SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 número1Retrospectiva de um trabalho vivido no Centro Psiquiátrico Pedro II do Rio de JaneiroSexualidade e demência precoce índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental

versão impressa ISSN 1415-4714versão On-line ISSN 1984-0381

Rev. latinoam. psicopatol. fundam. vol.9 no.1 São Paulo jan./mar. 2006

http://dx.doi.org/10.1590/1415-47142006001012 

HISTÓRIA DA PSIQUIATRIA

Entre a psicanálise e a degenerescência: sexualidade e doença mental no início do século XX no Brasil

Cristiana Facchinetti

Ana Teresa A Venancio


RESUMO

O texto de Henrique Roxo, publicado em 1919 e aqui apresentado, fundamenta-se em grande medida na psicanálise, discutindo o papel central da sexualidade nos casos de doença mental, em especial da demência precoce. Nosso artigo analisa as relações entre a psicanálise e a psiquiatria para demonstrar o modo sui generis como esses campos de saber foram combinados na construção do mental como objeto científico em nosso contexto.

Palavras-Chave: Psicanálise; psiquiatria; história; Brasil

RESUMEN

El texto de Henrique Roxo, publicado en 1919 y aqui presentado, se fundamenta sobretodo en la teoría psicoanalítica, discutiendo el papel central de la sexualidad en los casos de enfermedad mental, muy especialmente de la demencia precoz. Nuestro artículo analiza las relaciones entre el psicoanálisis y la psiquiatría, para demostrar la manera sui generis en que esos campos fueron combinados en la construcción del mental como objeto científico, en Brasil.

Palabras-clave: Psicoanálisis; psiquiatría; historia; Brasil

ABSTRACT

Le texte de Henrique Roxo, publié en 1919 et présenté ici, s’appuye surtout sur la théorie psychanalytique, en discutant le rôle central de la sexualité dans les cas de maladie mentale, surtout de la démence précoce. Notre article analyse les relations établis entre la psychanalyse et la psychiatrie, pour montrer le moyen sui generis de la construction du mental comme objet scientifique au Brésil.

Key words: Psychanalyse; psychiatrie; histoire; Brésil

ABSTRACT

The text by Henrique Roxo published in 1919 and presented here is based essentially on psychoanalytic theory, and discusses the core role of sexuality in cases of mental illness, particularly dementia praecox. Our article analyzes the relations established between psychoanalysis and psychiatry to indicate the unique method of constructing the mental as a scientific object in Brazil.

Key words: Psychoanalysis; psychiatry; history; Brazil

Texto completo disponível apenas em PDF.

Referências

BEÇA, Eugênia Turenko. Reformulação da assistência psiquiátrica: realidade e perspectiva. Neurobiologia, v. 44, n. 3, p. 223-48, 1981. [ Links ]

BERCHERIE, Paul. Os fundamentos da clínica: história e estrutura do saber psiquiátrico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1989. [ Links ]

BIRMAN, Joel. A psiquiatria como discurso da moralidade. Rio de Janeiro: Graal, 1978. [ Links ]

BLEULER, Eugen. Dementia Praecox or The Group of Schizophrenias. New York: International Universities Press, 1911. [ Links ]

BUENO, João Romildo. O aspecto da psiquiatria biológica: uma revisão histórica. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, Rio de Janeiro, v. 37, n.3, p. 127-32, 1988. [ Links ]

ENGEL, Magali Gouveia. As fronteiras da anormalidade: psiquiatria e controle social. História, Ciências, Saúde – Manguinhos [online], Rio de Janeiro, v. 5, n. 3, p. 547-63, nov/1998-fev/1999. Acesso em 24/1/2006. [ Links ]

FACCHINETTI, Cristiana. Deglutindo Freud: sobre a digestão do discurso psicanalítico no Brasil. 2001. 217 p. Tese (doutorado em Teoria Psicanalítica). Universidade Federal do Rio de Janeiro. [ Links ]

FACCHINETTI, Cristiana. O pathos como marca identitária: representações de brasileiro e suas conseqüências na estilização das subjetividades. III Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde, UFSC, Florianópolis, SC, julho de 2005. [ Links ]

FACCHINETTI, Cristiana e PONTE, Carlos. De barulhos e silêncios: contribuições para a história da psicanálise no Brasil. Psyché, Campinas, v. I, ano VII, p. 59-83, 2003. [ Links ]

FREUD, Sigmund (1893/5). Estudos sobre a histeria. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1990. v. II [ Links ]

FACCHINETTI, Cristiana e PONTE, Carlos. (1900). A interpretação dos sonhos. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1990. v. IV e V. [ Links ]

FACCHINETTI, Cristiana e PONTE, Carlos. (1901). Psicopatologia da vida cotidiana. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1990. v. VI. [ Links ]

FACCHINETTI, Cristiana e PONTE, Carlos. (1905). Três ensaios sobre a teoria da sexualidade. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1990. v. VII. [ Links ]

FACCHINETTI, Cristiana e PONTE, Carlos. (1926). A questão da análise leiga. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1990. v. XX. [ Links ]

