SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue1TEMPERATURE MODIFICATION IN SOIL OF PLASTIC GREENHOUSE CAUSED BY SOLARIZATIONIDENTIFICATION OF LEGUMES AND SEEDS IN BEANS GENOTYPES author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Cienc. Rural vol.24 no.1 Santa Maria  1994

http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84781994000100037 

EFEITO DO ÁCIDO GIBERÉLICO NO RENDIMENTO DE TUBÉRCULOS DE BATATA

 

EFFECT OF GIBBERELLIC ACID ON POTATO TUBER YIELD

 

Cláudio Lovato1 Sandro Luís Petter Medeiros2 Nereu Augusto Streck3

 

- NOTA -

 

 

RESUMO

Em um experimento objetivando avaliar o efeito da quebra de dormência de "batata-semente", com ácido giberélico, sobre o rendimento de tubérculos, verificou-se que "batata-semente" imersas por 20 minutos em solução a 10 ppm, produziram plantas que recobriram mais uniforme e rapidamente o solo, o que determinou rendimento 44% superior à testemunha.

Palavras-chave: Ácido giberélico, batata-semente, quebra de dormência.

 

SUMMARY

An experiment was conduced aiming to evaluate the effect of gibberéllic acid on tuber yield potatoes. Seed-potatoes were imersed per 20 minutes in 10 ppm solution. Plants from treated seeds produced 44% more than the untreated.

Key words: Gibberéllic acid, seed-potato, breaking dormency.

 

 

Segundo BEUKEMA & VAN DER ZAAG (1990), a "batata-semente" pode permanecer em dormência quando o período de tempo entre a colheita e plantio for muito curto. Isto é indesejável, pois "batatas-semente" mal brotadas retardam a emergência, causando recobrimento irregular e incompleto do solo e determinando significativa redução na produção.

O ácido giberélico é usado para estimular o desenvolvimento de brotos, mas existem objeções a este produto no sentido de que sua eficiência seria limitada quando aplicado a tubérculos inteiros, devido a sua dificuldade de penetração através da película, pois esta não permite a penetração química, a qual somente é efetiva em pequenos cortes ou em tubérculos com danos na película (BEUKEMA & VAN DER ZAAG, 1990). Realizou-se um experimento com o objetivo de testar o efeito estimulante do ácido giberélico sobre a proteção e rendimento de tubérculos.

"Batatas-semente" não brotadas de cultivar Baronesa foram imersas em solução de ácido giberélico na concentração de 10 ppm, durante 20 minutos, sendo empregado tanto para T1 como para T2. Um procedimento adicional para facilitar a penetração do ácido giberélico foi realizado no T2, o qual consistiu de um corte superficial e longitudinal em 50% dos tubérculos imersos em solução. A testemunha (T) foi imersa em água durante o mesmo tempo. Após uma semana, em 15/09/92, foi realizado o plantio, usando-se adubação de 80, 320 e 160kg/ha P2O5 e K2O, respectivamente. O experimento foi conduzido no campo experimental do Departamento de Fitotecnia-UFSM. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso com sete repetições e cada parcela media 4,9m x 3,2m, sendo os espaçamentos de 0,8m entre linhas e 0,35m entre plantas na linha. Semanalmente, fez-se a contagem de plantas emergidas e a porcentagem de solo coberto por folhagem usando uma rede com 100 aberturas com dimensões proporcionais aos espaçamentos de plantio. Os tratamentos fitossanitários foram os recomendados para a cultura e após a maturação, em 30/12/92, realizou-se a colheita desprezando-se tubérculos com diâmetro inferior a 3,0cm.

A figura 1 mostra que os tubérculos não tratados emergiram muito lentamente e, 32 dias após o plantio, em torno de 40% haviam emergido comparado com cerca de 90 e 100% para aqueles tratados inteiros e cortados, respectivamente. Isto refletiu no desenvolvimento da cobertura foliar e conseqüentemente no recobrimento do solo como indica a Figura 2. Nesta constata-se que o recobrimento do solo na testemunha atingiu no máximo 60% da área da parcela, enquanto nas parcelas que receberam "batata-sementes" tratadas, o máximo recobrimento do solo foi de 86 e 92%, para os tratamentos com e sem corte, respectivamente. Este mais rápido e completo recobrimento do solo determinou aumento no rendimento de tubérculos nas parcelas tratadas, os quais foram superiores a 18t/ha, enquanto na testemunha foi de 13,2t/ha. Com relação ao rendimento não houve diferença estatística entre "batata-semente" inteira ou cortada, porém ambos foram significativamente superiores à testemunha (Tabela 1).

 

 

 

 

 

 

Os resultados sugerem que o efeito do tratamento de "batata-semente" com ácido giberélico é capaz de aumentar o rendimento da batata e que não é necessário fazer-se cortes para facilitar a penetração do produto. Porém, é necessário advertir que a imersão, em solução, de tubérculos eventualmente contaminados por doenças, como por exemplo murcha bacteriana, pode contaminar o lote inteiro, resultando em perda total da produção e/ou tornando o solo impróprio para o cultivo da batata por muitos anos. Por isto pretende-se estudar outros produtos e métodos da aplicação.

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BEUKEMA, H.P., VAN DER SAAG, D.E. Introduction to potato production. Wageningen: Pudoc, 1990. 208p.         [ Links ]

 

 

1Engenheiro Agrônomo, Doutor, Professor Titular, Departamento de Fitotecnia, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). 97119-900, Santa Maria, RS.

2Engenheiro Agrônomo, Mestre, Professor Assistente, Departamento de Fitotecnia, UFSM.

3Engenheiro Agrônomo, Aluno do Curso de Pós-Graduação em Agronomia, Departamento de Fitotecnia, UFSM, Bolsista do CNPq.

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License