SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue4Evaluation of flooring produced from small diameters logs of Eucalyptus sp. clonesImpact strength of Luehea divaricata wood on different moisture conditions author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

  • Portuguese (pdf)
  • Article in xml format
  • How to cite this article
  • SciELO Analytics
  • Curriculum ScienTI
  • Automatic translation

Indicators

Related links

Share


CERNE

Print version ISSN 0104-7760

CERNE vol.16 no.4 Lavras Oct./Dec. 2010

https://doi.org/10.1590/S0104-77602010000400008 

Variações florísticas e estruturais de uma voçoroca em Itumirim, Minas Gerais

 

Floristic and structural variations of a gully at Itumirim, Minas Gerais

 

 

Ricardo Ayres LoschiI; José Aldo Alves PereiraII; Evandro Luiz Mendonça MachadoIII; Leandro CarlosIV; Rubens Manoel dos SantosV

IEngenheiro Florestal, Mestre em Engenharia Florestal – Departamento de Ciências Florestais/DCF – Universidade Federal de Lavras/UFLA – Cx. P. 3037 – 37200-000 – Lavras, MG – riloschi@gmail.com
IIEngenheiro Florestal, Professor Dr. em Impactos Ambientais – Departamento de Ciências Florestais/DCF – Universidade Federal de Lavras/UFLA – Cx. P. 3037 – 37200-000 – Lavras, MG – j.aldo@dcf.ufla.br
IIIEngenheiro Florestal, Professor Dr. em Ecologia – Departamento de Engenharia Florestal/DEF – Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri/UFVJM – Cx. P. 049 – 39100-000 – Diamantina, MG – machadoelm@gmail.com
IVEngenheiro Florestal, Doutorando em Engenharia Florestal – Departamento de Ciências Florestais/DCF – Universidade Federal de Lavras/UFLA – Cx. P. 3037 – 37200-000 – Lavras, MG – lcmaestro@gmail.com
VBiólogo, Professor Dr. em Ecologia – Departamento de Ciências Florestais/DCF – Universidade Federal de Lavras/UFLA – Cx. P. 3037– 37200-000 – Lavras, MG – rubensmanoel@gmail.com

 

 


RESUMO

Objetivou-se com este trabalho conhecer e avaliar a composição florística, a estrutura e a diversidade das espécies em regeneração numa voçoroca em Itumirim, MG. A voçoroca possui uma área de 0,9 ha, e foi subdividida em três setores denominados como braços "A"; "B" e "C". Para o levantamento estrutural da vegetação foi empregado o método de agulha, sendo amostrados 574 pontos distribuídos sistematicamente pelos três braços. Cada ponto foi estratificado no terreno em função de um gradiente topográfico. A análise de espécies indicadoras (ISA) foi usada para dar suporte estatístico aos padrões observados. Foi realizado também um levantamento florístico com o propósito de registrar todas as espécies de hábito arbustivo-arbóreo ocorrentes na voçoroca. Por meio do levantamento estrutural verificou-se que as espécies do grupo das "graminóides" e "samambaias" dominaram amplamente todos os setores. A análise de espécies indicadoras realizada para cada um dos braços indicou que Ludwigia elegans (Cambess.) H. Hara apresenta alta fidelidade, e, portanto, pode ser considerada indicadora do setor baixada úmida para o braço "A" (p = 0,002). O grupo de espécies que compõem a guilda "samambaias" foi considerado indicador do terço superior do braço "C" (p = 0,038). No levantamento florístico, referente às espécies de hábito arbustivo-arbóreo, foram registradas nos três braços 73 espécies, distribuídas em 63 gêneros e 33 famílias botânicas. As famílias com maiores riquezas de espécies foram Fabaceae, Asteraceae, Melastomataceae e Myrtaceae, representando 46,6% do total de espécies registradas.

Palavras-chave: Áreas degradadas, regeneração natural, método de agulha, fitossociologia, florística.


