SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue2Segurança e saúde no trabalho: uma questão mal compreendida author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


São Paulo em Perspectiva

Print version ISSN 0102-8839On-line version ISSN 1806-9452

São Paulo Perspec. vol.17 no.2 São Paulo Apr./June 2003

https://doi.org/10.1590/S0102-88392003000200001 

Nota do editor

 

 

Por meio de um novo recorte, este número da São Paulo em Perspectiva dá continuidade ao tema Saúde e Trabalhador. O número anterior enfocou as questões do ponto de vista da abrangência teórico-metodológica, localizando os diferentes aspectos do tema na amplitude nacional. Neste número são disponibilizados ao leitor artigos que detalham e aprofundam os problemas existentes e os avanços ocorridos nas áreas da saúde e do trabalho.

Introduzindo o tema sob este enfoque, que delimita diversidades de aspectos e de problemas, o primeiro artigo analisa os programas de segurança e saúde do trabalhador, de acordo com as concepções culturais presentes nas empresas brasileiras.

Considerando a moldura socioeconômica, os três artigos seguintes discutem o tema no interior dos mecanismos da produção industrial, analisando a situação da saúde dos trabalhadores nos setores industriais (têxtil de amianto, máquinas injetoras de plástico e de calçados). Em seguida, um bloco de quatro artigos aborda as especificidades dos fatores que levam às ocorrências de acidentes de trabalho, sistematizando os casos fatais entre motoristas que transportam produtos perigosos e os acidentes vinculados ao trabalho rural.

Aproximando dimensão macroeconômica e características das individualidades, este número também oferece um minucioso estudo sobre trabalhadores do turno noturno, levando-se em conta a divisão sexual do trabalho, e uma fundamentada análise sociopsicológica, a partir da forma como o trabalho se organiza na sociedade capitalista. Finalizando, dois artigos analisam o significado da família no interior do tema, como mecanismo de proteção social e núcleo que sofre os impactos originados na estruturação das atividades produtivas.

Atentos à tendência da universalização do acesso aos serviços de saúde e à necessidade de se estender o direito da saúde a todos, os artigos deste número e do anterior oferecem recursos teóricos e empíricos retirados da realidade brasileira, que auxiliam as reflexões e ações sobre uma área de extrema relevância social, na qual se entrecruzam saúde e trabalho.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License