SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue1Democracia Liberal: uma novidade já desbotada entre jovens author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Opinião Pública

Print version ISSN 0104-6276On-line version ISSN 1807-0191

Opin. Publica vol.14 no.1 Campinas June 2008

https://doi.org/10.1590/S0104-62762008000100009 

TENDÊNCIAS

 

O ano de 2008 acolhe eleições municipais no Brasil, e este Encarte Tendências analisa a relação dos cidadãos brasileiros com alguns poderes executivos municipais através da avaliação de suas políticas e serviços públicos. O Encarte também traz os dados dessa relação para o poder executivo federal em alguns anos.

A primeira seção identifica os principais problemas de algumas capitais brasileiras entre 1991 e 2004 bem como as avaliações das respectivas prefeituras neste período. Os dados mostram que, nos anos noventa, os problemas identificados variam bastante entre as cidades, mas o "saneamento básico" e a "limpeza e coleta de lixo" aparecem em percentuais expressivos em diferentes lugares. Por outro lado, é notável que a partir do ano 2000, em todas as cidades, a saúde se torna o principal problema identificado pelos cidadãos. Também é notável que poucos mencionam a segurança, com a exceção dos cariocas.

A segunda seção apresenta a análise dos dados do ESEB-Estudo Eleitoral Brasileiro- 2002 e 2006, a dinâmica de avaliação dos serviços públicos e avaliação dos governos no âmbito federal. Também neste âmbito, a saúde aparece, tanto em 2002 como em 2006, como o serviço que recebe a pior avaliação dos cidadãos brasileiros.

Na terceira seção, é analisada em profundidade a avaliação dos serviços públicos da saúde, educação e previdência social através de pesquisas com seus usuários realizadas pelo IBOPE no ano 2000. Comparando as três seções deste Encarte, comprovamos algo já dito pela bibliografia sobre a relação dos cidadãos com os serviços públicos: aqueles que utilizam de fato os serviços avaliam melhor sua realização. Os dados mostram uma avaliação mais positiva dos serviços de saúde e educação, comparada àqueles que não utilizam os serviços.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License