SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 issue45On-line accounting education: tendency and curriculum aspectsInformation quality and conservatism in accounting earnings published in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Contabilidade & Finanças

Print version ISSN 1519-7077On-line version ISSN 1808-057X

Rev. contab. finanç. vol.18 no.45 São Paulo Sept./Dec. 2007

https://doi.org/10.1590/S1519-70772007000400003 

rcf

ARTIGOS
SEÇÃO NACIONAL

 

Abordagem da controladoria em trabalhos publicados no EnANPAD e no Congresso USP de controladoria e contabilidade de 2001 a 2006

 

Controllership approach in papers published in EnANPAD and in the USP controllership and accountancy Congress between 2001 and 2006

 

 

Ilse Maria BeurenI; Antônio Carlos SchlindweinII; Dino Luiz PasqualIII

IProfessora do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau – PPGCC/FURB – SC – E-mail: ilse@furb.br
IIMestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade regional de Blumenau – PPGCC/FURB – SC – E-mail: tonico@unifebe.edu.br
IIIMestrando do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Regional de Blumenau – PPGCC/FURB – SC – E-mail: dino.pasqual@gmail.com

 

 


RESUMO

O objetivo do artigo é traçar um perfil da pesquisa em Controladoria nos trabalhos publicados em anais do Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (EnANPAD) e do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, no período de 2001 a 2006. A metodologia da pesquisa adotada constituise de um estudo exploratório, com análise documental e abordagem quantitativa. Como resultados da pesquisa realizada têm-se os temas abordados, os métodos de pesquisa adotados, as abordagens da Controladoria estudados, a filiação dos pesquisadores e a bibliografia consultada e referenciada nos trabalhos. Conclui-se que, embora se tenha constatado um maior número de trabalhos publicados em 2005, o volume ainda é pequeno comparativamente a outros temas focalizados nesses eventos. O pequeno número de trabalhos também pode ter sido influenciado pela forma de localização adotada para selecionar os trabalhos com as palavras Controladoria, Controller, Contabilidade Gerencial e Controle Gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave. Todavia, a relevância do estudo está em contribuir para a identificação da evolução quantitativa e qualitativa da pesquisa em Controladoria no Brasil.

Palavras-chave: Controladoria. Produção científica provisória. Perfil da pesquisa.


ABSTRACT

This article aims to outline a profile of Controllership research in papers published in the annals of the National Association of Post-Graduate Programs and Research in Business Administration (EnANPAD) meeting and the USP Controllership and Accountancy Congress, from 2001 to 2006. The adopted research methodology comprised an exploratory study, with documentary analysis and a quantitative approach. The research results showed the main themes of these works, the adopted research methods, the different approaches to the study of Controllership, the researchers' affiliations and the bibliography consulted and referenced in the articles. It was concluded that, even though more papers were published in 2005, the volume is still small when compared to other themes focused on at these events. The small number of articles may also have been influenced by the search technique employed for selecting works, using the words Controllership, Controller, Management Accounting and Management Control, contained in the title, abstract or keywords. Nevertheless, this study is relevant to the extent that it contributes to the identification of the qualitative and quantitative evolution of Controllership research in Brazil.

Keywords: Controllership. Provisory scientific production. Research profile.


 

 

1 INTRODUÇÃO

Nos últimos anos, percebeu-se uma evolução significativa das atividades econômicas no Brasil. Paralelamente a isso, houve um aumento da concorrência, que exige e promove intensa competitividade como condição de sobrevivência da entidade. Diante desse cenário, a Contabilidade sentiu-se na obrigação de criar mecanismos mais eficientes de suporte à gestão das entidades.

A Controladoria, por sua vez, ficou com a missão de fornecer informações precisas e oportunas para as tomadas de decisões dos gestores. Segundo Beuren (2002), a Controladoria surgiu nos Estados Unidos no século XX, devido, principalmente, à verticalização, à diversificação e à expansão geográfica das entidades, o que criou uma maior complexidade de suas atividades.

