SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 issue4YouTube and deafness: analysis of discourses produced by deaf people in virtual placesSpelling performance of elementary school students: developing and implementing an instrument of intervention author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

On-line version ISSN 1982-0232

Rev. soc. bras. fonoaudiol. vol.17 no.4 São Paulo Dec. 2012

https://doi.org/10.1590/S1516-80342012000400028 

RESUMO

 

Perfil de escolares do 3º ao 5º ano do ensino fundamental I em compreensão de leitura: elaboração de um instrumento avaliativo

 

 

Vera Lúcia Orlandi Cunha

Programa de Pós-Graduação (Doutorado) em Educação, Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Marília (SP), Brasil

Endereço para correspondência

 

 

Cunha VLO. Perfil de escolares do 3º ao 5º ano do ensino fundamental I em compreensão de leitura: elaboração de um instrumento avaliativo [tese]. Marília: Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, Faculdade de Filosofia e Ciências; 2012.

 

A leitura é uma atividade complexa que envolve vários processos cognitivos que se iniciam na decodificação e se estendem até a compreensão, sendo esta considerada uma habilidade de alto nível e objetivo final e primordial da leitura. Dificuldades nessa habilidade acarretam ao escolar defasagem em relação ao seu grupo-classe, que tende a aumentar com a seriação, pois os conteúdos curriculares aumentam em sua quantidade e dificuldade. Desse modo, as dificuldades de compreensão de leitura devem ser detectadas precocemente. Este estudo teve como objetivo elaborar um instrumento de avaliação da compreensão de leitura a fim de caracterizar o perfil de escolares do 3º ao 5º ano do ensino fundamental I. O instrumento proposto pretende avaliar a compreensão de proposições literais e inferenciais de micro e macroestruturas de textos expositivos e narrativos por meio de questões de múltipla escolha. Este estudo foi dividido em duas partes. O estudo 1 teve como objetivo verificar a validade do instrumento, mediante duas aplicações de forma coletiva em sala de aula. Foram aplicados quatro textos, dois expositivos e dois narrativos, em dias alternados. Participaram 381 escolares do 3º ao 5º ano do ensino fundamental I de uma escola municipal do município de Marília-SP, divididos em três grupos: GI (103 escolares do 3º ano), GII (123 escolares do 4º ano), GIII (155 escolares do 5º ano), na faixa etária de 8, 9 e 10 anos, respectivamente. O estudo 2 teve como objetivo verificar a aplicabilidade do instrumento a partir da caracterização do perfil desses escolares em compreensão de leitura e detectar aqueles que apresentam dificuldades. Para este estudo foram analisadas as respostas incorretas dos mesmos escolares que participaram do estudo 1, sendo que aqueles que apresentaram mais de quatro erros em um texto foram encaminhados para avaliação individual no mesmo texto, a fim de verificar se as dificuldades se confirmavam. Para o estudo 1, os resultados encontrados indicaram que os valores da estatística Alfa de Cronbach foram estatisticamente elevados, com os dados apresentando consistência interna para os quatros textos aplicados nos três grupos de escolares, sendo a amostra considerada com graus de confiabilidade "satisfatórios", o que traduz este estudo como provindo de uma amostra não viesada. Para o estudo 2, os resultados indicaram que na comparação entre as duas aplicações as médias superiores foram para as variáveis da primeira aplicação. Na comparação entre as perguntas literais e inferenciais, as médias superiores foram para as inferenciais. Na comparação entre as perguntas de microestrutura com as de macroestrutura, as médias superiores foram para as de macroestrutura. Os dados permitiram concluir a validade e a confiabilidade do instrumento, que se mostrou eficaz, pois detectou os escolares que apresentaram dificuldades em compreensão textual; os escolares apresentaram menor número de erros com a seriação; a segunda leitura proporcionou a alguns escolares que melhorassem seu desempenho; os escolares apresentaram médias superiores para as perguntas literais dos textos expositivos e para as perguntas inferenciais dos textos narrativos, indicando que cada tipo de texto apresentou uma dificuldade específica para os escolares.

 

 

Endereço para correspondência:
Vera Lúcia Orlandi Cunha
Av. Higyno Muzzi Filho, 737
Campus Universitário
Marília (SP), Brasil, CEP: 17525-900
E-mail: verafono@uol.com.br

Financiamento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)

 

 

Trabalho realizado no Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP - Marília (SP), Brasil, para a obtenção do título de Doutor em Educação, sob orientação da Profa. Dra. Simone Aparecida Capellini.

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License