KRAËPELIN, Emil. Psychiatrie. Ein Lehrbuch für Studierende und Ärzte. Achte, vollständig umgearbeitete Auflage. I u. II. Band. Allgemeine Psychiatrie. Leipzig: Barth Verlag, 1909 (vgl. 1910a, 1913a, 1915a; unveränderter Nachdruck 1920). [ Links ]

LANTERI-LAURA, Georges. Leituras das perversões. Rio de Janeiro: Zahar, 1994 [ Links ]

MOREIRA, Juliano. Classificação em Medicina Mental. Archivos Brasileiros de Neuriatria e Psychiatria, Rio de Janeiro, ano I, p. 93-115, 1o trimestre 1919. [ Links ]

NUNES, Silvia Alexim. Da Medicina Social à Psicanálise. In: BIRMAN, Joel (org.). Percursos na história da psicanálise. Rio de Janeiro: Taurus, 1988. [ Links ]

PERESTRELLO, Marialzira (org.). História da Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro: suas origens e fundação. Rio de Janeiro: Imago, 1987. [ Links ]

PONTE, Carlos Fidelis da. Médicos, psicanalistas e loucos: uma contribuição à história da psicanálise no Brasil. 1999. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública). Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública. [on-line]. Acesso em 24/1/2006. [ Links ]

PORTO-CARRERO, Júlio P. O caráter do escolar segundo a psicanálise. Revista de Psicanálise, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 63-69, 1929. [ Links ]

ROXO, Henrique. Perturbações mentais nos negros no Brasil. Brazil Médico, Rio de Janeiro, n. 18, p. 182, maio/1904. [ Links ]

ROXO, Henrique. Dos estados mentaes nas grandes nevroses. Archivos Brasileiros de Psychiatria, Neurologia e Sciencias Affins, Rio de Janeiro, ano III, p. 247-63, 1907. [ Links ]

ROXO, Henrique. Causas de reinternação de alienados no Hospício Nacional. Archivos Brasileiros de Psychiatria, Neurologia e Medicina Legal, Rio de Janeiro, ano VI, n. 1 e 2, p. 403-15, 1908. [ Links ]

ROXO, Henrique. Estudo clínico da confusão mental (Psychoses Infecciosas e Psychoses Autotóxicas). Annaes da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, ano II, p. 83-104, 1918. [ Links ]

ROXO, Henrique. Sexualidade e Demência Precoce. Archivos Brasileiros de Neuriatria e Psychiatria, Rio de Janeiro, ano I, p. 337-49, 1o trimestre 1919. [ Links ]

ROXO, Henrique. Perturbações nervosas e mentaes que se observam nas doenças do útero e dos ovários. Tribuna Médica, ano XXXII, 1928. [ Links ]

ROXO, Henrique. Psicanálise. In: Psicanálise e outros estudos. Rio de Janeiro: Conxson, 1933. [ Links ]

ROXO, Henrique. Psico-analise. Arquivos de Medicina Legal e Identificação. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1934. [ Links ]

ROXO, Henrique. Instituto de Psiquiatria. Anais do Instituto de Psiquiatria, Rio de Janeiro, n.1, p. 3-11, 1942. [ Links ]

RUSSO, Jane Araújo e CARRARA, Sérgio Luís. A psicanálise e a sexologia no Rio de Janeiro de entreguerras: entre a ciência e a auto-ajuda. História, Ciências, Saúde – Manguinhos [online], Rio de Janeiro, v .9, n. 2, p. 273-90, maio-ago/2002. Acesso em: 26/1/ 2006. [ Links ]

RUSSO, Jane Araújo. A difusão da psicanálise no Brasil na primeira metade do século XX – da vanguarda modernista à rádio-novela. Estudos e Pesquisas em Psicologia, Rio de Janeiro, ano 2, n. 1, p. 53-64, 2002. [ Links ]

SHORTER, Edward. The first biological psychiatry. In: A History of Psychiatry. New York: John Wiley & sons, 1997. [ Links ]

VENANCIO, Ana Teresa A. O “eu dividido” moderno e a constituição do saber psiquiátrico. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 11, p. 77-106, 1999. [ Links ]

VENANCIO, Ana Teresa A. Ciência psiquiátrica e política assistencial: a criação do Instituto de Psiquiatria da Universidade do Brasil. História, Ciência e Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 10, n. 3, p. 883-900, set-dez/2003. [ Links ]

VENANCIO, Ana Tereza A. e CARVALHAL, Lázara. A classificação psiquiátrica de 1910: ciência e civilização para a sociedade brasileira. In: JACÓ-VILLELA et al. (orgs.). Cliopsyché ontem: fazeres e dizeres psi na história do Brasil. Rio de Janeiro: RelumeDumará/Faperj, 2001, p. 151-7. [ Links ]

Recebido: Setembro de 2005; Aceito: Dezembro de 2005

Creative Commons License  This is an Open Access article distributed under the terms of the Creative Commons Attribution Non-Commercial License, which permits unrestricted non-commercial use, distribution, and reproduction in any medium, provided the original work is properly cited.