SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
Digital technology and health: Diet Quality Index in an cell phone app author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista de Nutrição

Print version ISSN 1415-5273

Rev. Nutr. vol.26 no.6 Campinas Nov./Dec. 2013

 

Estudo revela que o local de realização da refeição pode influenciar sua qualidade

 

 

Pesquisadores da Faculdade de Saúde Pública da USP e do Instituto de Saúde e Sociedade da UNIFESP, publicaram estudo na Revista de Nutrição demonstrando que o local onde as refeições são preparadas influencia a sua qualidade. O estudo é uma proposta inovadora, pois é o primeiro no país a avaliar a qualidade da refeição pelo local específico de seu preparo.

A pesquisa foi realizada com 815 trabalhadores adultos da cidade de São Paulo. Para avaliar a alimentação do trabalhadores foram utilizados dados de recordatório alimentar de 24 horas, realizado por entrevista telefônica no ano de 2008. O estudo avaliou o almoço realizado em três diferentes locais:  domicílio (refeição preparada em casa, independente do local de consumo), local de trabalho (almoço preparado em restaurante institucional localizado no ambiente de trabalho) e restaurantes comerciais (restaurantes por quilo, à la carte e fast food).

Para avaliar a qualidade da refeições a pesquisa avaliou as calorias consumidas, a densidade energética das refeições, consumo de nutrientes selecionados (carboidratos, proteínas, gorduras, fibras) e e de 10 grupos de alimentos, baseados nas diretrizes do Guia alimentar para a população brasileira (cereais, tubérculos e raízes; hortaliças; frutas; leguminosas; carnes e ovos; leite e derivados; óleos e gorduras; doces e açúcares).

A pesquisa relevou que as refeições realizadas no local de trabalho apresentaram menor densidade energética e maior consumo de fibras, hortaliças, frutas, leguminosas que as realizadas no domicílio e em restaurantes comerciais. Em contrapartida, as refeições realizadas em restaurantes comerciais foram mais “desequilibradas”, com maiores quantidades de gorduras, proteínas e maior participação de carnes.

Diante destes achados, os autores concluem que há influência do local de realização da refeição na qualidade da alimentação. Assim é importante avaliar o local específico de realização das refeições, e não apenas se estas foram realizadas dentro ou fora do domicílio, visto que o local de trabalho favoreceu o menor consumo de energia e o maior de frutas, hortaliças, fibras e leguminosas, quando comparada com a alimentação realizada no domicílio e em restaurantes comerciais. No entanto, no ambiente de trabalho deve-se atentar para o consumo de alimentos gordurosos e doces, frequentemente ofertados. Estes achados reforçam a importância de incentivar a instalação de restaurantes dentro das empresas participantes, uma vez que a oferta de alimentação saudável favorece um melhor consumo dos trabalhadores.

 

 

Contato:
Daniel Henrique Bandoni
Departamento de Saúde, Clínica e Instituições, Instituto de Saúde e Sociedade, Universidade Federal de São Paulo.
Email: dbandoni@unifesp.br

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License