Contudo, a evolução de uma área de conhecimento dá-se, principalmente, com a investida de pesquisadores, professores, alunos e profissionais na criação e aplicação de teorias. A teoria, conforme Ferrari (1992, p. 118), "por meio de sua estrutura lógica, do conjunto de regras ou conotações teóricas e empíricas, dos modelos conceituais, das classificações etc., proporciona uma orientação metodológica para o conhecimento ou descoberta dos eventos que se dão no mundo real".

Diante do exposto, elaborou-se a seguinte pergunta de pesquisa: Qual o perfil da pesquisa em Controladoria nos trabalhos publicados em anais do EnANPAD e do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, no período de 2001 a 2006?

Assim, o artigo tem por objetivo traçar um perfil da pesquisa em Controladoria nos trabalhos publicados em anais do EnANPAD e do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, no período de 2001 a 2006. Como objetivos específicos, buscou-se identificar nos trabalhos os temas abordados, os métodos de pesquisa adotados, as abordagens da Controladoria estudados, a filiação dos pesquisadores e a bibliografia consultada e referenciada.

O presente artigo está estruturado em seis seções, iniciando com esta introdução. Na seqüência, apresenta a fundamentação teórica do estudo, com ênfase no significado e papel da controladoria. Em seguida, destaca pesquisas sobre abordagem de trabalhos publicados em eventos científicos e periódicos. Após aborda a metodologia adotada para o desenvolvimento da pesquisa. A partir dos trabalhos de Controladoria selecionados, faz a descrição e análise dos dados. Por último, apresentam-se as considerações finais.

 

2 SIGNIFICADO E PAPEL DA CONTROLADORIA

A controladoria representa a evolução da contabilidade na condição de organizar a demanda de informações dos tomadores de decisão na organização. Não há, ainda, uma definição clara quanto às suas funções e atividades. Segundo Moura e Beuren (2000), a controladoria é uma unidade de suporte administrativo ao processo de gestão empresarial e age também como gestora do sistema de informação como provedora do suporte informacional à gestão empresarial.

A controladoria como área administrativa auxilia no processo de gestão por meio de informações de suporte à tomada de decisão. Kaplan e Norton (1997) afirmam, "o que não é medido não é gerenciado", cuja assertiva a princípio leva ao raciocínio de que a controladoria está intimamente ligada ao controle, mas seu papel é mais amplo no processo de gestão das organizações.

Figueiredo e Caggiano (2004) destacam que "a missão da controladoria é zelar pela continuidade da empresa, assegurando a otimização do resultado global". Para Padoveze (2004), a missão da controladoria é servir de base ao processo de gestão empresarial por intermédio de seu sistema de informação que é um sistema de apoio à gestão. Segundo o autor, cabe à controladoria o processo de assegurar a eficácia da empresa por meio do controle das operações e seus resultados planejados.

Pelo exposto, percebe-se a importância da controladoria dentro das organizações no gerenciamento das informações, influenciando diretamente no processo de gestão das organizações e contribuindo para atingir os objetivos propostos. Kanitz (1977) destaca que as funções da con troladoria compreendem a informação, motivação, coorde nação, avaliação, planejamento e acompanhamento.

Segundo Cavalcanti (2001), a controladoria auxilia os gestores a planejar e controlar as atividades da organização por meio de quatro funções principais:

  a) Planejamento: gerenciar o processo de identificação do que há para fazer, qual o prazo para execução e de que maneira deve ser feito. Esse processo é dinâmico, uma vez que busca evidenciar os recursos disponíveis e necessários para a empresa enfrentar a concorrência;
  b) Organização: buscar identificar profissionais qualificados, tecnologia e instalações a fim de que a Controladoria possa cumprir o seu papel de forma efetiva;
  c) Direção: assegurar a sinergia entre os recursos humanos, financeiros, materiais e tecnológicos, objetivando o cumprimento da missão e visão de futuro da empresa;
  d) Avaliação: desenvolver um sistema de mensuração dos objetivos e metas estabelecidos pela empresa com o intuito de interpretar os resultados alcançados pela empresa, a fim de que se possam definir tendências e interrelações entre as variáveis que estão afetando, de forma positiva e/ou negativa, os negócios da empresa.