ABSTRACT

This work aimed at knowing and evaluating the florisitc composition, the strucuture and the diversity of the regenerating species in a gully at Itumirim, MG. The gully possesses an area of 0.9 ha and was subdivided into three sectors named as arms "A"; "B" and "C". For the structural survey of the vegetation the needle method was employed, i. e. , 574 points distributed systematically across the three arms were sampled. Each spot was stratified on the terrain as related to a topographic gradient. The indicator species analysis (ISA) was used to give statistical support to the standards found. A florisitic survey was also conducted with the purpose of recording all the species of shrub-tree life form ocorring in the gully. Through the strucutural survey, it was found that the species of the group of "grass-like" and "ferns" dominated widely all the sectors. The indicator species analysis performed for each of the arms pointed out that Ludwigia elegans (Cambess.) H. Hara presents high fidelity, and, therefore, can be regarded as an indicator of the sector slack for arm "A" (p = 0.002).the group of species which make up the guild "ferns" was considered an indicator for the upper third of arm "C" (p = 0.038). In the floristic survey concerning the species of shrub-tree life form, 73 species were recorded in the three arms arms 73, distributed into 63 genera and 33 botanic families. The families with highest diversities of species were Fabaceae, Asteraceae, Melastomataceae and Myrtaceae, standing for 46.6% of the total of recorded species.

Key words: Degraded areas, natural regeneration, needle method, phytosociology, floristics.


 

 

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

 

5 AGRADECIMENTOS

Os autores agradecem à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG), pelo financiamento ao Projeto (CRA -APQ-3604-5.03/07), à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) pela concessão de bolsa de estudos ao primeiro autor e ao Sr. Sílvio Donizete Rezende, por autorizar a realização deste estudo em sua propriedade.

 

6 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALMEIDA, A. L.; ARAÚJO, D. S. D. Comunidades vegetais do cordão arenoso externo da Reserva Ecológica Estadual de Jacarepiá, Saquarema, RJ. Oecologia Brasiliensis, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 47-63, 1997.         [ Links ]

ALVARENGA, A. P.; BOTELHO, S. A.; PEREIRA, I. M. Avaliação da regeneração natural na recomposição de matas ciliares em nascentes na região sul de Minas Gerais. Cerne, Lavras, v. 12, n. 4, p. 360-372, out./dez. 2006.         [ Links ]

ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG II. Botanical Journal of the Linnean Society, London, v. 141, n. 4, p. 399-436, Apr. 2003.         [ Links ]

ANTUNES, F. Z. Caracterização climática do Estado de Minas Gerais. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 12, n. 138, p. 9-13, jun. 1986.         [ Links ]

ARAÚJO, F. S.; MARTINS, S. V.; MEIRA NETO, J. A. A.; LANI, J. L.; PIRES, I. E. Estrutura da vegetação arbustivo-arbórea colonizadora de uma área degradada por mineração de caulim, Brás Pires, MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 30, n. 1, p. 107-116, jan./fev. 2006.         [ Links ]

BROWER, J. E.; ZAR, J. H. Field and laboratory methods for general ecology. 2. ed. Dubuque: W.C. Brown, 1984. 225 p.         [ Links ]

BUSELATO, T. C.; BUENO, O. L. Composição florística de dois campos localizados no município de Montenegro, Rio Grande do Sul, Brasil. Iheringia Série Botânica, Porto Alegre, v. 26, p. 65-84, 1981.         [ Links ]

CAMPELLO, E. F. C. Sucessão vegetal na recuperação de áreas degradadas. In: DIAS, L. E.; MELLO, J. W. V. (Eds.). Recuperação de áreas degradadas. Viçosa, MG: UFV, 1998. p. 183-196.         [ Links ]

CARVALHO, D. A. Flora fanerogâmica de campos rupestres da Serra da Bocaina, Minas Gerais: caracterização e lista de espécies. Ciência e Prática, Lavras, v. 16, n. 1, p. 97-122, jan./jun. 1992.         [ Links ]

CASTELLANI, T. T.; STUBBLEBINE, W. H. Sucessão secundária inicial em mata mesófila, após perturbação por fogo. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 16, n. 2, p. 181203, fev. 1993.         [ Links ]

CHADA, S. S.; CAMPELLO, E. F. C.; FARIA, S. M. Sucessão vegetal em uma encosta reflorestada com leguminosas arbóreas em Angra dos Reis, RJ. Revista Árvore, Viçosa, v. 28, n. 6, p. 801-809, nov./dez. 2004.         [ Links ]

CORRÊA, R. S.; MÉLO FILHO, B. Levantamento florístico do estrato lenhoso das áreas mineradas no Distrito Federal. Revista Árvore, Viçosa, v. 31, n. 6, p. 1099-1108, nov./dez. 2007.         [ Links ]

DUFRÊNE, M.; LEGENDRE, P. Species assemblages and indicator species: the need for a flexible asymmetrical approach. Ecological Monographs, Lawrence, v. 67, n. 3, p. 345-366, June 1997.         [ Links ]

