SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue1Physiognomy and organization of the "carrasco" vegetation on the Ibiapaba plateau, Northeastern BrazilMorpho-anatomy of species of Blastocaulon Ruhland (Eriocaulaceae) author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Acta Botanica Brasilica

Print version ISSN 0102-3306

Acta Bot. Bras. vol.13 no.1 Feira de Santana Jan./Apr. 1999

https://doi.org/10.1590/S0102-33061999000100003 

Composição florística de um trecho de vegetação arbustiva caducifólia, no município de Ibimirim, PE, Brasil

 

Floristic composition of the shrubland decidual vegetation at Ibimirim district, Pernambuco, Brazil

 

 

Maria Jesus Nogueira Rodal; Ladivania Medeiros do Nascimento; André Laurênio de Melo

Departamento de Biologia, UFRPE, Rua Dom Manoel de Medeiros s/n, CEP 52171-900, Recife, PE, Brasil

 

 


RESUMO

Com o objetivo de contribuir para o conhecimento da estrutura taxonômica e identidade florística da vegetação arbustiva caducifólia das chapadas sedimentares do semi-árido de Pernambuco, foi realizado o levantamento da flora angiospérmica de uma área situada no município de Ibimirim, PE. Em 343 coletas, foram identificados 139 táxons, distribuídos em 92 gêneros e 38 famílias. As famílias com maior riqueza foram: Euphorbiaceae, Fabaceae, Caesalpiniaceae e Mimosaceae com 42% e 33% das espécies e gêneros, respectivamente. A partir da análise de 831 espécies listadas em 15 levantamentos florísticos, distribuídos em 19 áreas (Ceará, Pernambuco, Piauí e Sergipe), identificou-se que o maior número de espécies em comum ocorreu com levantamentos localizados em chapadas sedimentares e caatingas instaladas no cristalino, e o menor, com o levantamento de cerrado no Estado do Piauí. A partir dos aspectos florísticos, funcionais e grau de deficiência hídrica da área de estudo, a vegetação foi considerada como pertencente à caatinga.

Palavras-chave: caatinga, flora angiospérmica, região semi-árida


ABSTRACT

A survey of the flora was carried out on deciduous shrubby vegetation from the sedimentary plateaus of Ibimirim, Pernambuco State, Brazil. In 343 collections, 139 taxa were identified, these being distributed in 92 genera and 38 families. The families richest in species were: Euphorbiaceae, Fabaceae, Caesalpiniaceae and Mimosaceae, with 42% and 33% of the species and genera, respectively. Data analysis of 831 species listed in 15 floristic surveys from 19 sites (Ceará, Pernambuco, Piauí and Sergipe States) showed that the area studied has the most species in common with sites located on sedimentary plateaus and caatingas that overlie cristaline rock, and the fewest in common with the cerrado vegetation of Piauí State. The vegetation is classified as caatinga based on the flora, functional aspects and degree of water deficiency.

Key words: caatinga, Angiosperm flora, semi-arid region


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

 

Agradecimentos

A equipe do projeto "Espécies lenhosas da caatinga de Pernambuco" da Universidade Federal Rural de Pernambuco, em especial à Professora Luzimar Bastos Paes e Mello, pelo processamento da coleção no herbário PEUFR.

 

Referências bibliográficas

Albuquerque, S. G.; Soares, J. G. G.; Araújo Filho, J. A. 1982. Densidade de espécies arbustivas em vegetação de caatinga. (Pesquisa em andamento, 16). EMBRAPA-CPATSA, Petrolina.         [ Links ]

Alcoforado-Filho, F. G. 1993. Composição florística e fitossociologia de uma área de caatinga arbórea no município de Caruaru-PE. Dissertação de Mestrado. UFRPE, Recife.         [ Links ]

Andrade, G. O. de. 1977. Alguns aspectos do quadro natural do Nordeste. SUDENE. Coordenação de planejamento regional - Divisão de Política Espacial, Recife.         [ Links ]

Andrade, K. V. S. A. 1996. Florística e fitossociologia de um refúgio vegetacional no município de Buíque -Pernambuco. Monografia de Graduação. UFRPE, Recife.         [ Links ]

Andrade-Lima, D. de. 1960. Estudos fitogeográficos de Pernambuco. 2ª ed. revista. Arquivos do Instituto de Pesquisas Agronômicas 5: 305-341.         [ Links ]

Andrade-Lima, D. de. 1964. Notas para a fitogeografia de Grossos, Mossoró e Areia Branca. Anais da Associação de Geógrafos Brasileiros 12: 29-48         [ Links ]

Andrade-Lima, D. de. 1966. Vegetação. In: IBGE. Atlas Nacional do Brasil. Conselho Nacional de Geografia, Recife.         [ Links ]