Na condição de responsável pela área de controladoria, a função específica é designada de controller. De acordo com Nakagawa (1993), ele desempenha sua função organizando e reportando dados relevantes, exercendo influência para induzir os tomadores de decisão a decisões lógicas e consistentes com a missão e objetivos da organização. Note-se que o controller exerce influência na organização à medida que subsidia os gestores na busca da eficácia da organização.

Um dos focos mais recentes da controladoria está voltado à controladoria estratégica. Segundo Padoveze (2004), com base na controladoria estratégica os responsáveis pelo planejamento estratégico, por meio do sistema de informação contábil, têm acesso a informações financeiras e não financeiras alinhadas com as estratégias organizacionais e de negócios.

De acordo com Cavalcanti (2001), o processo de planejamento estratégico é desenvolvido por meio de três fases: as premissas, que envolvem a descrição precisa da finalidade socioeconômica e fundamental da empresa, fase em que a empresa buscará identificar a sua razão de ser; o planejamento, que se divide em estratégico, médio prazo e de curto prazo; e, ainda, a implementação e revisão, que compreende duas fases, a organização para a implementação dos planos e a revisão e avaliação dos planos.

As três fases do planejamento estratégico citadas apenas elucidam o direcionamento da controladoria estratégica. Ressalte-se que a controladoria dentro das organizações deve dar suporte a todas as etapas do processo de gestão, considerando tanto as influências internas como externas. Tais influências devem ser monitoradas e controladas permanentemente como meio de alcançar os objetivos estabelecidos pela organização.

 

3 PESQUISAS SOBRE A ABORDAGEM DE TRABALHOS PUBLICADOS EM EVENTOS CIENTÍFICOS E PERIÓDICOS

A articulação do presente artigo decorre da leitura de trabalhos com abordagens semelhantes publicados em eventos científicos (Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração – EnANPAD, Congresso USP de Controladoria e Contabilidade) e de periódicos (Custos e Agronegócio On-line e Revista de Administração de Empresas). Os trabalhos selecionados, que contribuíram para o delineamento deste artigo, são descritos a seguir de forma breve.

Riccio, Sakata e Carastan (1999) analisaram a distribuição, as características e a evolução dos textos acadêmicos de contabilidade produzidos em Universidades Brasileiras entre 1962 e 1999. O estudo inclui todas as dissertações de Mestrado e teses de Doutorado geradas em programas oficiais de Pós-Graduação strictu sensu em contabilidade, tendo sido analisados um total de 386 textos. A análise focou as tendências quanto ao número de dissertações e teses por ano, ao método de pesquisa empregado e à variação temática coberta nos campos de pesquisa em contabilidade.

Cardoso, Pereira e Guerreiro (2004) traçaram um perfil da pesquisa em custos no âmbito da temática de contabilidade e controle gerencial do EnANPAD desde a sua inauguração como área autônoma em 1998 até 2003. A análise consistiu na revisão de 170 trabalhos aceitos na temática e, depois, na seleção dos 32 trabalhos específicos de custos. Foram pesquisados os temas abordados, os métodos de pesquisa adotados, os segmentos da área de custos estudados, a filiação acadêmica dos autores e o tipo de bibliografia consultada. Os resultados evidenciaram um forte crescimento quantitativo da temática de contabilidade, passando do patamar de 40 trabalhos submetidos em 1998, para 191 trabalhos em 2003, mas ressaltam que esse crescimento quantitativo não foi acompanhado, na mesma proporção, pelo crescimento qualitativo dos trabalhos na área de custos.

Cardoso et al. (2004) analisaram a distribuição, as características metodológicas, a evolução, a temática e a produtividade dos autores das publicações científicas em contabilidade no período de 1990 a 2003, nas revistas nacionais classificadas com conceito A pela CAPES. Do total de 2.037 artigos publicados nas revistas no período pesquisado foram identificados 60 artigos como sendo de contabilidade. Concluíram que o Estado de São Paulo aparece em primeiro lugar com mais artigos publicados. Os resultados também demonstraram que o número de autores com uma única publicação é maior do que o indicado em estudos realizados por Leal (2003) e Chung (1992).

