SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 issue1AS VÁRIAS CORES DO TOPÁZIO. Um ensaio sobre a questão do limite em Grande Sertão: VeredasMAIO DE 68: O ADVENTO DO INDIVIDUALISMO E DA HETERONOMIA author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Tempo Social

Print version ISSN 0103-2070On-line version ISSN 1809-4554

Tempo soc. vol.1 no.1 São Paulo Jan./June 1989

https://doi.org/10.1590/ts.v1i1.83349 

Articles

POR UMA GEOGRAFIA HOSPITALAR

José Leopoldo Ferreira Antunes* 

*Pesquisador científico do Instituto Adolfo Lutz da Secretaria de Estado da Saúde (São Paulo). Pós-graduando do Departamento de Sociologia da FFLCH-USP.


RESUMO

O artigo postula e anuncia uma nova disciplina — a “geografia hospitalar” — que enfoca as instituições de atenção à doença e os procedimentos profissionais de saúde. Suas bases são lançadas de modo sumário, e seu objeto de intervenção é dividido em três áreas: o estudo retrospectivo da inserção do hospital no traçado urbano, o registro da divisão interna de espaços no ambiente hospitalar e o reconhecimento dos diferentes fluxos migratórios em seu interior, e a análise da relação que entre si estabelecem hospital e sociedade. Sob o pretexto de apresentar os principais parâmetros de uma disciplina inédita, o ensaio procura sublinhar uma perspectiva não-convencional de abordagem das instituições médicas, e, ainda que apenas como diretriz para pesquisas, converge para a crítica desses estabelecimentos.

Palavras-Chave: Instituições de saúde; hospital e urbanismo; hospital e sociedade

ABSTRACT

The article’s aim is to introduce “hospital geography” as a new discipline in the field of social sciences, focused on medical institutions and professional health proceedings. Its bases are summarily established and its object is defined by means of three research areas: retrospective studies of hospital insertion in urban space, examinations of hospital internal divisions, both with regard to space and to the migratory flow of people, and discussion of the relationship between hospital and society. Under the pretense of presenting some parameters for the establishment of an unprecedented discipline, this study tries to emphasize a non-conventional approach to hospital leading to a criticism of medical institutions, even if only by means of a few directions for empirical research.

Key words: Health institutions; hospital and urbanism; hospital and society

Texto completo disponível em PDF.

Creative Commons License This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.