Andrade-Lima, D. de. 1978. Vegetação. Pp. 123-135. In: Lins, R.C. Bacia do Parnaíba: aspectos fisiográficos. (Série Estudos e Pesquisas, 9). Instituto Joaquim Nabuco de Pesquisas Sociais, Recife.         [ Links ]

Andrade-Lima, D. de. 1981. The caatinga dominium. Revista Brasileira Botânica 4: 149-53.         [ Links ]

Araújo, E. L.: Sampaio, E. V. S. B. & Rodal, M. J. N. 1995. Composição florística e fitossociológica de três áreas de caatinga. Revista Brasileira de Biologia 55(4): 595-607.         [ Links ]

Araújo, F. S.; Sampaio, E. V. S. B.; Rodal, M. J. N. & Figueirêdo, M. A. 1998. Organização comunitária do componente lenhoso de três áreas de carrasco em Nova Oriente - CE. Revista Brasileira de Biologia 58(1): 85-95.         [ Links ]

Araújo. F. S.; Sampaio, E. V. S. B.; Figueiredo, M. A.; Rodal, M. J. N. & Fernandes, A. G. 1998. Composição florística da vegetação de carrasco, Novo Oriente - CE. Revista Brasileira de Botânica 21(2): 15-26.         [ Links ]

Barroso, G. M.; Guimarães, E. F.; Ichaso, C. L. F.; Costa, C. G. E & Peixoto, A. L. 1978. Sistemática de Angiospermas do Brasil: I. LCT/EDUSP, São Paulo.         [ Links ]

Barroso, G. M.; Peixoto, A. L.; Costa, C. G.; Ichaso, C. L. F. & Guimarães, E. F. 1984. Sistemática de Angiospeermas do Brasil: II. UFV, Imprensa Universitária, Viçosa.         [ Links ]

Barroso, G. M.; Peixoto, A. L.; Costa, C. G.; Ichaso, C. L. F. & Guimarães, E. F. 1986. Sistemática de Angiospermas do Brasil: III. UFV, Imprensa Universitária, Viçosa.         [ Links ]

Brasil - Ministério de Minas e Energia. 1981. Vegetação. Pp.405-456. In: Folha SD.2Y. Salvador: Geologia, geomorfologia, pedologia, vegetação, uso e potencial da terra. (Levantamento Recursos Naturais 2), Rio de Janeiro.         [ Links ]

Bridson, D. & Forman, L. 1992. The herbarium handbook. Royal Botanic Gardens, Kew.         [ Links ]

Brito, I. M. 1979. Bacias sedimentares e formações pós-paleozóicas do Brasil. Interciência, Rio de Janeiro.         [ Links ]

Brummitt, R. K. 1992. Vascular plant families and genera. Royal Botanic Gardens, Kew.         [ Links ]

Brummitt, R. F. & Powell, C. E. 1992. Authors of plant names. Royal Botanic Gardens, Kew.         [ Links ]

Castro, A. A. J. F. 1994. Comparação florístico-geográfica (Brasil) e fitossociológica (Piauí - São Paulo). Tese de Doutorado. UNICAMP, Campinas.         [ Links ]

Cronquist, A. 1988. The evolution and classification of flowering plants. New York Botanical Garden, New York.         [ Links ]

Dantas, J. R. A. 1980. Mapa geológico do Estado de Pernambuco. DNPM, Recife.         [ Links ]

Drumond, M. A.; Lima, P. C. F; Souza, S. M. de & Lima, J. L. S. de. 1979. Sociabilidade de algumas espécies que ocorrem na caatinga. Pp. 32-33. In: Anais do Congresso Nacional de Botânica. Sociedade Botânica do Brasil.         [ Links ]

Egler, W. A. 1951. Contribuição ao estudo da caatinga pernambucana. Revista Brasileira de Geografia 13(4): 65-77.         [ Links ]

Emperaire, L. 1991. Vegetação e flora. Pp. 61-206. In: IBAMA. Plano de manejo: Parque Nacional da Serra da Capivara. Brasília.         [ Links ]

Fernandes. A. G. 1996. Fitogeografia do semi-árido. Pp. 215-219. Anais da 4ª Reunião Especial da Sociedade para o Progresso da Ciência. SBPC, Feira de Santana.         [ Links ]

Fernandes, A. G. & Bezerra, P. 1990. Estudo fitogeográfico do Brasil. Editora Styllus Comunicações, Fortaleza.         [ Links ]

Ferraz, E. M. N.; Rodal, M. J. N.; Sampaio, E. V. S. B. & Pereira, R. de C. A. 1998. Composição florística em trechos de vegetação de caatinga e brejo de altitude na região do Vale do Pajeú, Pernambuco. Revista Brasileira de Botânica 21(1): 7-15.         [ Links ]

Ferreira, R. L. C. 1988. Análise estrutural da vegetação da estação florestal de experimentação de Açu-RN, como subsídio básico para o manejo florestal. Dissertação de Mestrado. UFV, Viçosa.         [ Links ]