Camargos, Coutinho e Amaral (2005) fizeram um levantamento da produção científica da área de finanças no Brasil baseado na análise dos 171 trabalhos publicados nos anais do EnANPAD entre os anos de 2000 e 2004. Analisaram a demografia de autoria dos trabalhos, a distribuição dos trabalhos por subáreas e temas, a análise da estrutura e do conteúdo da conclusão, além das referências bibliográficas de cada trabalho. Concluíram que os homens representam a maioria dos autores; que há um predomínio de instituições da região Sudeste na quantidade de publicações; a maioria dos trabalhos teve até dois autores; há um forte predomínio de estudos empíricos e um equilíbrio entre dados do tipo cross-section e do tipo série temporal; os trabalhos utilizam basicamente dados secundários; as subáreas mais recorrentes foram respectivamente Finanças Corporativas, Derivativos e Gestão de Risco e Mercado de Capitais e houve uma predominância de trabalhos e de bibliografia estrangeira nas referências utilizadas.

Pegino (2005) analisou a conduta na pesquisa em Administração Estratégica nos Congressos do EnANPAD, traçando um arcabouço teórico das epistemologias das ciên cias sociais. Para tanto, o autor classificou os trabalhos, publicados nos cinco últimos anos no EnANPAD, sob a temática de "estratégia". Concluiu que a classificação epistemológica dos trabalhos é acompanhada de uma breve crítica sobre a relevância teórica da produção acadêmica em estratégia no Brasil. Observou também que há uma forte presença de trabalhos puramente empíricos.

Ruas et al. (2005) sistematizaram e analisaram as diferentes percepções e configurações acerca do conceito de competência, bem como seus principais avanços e limites quando de sua aplicação nas organizações, presentes em publicações recentes tratando da temática "competências". A amostra compõe-se de 51 artigos publicados entre janeiro de 2000 e dezembro de 2004, nos seguintes periódicos e congressos: Revista de Administração da USP (RAUSP), Revista de Administração de Empresas (RAE-FGV), Revista de Administração Contemporânea (RAC), Organizações & Sociedade (O&S) e nos anais do EnANPAD, área de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho. Os resultados revelaram a existência de uma forte rede de instituições nacionais e de pesquisadores locais tratando desse tema e de um avanço no recurso à referências bibliográficas de autores brasileiros em relação aos estrangeiros. Revela, também, uma grande heterogeneidade no uso de conceitos, a predominância de trabalhos tratando das chamadas competências individuais e uma preferência por procedimentos metodológicos mais simplificados.

Monteiro, Veiga e Van Doornik (2005) avaliaram a tendência de uso das perspectivas qualitativas, quantitativas e teóricas nos trabalhos publicados nas áreas temáticas dos EnANPAD entre os anos de 1999 e 2004. Foram codificados 532 trabalhos selecionados de uma amostra estratificada por ano e área temática. Os resultados indicaram uma tendência crescente do uso da abordagem empírica nos trabalhos publicados, enquanto os trabalhos teóricos e quali-quantitativos aparecem em declínio. Observou-se, também, uma hegemonia de paradigmas em algumas áreas temáticas que possibilitou criar grupos de áreas com abordagens epistemológicas similares.

Antunes et al. (2004) deram continuidade a uma pesquisa realizada em 1997 em um Programa de Pós-Graduação do Sul do País e teve como objetivo identificar e analisar as suas estratégias e métodos de pesquisa de dissertações na área de RH no período de 1997 a 2003, comparando com os principais dados referentes ao período de 1972-1996, propondo recomendações e um roteiro de orientação metodológica. Foi realizada uma investigação documental em 90 dissertações, na qual verificaram que há uma tradição na forma de conduzir e construir as dissertações de mestrado. Os resultados, comparados com o estudo anteriormente realizado pelo Programa de Pós-Graduação do Sul do País (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), apontam que se elevou o número de pesquisadores interessados em analisar a contribuição teórico-prática e metodológica dos estudos em Administração. Seus trabalhos têm se baseado na análise tanto de publicações de periódicos e congressos, quanto de teses e dissertações. Concluem que, na área de Gestão de Pessoas, ainda são poucos os estudos desta natureza.

