SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 issue2The genus Rhipsalis Gärtner (Cactaceae) in the State of São Paulo-I: species with cylindrical or subcilindrical jointsInstituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Botanica Brasilica

Print version ISSN 0102-3306

Acta Bot. Bras. vol.5 no.2 Feira de Santana Dec. 1991

https://doi.org/10.1590/S0102-33061991000200005 

Flórula ruderal da cidade de Lavras, MG*

 

Ruderal plants from Lavras, MG

 

 

Manuel Losada GavilanesI; Cláudio Ney D'Angieri FilhoI,II

IDepartamento de Biologia - DBI da Escola Superior de Agricultura de Lavras - ESAL. Caixa Postal, 37. 37.200 Lavras, MG
IIBolsista de Iniciação Científica do CNPq. DBI - ESAL, Lavras, MG

 

 


RESUMO

Efetuou-se o levantamento e a identificação das plantas ruderais ocorrentes na cidade de Lavras, MG. Foram identificadas 175 espécies, representando 122 gêneros, pertencentes a 41 famílias. As famílias. Compositae, Leguminosae, Graminese, Malvaceae, Convolvulaceae, Cyperaceae, Euphorbiaceae e Amaranthaceae, são as que apresentaram o maior número de espécies. O material foi coletado em áreas ajardinadas, beiras de caminhos, calçadas, muros e cercas, e em terrenos baldios.

Palavras-chave: Plantas ruderais; Invasoras; Lavras; Minas Gerais.


ABSTRACT

A survey and identification of ruderal plants occuring in Lavras City, state of Minas Gerais, Brazil, was carried out. One hundred and seventy five species, representing 122 genera belonging to 41 families were indentified. Families Compositae, Leguminosae, Gramineae, Malvaceae, Convolvulaceae, Cyperaceae, Euphorbiaceae, and Amaranthaceae presented the greatest numbers of species among all families. All plant materials were collected in garden areas, along roadsides and streets, walls and fences, and wastelands.

Key words: Ruderal Plants; Weeds; Minas Gerais; Brazil.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Referências Bibliográficas

BACCHI, O.; H.F. LEITÃO FILHO & C. ARANHA. 1984. Plantas invasoras de culturas. Campinas, Instituto Campineiro de Ensino Agrícola, v. 3. 308 p.         [ Links ]

BARROSO, G.M.; E.F. GUIMARÃES; C.L.F. ICHASO; C.G. COSTA & A.L. PEIXOTO. 1978. Sistemática das Angiospermas do Brasil. São Paulo, LTC/EDUSP, v.1. 255 p.         [ Links ]

BARROSO, G.M.; A.L. PEIXOTO, C.G. COSTA; C.L. ICHASO, E.F. GUIMARÃES & H.C. LIMA. 1984. Sistemática das Angiospermas do Brasil. Viçosa, Imprensa Universidade da U.F.V., v. 2. 377 p.         [ Links ]

BARROSO, L.J. 1946. Chaves para a determinação de gêneros indígenas e exóticos das dicotiledôneas do Brasil. Rio de Janeiro, Min. da Agricultura/Serviço de Documentação. 2 ed. 272 p.         [ Links ]

BLANCO, H.G. 1982. Ecologia das plantas daninhas; competição de plan-tas daninhas em culturas brasileiras. In: MARCONDES, D.A. et al. Controle integrado de plantas daninhas. São Paulo, CREA. p. 43-75.         [ Links ]

BRANDÃO, M. & L.H.S. CUNHA. 1982. Meios de dispersão empregados por plantas daninhas. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, 8(87): 4-10.         [ Links ]

BRANDÃO, M.; M.L. GAVILANES & J.P. LACA-BUENDIA. 1990. Plantas daninhas raramente mencionadas ou não citadas como ocorrentes em Minas Gerais. Daphne, Belo Horizonte, 1(1): 22-25.         [ Links ]

BRANDÃO, M.; J.P. LACA-BUENDIA & M.L. GAVILANES. 1982. Principais plantas daninhas no Estado de Minas Gerais. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, 8(87): 18-26.         [ Links ]

BRANDÃO, M.; J.P. LACA-BUENDIA & M.L. GAVILANES. 1991. Plantas daninhas raramente mencionadas ou não citadas como ocorrentes em Minas Gerais. Daphne, Belo Horizonte, 1(3): 13-16.         [ Links ]

BRANDÃO, M.; M.L. GAVILANES, L.H.S. CUNHA, J.P. LACA-BUENDIA & C. CARDOSO. 1984. Plantas consideradas daninhas para culturas como fonte de néctar e pólen. Planta Daninha, Campinas, 7(2): 1-22.         [ Links ]

BRANDÃO, M.; M.L. GAVILANES, L.H.S CUNHA, M.A. ZURLO, & C. CAR-DOSO. 1985. Novos enfoques para plantas consideradas daninhas. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, 11(129): 3-12.         [ Links ]

CERVI, A.C. & O.A. GUIMARÃES. 1975. Catálogo das plantas ruderais da cidade de Curitiba. Tribuna Farmacêutica, Curitiba, 43(1-2): 1-20.         [ Links ]

CERVI, A.C.; O.A. GUIMARÃES, R.R.B. NEGRELLE, D. SBALCHIERO & M.C.A. CONCEIÇÃO, 1987. Catálogo das plantas ruderais da cidade de Curitiba-PR. Estudos preliminares - II. Revista do Setor de Ciências Agrárias, Curitiba, 9; 157-163.         [ Links ]

CERVI, A.G.; O.A. GUIMARÃES, L.A. ACRA, R.R.B. NEGRELLI & D. SBALCHIERO. 1988. Catálogo das plantas ruderais da cidade de Curitiba, Brasil. Estudos preliminares - III. Acta Biológica Paranaense, Curitiba, 17(1, 2, 3, 4): 109-139.         [ Links ]

FERREIRA, M.B.; G.A.R. MACEDO & J.P. LACA-BUENDIA. 1984. Plantas daninhas com possibilidades de forrageiras para bovinos em condições de cerrado. Planta Daninha, Campinas, 7(1): 41-48.         [ Links ]

GAVILANES, M.L.; M. BRANDÃO & C. CARDOSO. 1987. Levantamento das plantas daninhas utilizadas como medicinais, de uso popular. Oreádes, Belo Horizonte, 8(14/15): 34-47.         [ Links ] (Anais do Simpósio de Plantas Medicinais do Brasil, 7, Belo Horizonte, 1982).         [ Links ]

GAVILANES, M.L. & M. BRANDÃO. 1991. Informações preliminares acerca da cobertura vegetal do município de Lavras, MG. Daphne, Belo Horizonte, 1(2): 44-50.         [ Links ]

KUHLMANN, J.G.; P. OCCHIONI & J.I.A. FALCÃO. 1947. Contribuição ao estudo das plantas ruderais do Brasil. Arquivos do Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 7: 43-133.         [ Links ]

LEITÃO FILHO, H.F.; C. ARANHA & O. BACCHI. 1972. Plantas invasoras de culturas no Estado de São Paulo. São Paulo, Hucitec. v. 1. 291 p.         [ Links ]

LEITÃO FILHO, H.F.; C. ARANHA; O. BACCHI. 1975. Plantas invasoras de culturas no Estado de São Paulo. São Paulo, Hucitec - Agiplan. v. 2. 305 p.         [ Links ]

LISBOA, M.A. 1956. Aspectos da flora ruderal de Ouro Preto. In: Anais do V. Congresso Nacional de Sociedade Botânica do Brasil. Porto Alegre, 1954. Sociedade Botânica do Brasil, p. 133-146.         [ Links ]

LORENZI, H. DE. 1982. Plantas daninhas do Brasil: terrestres, aquáticas, parasitas, tóxicas e medicinais. Nova Odessa, Ed. do autor. 425 p.         [ Links ]

MARZOCA, A. 1957. Manual de malezas. Buenos Aires, INTA, 530 p.         [ Links ]

PEREIRA, C. & F.V. AGAREZ. 1974. Estudo das plantas ruderais do Estado da Guanabara. Leandra, Rio de Janeiro, 3/4(4-5): 67-63.         [ Links ]

PEREIRA, C. & F.V. AGAREZ. 1977. Estudo das plantas ruderais do Estado do Rio de Janeiro - II. Leandra, Rio de Janeiro, 6/7(7): 77-93.         [ Links ]

PITELLI, R.A. 1985. Interferência de plantas daninhas em culturas agrícolas. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, 11(129): 16-27.         [ Links ]

POTT, V.J. & A. POTT. 1985. Flórula ruderal da Cidade de Corumbá, MS. In: Anais do XXXVI Congresso Nacional de Botânica, 36, Curitiba, 1985. IBAMA, v. 2, p. 519-535.         [ Links ]

 

 

Recebido em 16-9-91.
Aceito em 17-2-92.

 

 

* Trabalho apresentado durante o XLII Congresso Nacional de Botânica, realizado em Goiânia, Goiás, em janeiro de 1991.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License