Ferreira, P. A. & Cadier, E. 1978. Bacia representativa de Ibipeba: campanha 1976/1977. SUDENE-DRN, SUDENE, Recife. Hidrologia 6: 81 p.         [ Links ]

Figueirêdo, L. S; Rodal, M. J. N. & Melo, A. L. prelo. Florística e fitossociologia de uma área de vegetação arbustiva caducifólia no município de Buíque - Pernambuco. Naturalia.         [ Links ]

Figueiredo, M. A. 1987. A microrregião salineira norte-riograndense no domínio das caatingas. Mossoró, Escola Superior de Agricultura de Mossoró. Coleção Mossoroense, 353: 44p.         [ Links ]

Fonseca, M. R. da. 1991. Análise da vegetação arbustivo-arbórea da caatinga hiperxerófila do nordeste de Sergipe. Tese de Doutorado. UNICAMP, Campinas.         [ Links ]

Font-Quer, M. P. 1977. Diccionario de botánica. Lábor, Barcelona.         [ Links ]

Fotius, G. A. & Sá, I. B. 1985. Esboço da vegetação da bacia hidrográfica da Sipaúba, Bodocó, PE. EMBRAPA-CPATSA, Petrolina.         [ Links ]

Gentry, A. H. 1995. Diversity and floristic composition of neotropical dry forests. Pp. 146-194. In: S. H. Bullock; H. A . Mooney & E. Medina, E. Seasonal Dry Tropical Forests. Cambridge University Press, Cambridge.         [ Links ]

Gomes, M. A. F. 1979. Padrões de caatinga nos Cariris Velhos, Paraíba. Dissertação de Mestrado. UFRPE, Recife.         [ Links ]

Jacomine, P. T.; Cavalcanti, A. C.; Burgos, N.; Pessoa, S. C. P. & Silveira, C. O. 1973. Levantamento exploratório-reconhecimento de solos do Estado de Pernambuco. Divisão de Pesquisa Pedológica. V. I (Boletim Técnico 26 Pedologia 14), Recife.         [ Links ]

Lyra, A. L. R. T. 1982. Efeito do relevo na vegetação de duas áreas do município do Brejo da Madre de Deus (PE). Dissertação de Mestrado. UFRPE, Recife.         [ Links ]

Martius, C. F. P. von & Eichler, A. G. 1840/1906. Flora Brasiliensis: enumeratio plantarum in Brasilia hactenus detectarum. Monachii. Lipsiae. Reimpressão 1965. Verlag von J. Cramer. 15 v.         [ Links ]

Medeiros, J. B. L. de P. 1995. Florística e Fitossociologia de uma área de caatinga localizada na fazenda Aracangá, Município de Capristano - CE. Monografia de Graduação. UFCE, Fortaleza.         [ Links ]

Mello-Neto, A. V.; Lins, R. C. & Coutinho, S. F. 1992. Áreas de exceção úmidas e subúmidas do semi-árido do nordeste do Brasil: estudo especial. In: Impactos de variações climáticas e desenvolvimento sustentável em regiões semi-áridas. Fundação Joaquim Nabuco, Recife.         [ Links ]

Moreira, A. A. N. 1977. Relevo. Pp.1-45. In: IBGE - Geografia do Brasil. Região Nordeste. Rio de Janeiro.         [ Links ]

Nimer, E. 1979. Climatologia do Brasil. Fundação IBGE-SUPREN. (Recursos Naturais e Meio Ambiente 4). Rio de Janeiro.         [ Links ]

Oliveira, J. G. B. de; Quesado, H. L. S.; Nunes, E. P.: Figueiredo. M. A. & Bezerra, C. L. F. 1988. Vegetação da estação ecológica de Aiuaba, Ceará. Mossoró, Escola Superior de Agricultura de Mossoró. Coleção Mossoroense, 357 B: 27p.         [ Links ]

Oliveira, M. E. A.: Sampaio, E. V. S. B.; Castro, A. A. J. de F. & Rodal, M. J. N. 1997. Flora e fitossociologia de uma área de transição carrasco-caatinga de areia em Padre Marcos, Piauí. Naturalia 22: 131-150.         [ Links ]

Pagano, S. N.; Leitão-Filho, H. F. & Cavassan, O. 1995. Variação temporal da composição florística e estrutura fitossociológica de uma floresta mesófila semi-decídua, Rio Claro, Estado de São Paulo. Revista Brasileira de Biologia 55(2): 241-258.         [ Links ]

Reis, A. C. de S. 1976. Clima da caatinga. Anais da Academia Brasileira de Ciências 48(2): 325-335.         [ Links ]

Rizzini, C. T. 1979. Tratado de fitogeografia do Brasil. HUCITEC/EDUSP. V.2, São Paulo.         [ Links ]