Lunardi, Rios e Maçada (2005) buscaram analisar a produção científica da área de Sistemas de Informação (SI), além de fazer uma comparação entre o que é publicado no EnANPAD e nas principais revistas brasileiras de Administração, com classificação "A" no Qualis CAPES. O estudo revisou 334 trabalhos publicados no período de 1997 a 2004 e teve como principais resultados a identificação dos assuntos e temas mais abordados na área, bem como os métodos de pesquisa mais utilizados, inclusive pelo tipo de tema estudado. Os tópicos abordados no EnANPAD e nos periódicos são semelhantes, tendo vários trabalhos publicados nos dois veículos. Identificaram, também, que os Programas de Pós-Graduação em Administração foram responsáveis por mais da metade das publicações.

Proença, Lopes e Meucci (2005) discutiram a construção do conhecimento na área de marketing e a importância do seu desenvolvimento. Começam com algumas definições conflituosas e a necessidade de um corpus teórico para o marketing, em seguida exploram o discurso da academia e as concepções filosóficas que direcionam suas pesquisas, para poder investigar e considerar o que foi apresentado no I Encontro de Marketing da ANPAD (EMA). Essa comparação evidencia conflitos entre o discurso acadêmico e a produção das pesquisas discutidas nesse evento, que investigou 60 entre 356 trabalhos submetidos por pesquisadores da área. Concluíram que há alguns pontos de tangência, mas os conflitos são evidentes. Também, mostraram o estágio em que se encontra o desenvolvimento desse conhecimento.

Martins e Silva (2005) levantaram e analisaram a plataforma teórica utilizada pelos autores dos textos aprovados e divulgados nos terceiro e quarto Congressos USP de Controladoria e Contabilidade, realizados em 2003 e 2004. Foram levantadas, registradas e categorizadas as referências bibliográficas de 221 textos, envolvendo 3.795 referências, com média de 17 referências por texto. Concluíram que as bibliografias dos papers revelam uma postura extremamente conservadora e convencional. Os autores raramente consultam periódicos, ignoram publicações de anais de congressos e, ocasionalmente, referenciam citações vindas de endereços eletrônicos. Os best sellers, com baixas menções, foram os livros de Teoria da Contabilidade do professor Sérgio de Iudícibus e dos autores Hendricksen e Van Breda.

Callado e Almeida (2005) pretenderam dar uma contribuição analítica sobre o perfil da produção acadêmica no âmbito do Congresso Brasileiro de Custos, compreendendo desde o primeiro evento realizado em 1994 até o décimo, realizado em 2003. Trata-se de um estudo de 58 trabalhos publicados. Apresentaram, detalhadamente, o histórico de publicações, a área temática de cada artigo, os pesquisadores responsáveis pelas publicações, as instituições por eles representadas, a sua localização geográfica, os métodos de coleta de dados utilizados, os segmentos econômicos pesquisados e a classificação da bibliografia. Os resultados apresentados caracterizam o perfil dos trabalhos publicados no âmbito do Congresso Brasileiro de Custos, evidenciando seus traços mais freqüentes, bem como as abordagens utilizadas. Apontam para investigações acadêmicas voltadas para os modelos de mensuração, predominantemente elaborados nas regiões Sudeste e Sul e abrangendo aspectos relacionados à exploração zootécnica como atividade econômica predominantemente estudada. Outro aspecto relevante identificado trata da elevada participação relativa dos trabalhos elaborados a partir de revisões da literatura e pesquisas bibliográficas.

Theóphilo e Iudícibus (2005) desenvolveram uma crítica de natureza epistemológica com foco na produção científica em Contabilidade no Brasil. Foram analisados 238 trabalhos, publicados no período de 1994 a 2003, sendo 178 teses e dissertações dos programas de pós-graduação recomendados pela CAPES; 26 artigos de periódico e 34 trabalhos de congresso com melhores avaliações no sistema Qualis CAPES. Os trabalhos são examinados em vista de dimensões epistemológica, teórica, metodológica e técnica, com emprego de referencial epistemológico próprio e uso da técnica de análise de conteúdo. Os resultados da análise e a discussão crítica desenvolvidas atestam uma melhoria geral na qualidade metodológica dos trabalhos ao longo do período estudado.