EGLER, F. E. Vegetation science concepts: I., initial floristic composition, a factor in old-field vegetation development. Vegetatio, The Hague, v. 12, n. 7, p. 412-417, 1954.         [ Links ]

ELLISON, A. M.; DENSLOW, J. S.; LOISELLE, B. A.; BRÉNES, D. M. Seed and seedling ecology of Neotropical Melastomataceae. Ecology, Washington, v. 74, n. 6, p. 733-1749, Dec. 1993.         [ Links ]

EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISAAGROPECUÁRIA. Cultivo do arroz irrigado no Brasil: plantas daninhas em arroz irrigado. Rio de Janeiro, 2005. Disponível em: <http://sistemasdeproducao.cnptia.embrapa.br/FontesHTML/Arroz/ArrozIrrigadoBrasil/cap11_03> . Acesso em: 3 dez. 2008.         [ Links ]

FARIAS, C. A.; RESENDE, M.; BARROS, N. F.; SILVA, A. F. Dinâmica da revegetação natural de voçorocas na região de Cachoeira do Campo, município de Ouro Preto-MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 17, n. 3, p. 314-326, maio/jun. 1993.         [ Links ]

FINEGAN, B. Succession. Nature, London, v. 312, p. 109-115, nov. 1984.         [ Links ]

FRIZZO, T. C. E.; PORTO, M. L. Zoneamento da vegetação e sua relação com a ocorrência de estruturas mineralizadas na mina Volta Grande, Lavras do Sul, RS, Brasil. Iheringia Série Botânica, Porto Alegre, v. 59, n. 1, p. 5-12, mar. 2004.         [ Links ]

GAVILANES, M. L.; ANGIERI FILHO, C. N. d'. Flórula ruderal da cidade de Lavras, MG. Acta Botanica Brasilica, São Paulo, v. 5, n. 2, p. 77-88, fev. 1991.         [ Links ]

GIRÃO, O. Análise de processos erosivos em encostas na zona sudoeste da cidade do Recife, Pernambuco. 2007. 305 p. Tese (Doutorado em Geografia) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.         [ Links ]

GLIESSMAN, S. R.; MULLER, C. H. The allelopathic mechanisms of dominance in bracken (Pteridium aquilinum) in southern California. Journal of Chemical Ecological, New York, v. 4, n. 3, p. 337-362, 1978.         [ Links ]

GOODALL, D. W. Some considerations in the use of point quadrats for the analysis of vegetation. Australian Journal of Scientific Research, Melbourne, v. 5, n. 1, p. 1-41, 1952.         [ Links ]

GUEDES, M. C.; CAMPELLO, E. F.; MELO, V. A.; GRIFFITH, J. J. Seleção de espécies para recuperação de áreas degradadas por meio de ilhas de vegetação. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS, 3., 1997, Viçosa, MG. Anais... Viçosa, MG: SOBRADE/UFV, 1997. p. 279-282.         [ Links ]

GUILLAUMON, J. R.; FONTES, M. A. Estudo para manejo dos campos antrópicos do Parque Estadual da Ilha Anchieta, zona de recuperação. In: CONGRESSO NACIONAL SOBRE ESSÊNCIAS NATIVAS, 2., 1992, São Paulo. Anais... São Paulo: Instituto Florestal, 1992. p. 867-879.         [ Links ]

KLEIN, R. M. Ecologia da flora e vegetação do Vale do Itajaí. Sellowia, Itajaí, v. 32, p. 165-389, 1980.         [ Links ]

MANTOVANI, W. Análise florística e fitossociológica do estrato herbáceo-subarbustivo do cerrado na Reserva Biológica de Mogi-Guaçu e Itirapina, SP. Campinas: Unicamp, 1987. 203 p.         [ Links ]

MATTEUCCI, S. D.; COLMA, A. Metodologia para el estudio de la vegetacion. Washington: Secretaria General de la Organización de los Estados Americanos, 1982. 169 p.         [ Links ]

MCCUNE, B.; MEFFORD, M. J. Multivariate analysis of ecological data. Version 3.0. Glenden Beach: MJM, 1997. Software.         [ Links ]

MEDELLÍN, R. A.; GAONA, O. Seed dispersal by bats and birds in forest and disturbed habitats of Chiapas, México. Biotropica, Washington, v. 31, n. 3, p. 478-485, Mar. 1999.         [ Links ]

MÜLLER-DOMBOIS, D.; ELLENBERG, H. Ains and methods of vegetation ecology. New York: J. Wiley, 1974. 574 p.         [ Links ]