Rodal, M. J. N., 1983. Fitoecologia de uma área do médio vale do Moxotó, Pernambuco. Dissertação de Mestrado. UFRPE, Recife.         [ Links ]

Rodal, M. J. N. 1992. Fitossociologia da vegetação arbustivo-arbórea em quatro áreas de caatinga em Pernambuco. Tese de Doutorado. UNICAMP, Campinas.         [ Links ]

Rodal, M. J. N.; Andrade, K. V. de S. A.; Sales, M. F. de & Gomes, A. P. S. 1998. Fitossociologia do componente lenhoso de um refúgio vegetacional no município de Buíque, Pernambuco. Revista Brasileira de Biologia 58(3): 517-526.         [ Links ]

Santos, M. F. A. V. 1987. Características de solo e vegetação em sete áreas de Parnamirim, Pernambuco. Dissertação de Mestrado. UFRPE, Recife.         [ Links ]

Souza, G. V. 1983. Estrutura da vegetação da caatinga hipoxerófila do Estado de Sergipe. Dissertação de Mestrado. UFRPE, Recife.         [ Links ]

Souza, M. J. N. de; Martins, M. L. R.; Soares, Z. M. L.; Freitas-Filho, M. R. de; Almeida, M. A. G. de; Pinheiro, F. S. de A.; Sampaio, M. A. B.; Carvalho, G. M. B. S.; Soares, A. M. L.; Gomes, E. C. B. & Silva, R. A. 1994. Redimensionamento da região semi-árida do Nordeste do Brasil. In: Conferência Nacional e Seminário Latino-Americano de Desertificação. Fundação Esquel do Brasil, Fortaleza.         [ Links ]

Stafleu, F. A. & Cowan, R. S. 1976/1988. Taxononiic Literature. Scheltema & Holkema. 7 v., Utrecht.         [ Links ]

Streillein, K.E. 1982. Ecology of small mammals in the semi-arid Brazilian caatinga. I- Climate and faunal composition. Annals of Carnigie Museum of Natural History 51: 79-107.         [ Links ]

SUDENE. Superintendência para o Desenvolvimento do Nordeste. 1979. Projeto para o desenvolvimento integrado da Bacia hidrogeológica do Jatobá: levantamento dos recursos da vegetação. Recife. 46p.         [ Links ]

Tavares, S.; Paiva, F. A. V.; Tavares, E. J. de S.; Carvalho, G. H. & Lima, J. L. S. de. 1969a. Inventário florestal do Ceará. I. Estudo preliminar das matas remanescentes do município de Quixadá. Boletim de Recursos Naturais 7(1/4): 93-111.         [ Links ]

Tavares. S.; Paiva, F. A. V.; Tavares, E. J. de S.; Lima, J. L. S. de. & Carvalho, G. H. 1969b. Inventário florestal de Pernambuco. Estudo preliminar das matas remanescentes do município de São José do Belmonte. Boletim Recursos Naturais 7(1/4): 113-139.         [ Links ]

Tavares, S.; Paiva, F. A. V.; Tavares, E. J. de S.; Carvalho, G. H. & Lima, J. L. S. de. 1970. Inventário florestal de Pernambuco. Estudo preliminar das matas remanescentes do município de Ouricuri, Bodocó, Santa Maria da Boa Vista e Petrolina. Boletim Recursos Naturais 8(1/2): 149-194.         [ Links ]

Tavares, S.; Paiva, F. A. V.; Tavares, E. J. de S. & Lima, J. L. S. de. 1974a. Inventário florestal do Ceará II . Estudo preliminar das matas remanescentes do município de Tauá. Boletim de Recursos Naturais 12(2): 5-19.         [ Links ]

Tavares. S.; Paiva, F. A. V.; Tavares, E. J. de S. & Lima. J. L. S. de. 1974b. Inventário florestal do Ceará III. Estudo preliminar das matas remanescentes do município de Barbalha. Boletim de Recursos Naturais 12(2): 20-46.         [ Links ]

Tavares. S.; Paiva, F. A. V.; Tavares, E. J. de S. & Carvalho, G. H. 1975. Inventário florestal da Paraíba e no Rio Grande do Norte I. Estudo preliminar das matas remanescentes do vale do Piranhas. Recife. SUDENE. 31p. (Recursos Naturais 3).         [ Links ]

Vasconcelos-Sobrinho, J. 1941. As regiões naturais de Pernambuco. Arquivos do Instituto de Pesquisas Agrônomicas 3: 25-32.         [ Links ]

Walter, H. & Lieth, M. 1964. Die vegetacion der erde. Band. Die tropischen und subtropischen zonen. Gustav Fischer Verlag, Stuttgart.         [ Links ]

 

 

Recebido em 01/07/1998.
Aceito em 17/12/1998

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License