SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
Research shows that fish diet can influence the composition of the filet author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência Rural

Print version ISSN 0103-8478

Cienc. Rural vol.42 no.1 Santa Maria Jan. 2012

 

Pesquisa mostra eficiência do PCR para a detecção de Salmonella em carcaças de frango

 

 

Pesquisadores da Universidade Estadual Paulista, UNESP, campus de Botucatu, São Paulo, demonstraram que a técnica de Reação em Cadeia pela Polimerase (PCR) é mais eficiente na detecção de Salmonella em carcaças de frangos, se comparada à técnica microbiológica convencional (MC). A pesquisa foi publicada no periódico Ciência Rural, v. 42 n. 1, de Janeiro de 2012.

O estudo comparou técnicas sensíveis, como a Reação em Cadeia pela Polimerase (PCR) com a microbiológica convencional (MC) para detectar a presença de Salmonella em carcaças de aves. Os pesquisadores colheram 130 carcaças de frango, sendo que 65 foram obtidas ainda na indústria (pós-chiller) e imediatamente analisadas, enquanto que 65 carcaças foram embaladas e estocadas a 5ºC por 72 horas (simulando o varejo). As amostras foram analisadas por ambas as técnicas.

De 130 amostras, a PCR foi capaz de detectar 58 positivas (44,6%) e a MC, 50 (38,5%). Ambas as técnicas detectaram um número superior de amostras positivas para Salmonella em carcaças colhidas ainda na indústria, quando comparadas às do varejo. A PCR detectou 50,77% de positividade em amostras da indústria e 38,46% em amostras do varejo. Para a MC, esses valores foram de 46,15% (indústria) e 30,77% (varejo).

Com o estudo, os pesquisadores chegaram à conclusão de que o resfriamento das carcaças de frangos pode ser um fator limitante na detecção de Salmonella quando a pesquisa do patógeno utiliza a metodologia microbiológica convencional. De outro modo, os resultados da pesquisa mostram que a técnica do PCR pode ser utilizada com maior eficiência, apresentando resultados rápidos e por custo semelhante ou menor à técnica já utilizada.

Segundo o pesquisador Ricardo Seiti Yamatogi, a inovação da pesquisa consiste em demonstrar na prática a maior efetividade da PCR, ainda pouco utilizada pela indústria de alimentos. “Esta técnica inovadora pode servir de ferramenta para a área de alimentos, promovendo resultados rápidos e confiáveis. Um controle laboratorial eficiente pode contribuir na colocação no mercado consumidor, de alimentos mais seguros, em última análise, para uma diminuição na ocorrência de casos e/ou surtos de Enfermidades Transmitidas por Alimentos”, conclui ele.

 

Contato: Ricardo Seiti Yamatogi
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia de Botucatu, Departamento de Higiene Veterinária e Saúde Pública - Botucatu, SP - Brasil
E-mail: rsyvet@yahoo.com.br

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License