência das cédulas anexas dos estômatos na família Rubiaceae foram feitas na epiderme foliar de Coffea arabica L.. Em seguida, examinei a epiderme de 20 espécies, pertencentes a 9 gêneros e cultivadas no Parque da E. S. A. "Luiz de Queiroz". Em virtude da constância das células anexas, analisei, a princípio, as espécies e variedades de Coffea (ao todo 28 indivíduos) existentes na coleção de cafés do Instituto Agronômico de Campinas e, depois, o maior número de gêneros e espécies da família. Para a realização desse trabalho, solicitei de várias instituições material botânico, tanto vivo como herborizado, constante de folhas; consegui reunir, assim, copiosa quantidade de espécies. Feita a separação das duplicatas e das fôlhas de epiderme de difícil extração, as espécies se reduziram a 553.
Do exposto neste e nos trabalhos que publiquei (1,2), posso concluir que as duas células anexas dos estômatos, na família Rubiaceae, constituem um caráter anatômico de família, muito embora me faltem alguns gêneros para seu estudo completo. Minha conclusão se apoia nos três pontos básicos seguintes:
1 - Que as duas células anexas dos estômatos, com as ca- racterísticas descritas, ocorrem entre as Rubiales sómente na família Rubiaceae.
2 - Que as espécies estudadas até agora revelaram, sem exceção, as duas células anexas nos estômatos.
3 - Que as células anexas poderão constituir, no caso de sua inconstância, um caráter diferencial de espécie ou de gênero.


ABSTRACT

In the present paper the author gives the final results of his studies about the significance of the two annex cells of the stomata of the Rubiaceae as anatomical family character, part of which has been previously published.
After having verified that in the Order Rubiales the Family Rubiaceae is the unique to show stomata provided with two annex cells differing in size and shape, the author has extended his observation over 553 species belonging to 107 genera, having not found till the present time a single discrepant case. Even though in the future some species not yet investigated come to show stomata devoid of ajinex cells, even In this case the annex cells do not lose their importance at least as specific or generic character. However, the author is inclined to consider, on the light of-the facts in hand, the two annex cells of the Rubiaceae stomata as good anatomical family character.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

AGRADECIMENTO

O Autor apresenta seus sinceros agradecimentos ao Dr. João Geraldo Kuhlmann, M. D. Diretor do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, pela remessa de notável quantidade de espécies de Cinchona; à Dra. Odete Z. de Toledo, pelo trabalho de extração das epidermes e ao Sr. Álvaro P. Sêga pela feitura dos desenhos.

 

BIBLIOGRAFIA CONSULTADA

1 - ACCORSI, W. R. - 1941 - Revista "O Solo", ano XXXIII, n.° único, pgs. 27-37. Tip. Aloisi. Piracicaba.         [ Links ]

2 - ACCORSI, W. R. - 1944 - Anais da E. S. A. "Luiz de Queiroz", vol I, pgs. 157-175.         [ Links ]

3 - LOEFGREN, A. - 1917- Manual das Famílias Phanerogamas, pgs. 500-514. Imprensa Nacional. Rio de Janeiro.         [ Links ]

4 - KUHLMANN, J. G. - 1925 - Archivos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, vol. IV, p. 363-364. Ministério da Agricultura. Rio de Janeiro.         [ Links ]

5 - WETTSTEIN, R. W. - Tratado de Botânica Sistemática, p. 873. Editorial Labor, S. A. Argentina.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License