MUNESADA, K.; SIDDIQUI, H. L.; SUGA, T. Biologically active labdane-type diterpene glycosides from the rootstalks of Gleichenia japonica. Phytochemistry, Oxford, v. 31, n. 5, p. 1533-1536, May 1992.         [ Links ]

MYSTER, R. W. Tree invasion and establishment in old field at Hutcheson Memorial Forest. The Botanical Review, Bronx, v. 59, n. 4, p. 251-272, Oct./Dec. 1993.         [ Links ]

NAPPO, M. E.; GRIFFITH, J. J.; MARTINS, S. V.; MARCO JÚNIOR, P.; SOUZA, A. L.; OLIVEIRA FILHO, A. T. Dinâmica da estrutura fitossociológica da regeneração natural em sub-bosque de Mimosa scabrella Bentham em área minerada, em Poços de Caldas, MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 28, n. 6, p. 811-829, nov./dez. 2004.         [ Links ]

NERI, A. V.; CAMPOS, E. P.; DUARTE, T. G.; MEIRA NETO, J. A. A.; SILVA, A. F.; VALENTE, G. E. Regeneração de espécies nativas lenhosas sob plantio de Eucalyptus em área de Cerrado na Floresta Nacional de Paraopeba, MG, Brasil. Acta Botanica Brasilica, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 369-376, fev. 2005.         [ Links ]

OLIVEIRA-FILHO, A. T. Estudos ecológicos da vegetação como subsídios para programas de revegetação com espécies nativas: uma proposta metodológica. Cerne, Lavras, v. 1, n. 1, p. 64-72, 1994.         [ Links ]

OLIVEIRA-FILHO, A. T.; VILELA, E. A.; CARVALHO, D. A.; GAVILANES, M. L. Effects of soils and topography on the distribution of tree species in a tropical riverine forest in southeastern Brazil. Journal of Tropical Ecology, Cambridge, v. 10, n. 4, p. 483-508, Aug. 1994.         [ Links ]

PARROTTA, J. A.; TURNBULL, J. W.; JONES, N. Catalyzing native forest regeneration on degraded tropical lands. Forest Ecology and Management, Amsterdam, v. 99, n. 1/2, p. 1-7, 1997.         [ Links ]

PARZANESE, G. A. C. Gênese e desenvolvimento de voçorocas em solos originados de rochas granitóides na região de Cachoeira do Campo, Minas Gerais. 1991. 117 p. Dissertação (Mestrado em Solos e Nutrição de Plantas) Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1991.         [ Links ]

PERES, M. T. L. P.; PIZZOLATTI, M. G.; QUEIROZ, M. H.; YUNES, R. A. Potencial de atividade alelopática de Gleichenia pectinata Willd (Pr.). Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 33, n. 2, p. 131-137, fev. 1998.         [ Links ]

PERES, M. T. L. P.; SILVA, L. B.; FACCENDA, O.; HESS, S. Potencial alelopático de espécies de Pteridaceae (Pteridophyta). Acta Botanica Brasilica, São Paulo, v. 18, n. 4, p. 723-730, abr. 2004.         [ Links ]

PIJL, L. van der. Principles of dispersal in higher plants. 3. ed. Berlin: Springer-Verlag, 1982. 199 p.         [ Links ]

PINTO, L. V. A.; BOTELHO, S. A.; OLIVEIRA FILHO, A. T.; DAVIDE, A. C. Estudo da vegetação como subsídio para propostas de recuperação das nascentes da bacia hidrográfica do ribeirão Santa Cruz, Lavras, MG. Revista Árvore, Viçosa, v. 29, n. 6, p. 775-794, nov./dez. 2005.         [ Links ]

POESEN, J.; NACHTERGAELE, J.; VERSTRAETEN, G.; VALENTIN, C. Gully erosion and environmental change: importance and research needs. Catena, Leuven, v. 50, p. 91133, 2003.         [ Links ]

PURATA, S. E. Floristic and structural changes during old-field succession in the Mexican tropics in relation to site history and species availability. Journal of Tropical Ecology, Cambridge, v. 2, p. 257-276, 1986.         [ Links ]

QUEIROZ, R.; SOUZA, A. G.; SANTANA, P.; ANTUNES, F. Z.; FONTES, M. Zoneamento agroclimático do Estado de Minas Gerais. Belo Horizonte: Epamig, 1980. 114 p.         [ Links ]

RESENDE, M. N.; CURI, N.; REZENDE, S. B.; CORRÊA, G. F. Pedologia: base para distinção de ambientes. Lavras: UFLA, 2007. 322 p.         [ Links ]

