SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número6RT-PCR para a detecção simultânea dos vírus da leprose e da tristeza dos citrosOcorrência de Nectria haematococca em maracujazais no estado do Rio de Janeiro e resistência de Passiflora mucronata ao patógeno índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Fitopatologia Brasileira

versão impressa ISSN 0100-4158versão On-line ISSN 1678-4677

Fitopatol. bras. v.30 n.6 Brasília nov./dez. 2005

https://doi.org/10.1590/S0100-41582005000600020 

NOTAS FITOPATOLÓGICAS PHYTOPATHOLOGICAL NOTES

 

Allium tuberosum como hospedeira de Puccinia allii no Brazil

 

Allium tuberosum, host of Puccinia allii in Brazil

 

 

Milton L. da Paz LimaI; Bernardo UenoI; Carlos HuesugiI; Péricles de A. Melo FilhoII

IUniversidade de Brasília, Departamento de Fitopatologia, CEP 70910-900, Brasília, DF
II
Universidade Federal Rural de Pernambuco, CEP 52171-900, Recife, PE, e-mail: pericles@ufrpe.br

 

 


ABSTRACT

Leaflets of Chinese chives (Allium tuberosum) were collected in Federal District, showing typical yellow pustules of rust pathogens. Observations confirmed Puccinia allii as causal agent of rust disease in this crop.


 

 

O nirá (Allium tuberosum Rottler ex Sprengel syn. A. odorum), conhecida como cebolinha chinesa, é utilizada como condimento e cultivada por japoneses e seus descendentes nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Tem como um dos problemas fitossanitários a ferrugem provocada por Puccinia allii (DC) Rud. Causando danos reduzindo a superfície foliar das plantas (Zambolim, L. et al., 2000, Controle de Doenças de Hortaliças, Ed. Ceres). Trata-se de um fungo biotrófico, autóico, com todas as fases do ciclo esporogênico ocorrendo no mesmo hospedeiro cuja fase aecídica foi relatada por Dale em 1910 na Europa sobre A. schoenoprasum (L.) Hartman (Plant Pathology 19:149. 1970). Gaumann (Die Rostpilze Mitteleuropas, Buchler, 1959) usando morfologia da télia e do teliósporo descreveu P. allii apresentando télia parafisada e teliósporos bicelulares e P. porri (Sow.) apresentando teliósporos com uma a duas células e télia sem paráfises. Koike (Califórnia Agriculture 55:35. 2001) define como característica principal de P. allii a presença de telia parafisada, teliósporos bicelulares e uredósporos equinulados com cinco a dez poros germinativos. O objetivo desse trabalho foi identificar e relatar a ocorrência natural da ferrugem do nirá no Brasil. Para tanto, Folhas de nirá apresentando lesões de coloração amarela semelhantes a sintomas de ferrugem foram coletadas em Vargem Bonita/DF e analisadas na Universidade de Brasília. O material observado em microscópio estereoscópico revelou a presença de urédias. Folhas apresentando lesões foram cortados em micrótomo de congelamento. Lâminas semipermanentes foram coradas com azul de algodão e lacto-glicerol e observadas em microscópio composto para identificação da espécie fúngica. Foi procedida uma comparação morfométrica entre uredósporos, número de poros germinativos e presença de equinulação com aquelas descritas por Jennings (Mycological Research 94:83. 1990). A observação visual dos sintomas (Figura 1A) permitiu registrar a presença de lesões pequenas, de coloração amarela e formato circular. Sob microscópio estereoscópico, as lesões mostraram-se deprimidas e de coloração castanho escuro à negra. Em microscópio composto, os uredósporos são unicelulares e equinulados em toda sua superfície (Figuras 1B, 1C e 1D). Medem de 21-34 mm x 17-27 mm, com quatro a nove poros. As urédias maduras variam de 180-360 mm x 210-240 mm. Essa morfometria confere com as descritas por Jennings (Califórnia Agriculture 55:35. 2001). Verificou-se ainda a presença de uredósporos quando imaturos pedicelados (Figura 1C) e quando maduros equinulados, apresentando cicatriz pedicelar, conforme descrito por Uma & Taylor (Mycological Society 89:321. 1987). Estas similaridades sintomatológicas e morfológicas confirmam a ocorrência de um isolado de P. allii sobre nirá no Brasil.

 


 

 

Aceito para publicação em 24/05/2005

 

 

Autor para correspondência: Péricles de Albuquerque Melo Filho

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons