SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.5 issue2Universidade Federal do Paraná- UFPRUniversidade Federal de Pernambuco - UFPE author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Botanica Brasilica

Print version ISSN 0102-3306

Acta Bot. Bras. vol.5 no.2 Feira de Santana Dec. 1991

https://doi.org/10.1590/S0102-33061991000200008 

TESES E DISSERTAÇÕES/THESIS AND DISSERTATIONS
UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO - UFPE

 

 

TITULO: Composição e biomassa do fitoplâncton na Baía de Guajará (Brasil).

AUTOR: Rosildo Santos Paiva

DATA: Fevereiro de 1991

LOCAL: Universidade Federal de Pernambuco

NÍVEL: Mestrado

BANCA EXAMINADORA:

Enide Eskinasi Leça UFPE (orientadora)
Geraldo Mariz, - UFPE
Maryse N. Paranaguá, - UFPE

 

RESUMO - A composição, biomassa e comportamento do fitoplâncton da Baía do Guajará (Pará-Brasil), foram estudados através de amostras coletadas a cada dois meses, entre dezembro/1989 e outubro/1990. As análises basearam-se em amostras de plancton obtidas horizontalmente na superfície com auxílio de uma rede com malhas de 65, µm de abertura. No estudo quantitativo do fitoplâncton determinou-se a densidade (células/litro) e concentração de clorofila "a" (mg/m3). Salinidade da água, temperatura, transparência e pH foram mensurados, para comparação. O fitoplâncton foi composto por 116 taxa específicos e infraespecíficos: 1. Cyanophyceae, 45 Chlorophyceae e 70 Bacillariophyceae. Mais significativos foram: Polymyxus coronalis (indicador de águas salobras amazônicas) e Actinoptychus trilingulatus (primeiro registro para o Brasil). Quantitativamente o fitoplâncton variou de 790.000 cél/lit. a 4.790.000 cél/lit, sendo mais abundantes os fitoflagelados, seguidos pelas distomaceas, cianofíceas e clorofíceas. A clorofila "a" variou de 1,49mg/m3 a 23,33mg/m3. A Baía de Guajará é caracterizada por uma pequena variação na salinidade, temperatura elevada, baixa transparência e pH geralmente ácido. A variação anual destes parâmeros está relacionada com o regime pluviométrico, que influencia os valores quantitativos do fitoplâncton.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License