RONDON NETO, R. M.; BOTELHO, S. A.; FONTES, M. A. L.; DAVIDE, A. C.; FARIA, J. M. R. Estrutura e composição florística da comunidade arbustivo-arbórea de uma clareira de origem antrópica, em uma floresta estacional semidecídua montana, Lavras-MG, Brasil. Cerne, Lavras, v. 6, n. 2, p. 79-94, jul./dez. 2000.         [ Links ]

ROY, J. In search of the characteristics of plant invaders. In: CASTRI, F. D. I.; HANSEN, A. J.; DEBUSSCHE, M. (Eds.). Biological invasion in Europe and Mediterranean Basin. Dordrecht: Kluwer Academic, 1990. p. 335-352.         [ Links ]

SÁ, C. F. C. Regeneração em área de floresta de restinga na Reserva Ecológica Estadual de Jacarepiá, Saquarema, RJ: I., estrato herbáceo. Arquivos Jardim Botânico do Rio Janeiro, Rio de Janeiro, v. 34, n. 1, p. 177-192, jun. 1996.         [ Links ]

SAITO, M. L.; LUCHINI, F. Substâncias obtidas de plantas e a procura por praguicidas eficientes e seguros ao meio ambiente. Jaguariúna: Embrapa-CNPMA, 1998. 46 p.         [ Links ]

SEITZ, R. A. A regeneração natural na recuperação de áreas degradadas. In: SIMPÓSIO SUL AMERICANO, 1.; SIMPÓSIO NACIONAL DE RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS, 2., 1994, Foz do Iguaçu. Anais... Curitiba: FUPEF, 1994. p. 103-110.         [ Links ]

SILVA, A. M. Potencial natural de erosão no município de Sorocaba, SP, Brasil. Revista Internacional de Desastres Naturales, Accidentes e Infraestructura Civil, Porto Rico, v. 8, p. 93-101, 2008.         [ Links ]

SOUZA, V. C.; LORENZI, H. Botânica sistemática: guia ilustrado para identificação das famílias de Angiospermas da flora brasileira, baseado em APG II. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2005. 640 p.         [ Links ]

STILES, F. G.; ROSSELLI, L. Consumption of fruits of the Melastomataceae by birds: how diffuse is coevolution? Vegetatio, Dordrecht, v. 107/108, n. 1, p. 57-75, June 1983.         [ Links ]

SWAINE, M. D.; WHITMORE, T. C. On the definition of ecological species groups in Tropical Rain Forest. Kluwer Academic Publisher, Dordrecht, v. 75, n. 1/2, p. 81-86, May 1988.         [ Links ]

TABARELLI, M.; MANTOVANI, W. A regeneração de uma floresta tropical montana após corte e queima, São Paulo, Brasil. Revista Brasileira de Biologia, São Paulo, v. 59, n. 2, p. 239-250, fev. 1999.         [ Links ]

VALCARCEL, R.; ALTERIO, C. F. V. d'. Medidas físico-biológicas de recuperação de áreas degradadas: avaliação das modificações edáficas e fitossociológicas. Floresta e Ambiente, Seropédica, v. 5, n. 1, p. 68-88, jan./dez. 1998.         [ Links ]

VANWALLEGHEM, T.; POESEN, J.; EECKHAUT, M. van den; NACHTERGAELE, J.; DECKERS, J. Reconstructing rainfall and land-use conditions leading to the development of old gullies. Holocene, London, v. 15, n. 3, p. 378-386, 2005.         [ Links ]

VIEIRA, C. M.; PESSOA, S. V. A. Estrutura e composição florística do estrato herbáceo-subarbustivo de um pasto abandonado na Reserva Biológica de Poço das Antas, município de Silva Jardim, RJ. Rodriguésia, Rio de Janeiro, v. 52, n. 80, p. 17-30, 2001.         [ Links ]

WOODS, P. Effects of logging, drought, and fire on structure and composition of tropical forest in Sabah, Malasia. Biotropica, Washington, v. 21, n. 4, p. 290-298, 1989.         [ Links ]

WUNDERLE JUNIOR, J. M. The role of animal seed dispersal in accelerating native forest regeneration on degraded tropical lands. Forest Ecology and Management, Amsterdam, v. 99, n. 1/2, p. 233-235, 1997.         [ Links ]

 

 

Recebido: 11 de dezembro de 2009
Aceito: 29 de julho de 2010

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License