SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue1Efeito de uma ação educativa sobre a conduta dos profissionais de saúde da rede de atenção primária em relação às doenças de transmissão sexualMamografia, ultra-sonografia e ressonância magnética na avaliação da ruptura de próteses mamárias de silicone em pacientes assintomáticas: achados com correlação cirúrgica author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia

Print version ISSN 0100-7203On-line version ISSN 1806-9339

Rev. Bras. Ginecol. Obstet. vol.22 no.1 Rio de Janeiro Jan./Feb. 2000

https://doi.org/10.1590/S0100-72032000000100012 

Resumo de Tese

Predição da Acidose no Nascimento em Gestações com Diástole Zero ou Reversa à Dopplervelocimetria das Artérias Umbilicais

 

Autor: Rossana Pulcinelli Vieira Francisco
Orientador: Prof. Dr. Seizo Miyadahira

 

Dissertação de Mestrado apresentada ao Departamento de Obstetrícia e Ginecologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - Disciplina de Obstetrícia em 14/4/99.

 

 

Resumo: Analisaram-se trinta gestações com diástole zero ou reversa à dopplervelocimetria das artérias umbilicais a fim de determinar a relação entre os testes de avaliação da vitalidade fetal e a presença de acidose no nascimento nestes casos. Para estudo do bem-estar fetal utilizaram-se cardiotocografia, perfil biofísico fetal, índice de líquido amniótico e doppler-velocimetria arterial (aorta torácica descendente e artéria cerebral média) e venosa (ducto venoso) fetal. A análise dos testes de avaliação da vitalidade fetal demonstrou que apenas o estudo do ducto venoso (análise do índice de pulsatilidade para veias e classificação segundo a curva de normalidade para a idade gestacional) relacionou-se de forma estatisticamente significativa com a acidose no nascimento. Estas duas variáveis foram selecionadas para o ajuste do modelo de regressão logística que apontou o índice de pulsatilidade para veias do ducto venoso como a variável capaz de predizer a probabilidade de acidose no nascimento. O conhecimento de um fator de predição para acidose no nascimento em gestações com diástole zero ou reversa pode facilitar a escolha do melhor momento para a interrupção da gestação. Demonstra-se a importância e a aplicabilidade do estudo do ducto venoso, nas gestações com fluxo diástolico ausente ou reverso nas artérias umbilicais.

Palavras-chave: Cardiotocografia. Dopplervelocimetria. Vitalidade fetal. Anóxia perinatal.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License