Leite Filho (2006) analisou a produtividade científica dos autores em anais de congressos e periódicos na área de Contabilidade Brasil. Foram pesquisados todos os artigos listados nos anais de congressos e periódicos nacionais específicos de Contabilidade avaliados pelo Qualis CAPES. Os resultados evidenciaram uma padronização de publicação da área e, nos periódicos, a ênfase está em trabalhos de autoria singular e nos anais de congressos em trabalhos apresentados em co-autoria. Verificou, ainda, uma predominância de autores do sexo masculino, existência de concentração de autoria vinculada a poucas instituições que apresentaram as mais altas freqüências relativas nos veículos de publicação estudados, e os autores mais prolíficos da área (15 sujeitos) foram responsáveis por mais de 26 % da produção científica.

Acredita-se que o tipo de análise proposta neste artigo pode trazer contribuições complementares aos estudos acima referenciados, bem como à área contábil e particularmente à Controladoria. Nas pesquisas arroladas não foi encontrado um estudo que tivesse como alvo as abordagens da Controladoria em trabalhos publicados.

 

4 METODOLOGIA DE PESQUISA

Considerando o objetivo proposto, o procedimento metodológico adotado foi concebido como uma pesquisa exploratória. Segundo Vergara (2003), a investigação exploratória é realizada em área na qual há pouco conhecimento acumulado e sistematizado que, por sua natureza de sondagem, não comporta hipóteses que, todavia, poderão surgir durante ou ao final da pesquisa.

Quanto à finalidade das pesquisas exploratórias, Gil (1999) apresenta que elas buscam desenvolver, esclarecer e modificar idéias, tendo em vista a formulação de problemas mais precisos ou hipóteses pesquisáveis para estudos posteriores. Destaca, ainda, que pesquisas dessa natureza, habitualmente, envolvem levantamento bibliográfico e pesquisa documental para sua realização.

Sobre pesquisa bibliográfica, Martins (2000) afirma que se trata de estudo para conhecer as contribuições científicas em relação a determinado assunto e tem como objetivo recolher, selecionar, analisar e interpretar as contribuições teóricas já existentes sobre determinado assunto.

Dessa forma, este estudo buscou a identificação e compilação dos trabalhos associados ao tema Controladoria no âmbito dos trabalhos publicados em anais do EnANPAD e do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, no período de 2001 a 2006, a partir de uma abordagem exploratória.

O levantamento de dados, para esta pesquisa, ocorreu da seguinte forma: a) separação dos anais de ambos os eventos de 2001 a 2006; b) o critério de escolha dos trabalhos foi dos em que constassem as palavras controladoria, controller, contabilidade gerencial ou controle gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave; c) leitura dos resumos e sua separação por tema; d) leitura do tópico de metodologia e coleta de dados de cada trabalho e e) simultaneamente foi realizado um catálogo com todos os dados levantados (ano, tema, método de coleta, setor, título, autores, instituição e bibliografia).

Para análise dos dados coletados, foi empregado o método analítico descritivo, conforme recomendado por Selltiz et al. (1975), pois o objetivo dessa análise foi verificar com que freqüência um fato ocorre.

No campo da variável temática, a classificação dos trabalhos da amostra esbarra, naturalmente, em discussões intermináveis sobre as fronteiras da área de Controladoria com outros segmentos da contabilidade, administração, economia, entre outros. Procurando evitar essa polêmica foram utilizados os critérios acima descritos. Os resultados temáticos apresentados, portanto, devem ser afetados por esse tipo de delimitação, bem como por eventuais aspectos subjetivos utilizados no desenvolvimento dos levantamentos e análises.

 

5 APRESENTAÇÃO E ANÁLISE DOS RESULTADOS DA PESQUISA

O universo pesquisado, neste trabalho, refere-se aos trabalhos apresentados na temática de Controladoria no EnANPAD e no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. O período pesquisado foi desde 2001 até 2006. Porém, na época do levantamento dos dados o EnANPAD 2006 ainda não havia ocorrido, logo os dados desse ano não foram computados. O período escolhido deve-se ao fato de o primeiro Congresso USP de Controladoria e Contabilidade ter ocorrido em 2001, assim optou-se em escolher esse período para garantir que a abrangência fosse semelhante nos dois eventos selecionados.

O Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (EnANPAD) surgiu em 1976, tratando-se de um evento A, assim qualificado pelo sistema Qualis CAPES, com abrangência no campo da administração, da contabilidade e do turismo. Por sua vez, o Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, também possui conceituação A no Qualis CAPES, sendo um dos mais respeitados eventos do Brasil na área contábil. O primeiro Congresso realizado pela FEA/USP ocorreu no mês de outubro do ano de 2001.

Os trabalhos com as palavras controladoria, controller, contabilidade gerencial ou controle gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave foram submetidos à análise, conforme apresentado na Tabela 1 .

Conforme Tabela 1, verifica-se que o EnANPAD, nos anos de 2001 a 2005, publicou 3.196 trabalhos. Observou-se que do total desses trabalhos, 161 possuem as palavras controladoria, controller, contabilidade gerencial ou controle gerencial no texto. Desse montante, utilizando-se dos critérios estabelecidos anteriormente para análise, 14 trabalhos aprovados possuem as palavras controladoria, controller, contabilidade gerencial ou controle gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave, portanto, foram selecionados para análise.

O Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, nos anos de 2001 a 2006, teve 632 trabalhos aprovados. Desse total, 212 possuem as palavras controladoria, controller, contabilidade gerencial ou controle gerencial no texto do trabalho. Ao final, verificou-se que 52 trabalhos possuem as palavras controladoria, controller, contabilidade gerencial ou controle gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave, dessa forma, foram selecionados para análise.

Considerando-se ambos os eventos, EnANPAD e Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 66 trabalhos foram selecionados para serem analisados no presente estudo. A seguir, são apresentados, por meio de tabelas e gráficos, os resultados obtidos com os trabalhos selecionados, acompanhados das explicações necessárias.

5.1 Trabalhos de Controladoria selecionados para análise

A Tabela 2 apresenta, cronologicamente, o total de trabalhos aprovados no EnANPAD, bem como os trabalhos que possuem as palavras controladoria, controller, contabilidade gerencial ou controle gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave.

 

 

Conforme pode ser observado na Tabela 2, o ano de 2005 demonstra um pico no volume de trabalhos apresentados na área de Controladoria, com 0,64% do total de trabalhos aprovados sobre o tema. Percebe-se, com essa Tabela, uma tendência de aumento de trabalhos aprovados na área de Controladoria, em comparação com os anos anteriores. Porém, o percentual médio de 0,44% de trabalhos aprovados com o tema de Controladoria é baixo, em comparação ao total de trabalhos aprovados no evento.

A Tabela 3 apresenta, também cronologicamente, o total de trabalhos aprovados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, bem como os trabalhos que possuem as palavras controladoria, controller, contabilidade gerencial ou controle gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave, os quais foram selecionados para análise deste artigo.

 

 

Observa-se, na Tabela 3, que o ano de 2001, com 13,16%, apresentou o maior número de trabalhos de Controladoria aprovados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. O ano de 2005, com 10%, e o ano de 2002, com 9,41%, ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente, com o número de trabalhos de Controladoria aprovados no referido congresso.

O Gráfico 1 faz uma análise comparativa entre o EnANPAD e o Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, referente a quantidade de trabalhos com os termos Controladoria Controladoria, Controller, Contabilidade Gerencial ou Controle Gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave, aprovados no período de 2001 a 2005.

 

 

Observa-se que, no EnANPAD, o número de trabalhos aprovados em controladoria é um pouco superior ao Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. O EnANPAD obteve um crescimento em trabalhos aprovados em controladoria de 2001 para 2006, já o Congresso USP de Controladoria e Contabilidade ficou estável nesses anos.

5.2 Trabalhos de controladoria separados por tema

A Tabela 4 apresenta o tema Controladoria, encontrado nos 14 trabalhos do EnANPAD de 2001 a 2005, em sete áreas temáticas: Gestão Organizacional, Governança Corporativa, Avaliação de Desempenho, Capital Intelectual, Tributário, Controle Gerencial e Funções do Controller. Para chegar a esses temas foi realizada uma pesquisa no corpo dos trabalhos selecionados.

 

 

Percebe-se, na Tabela 4, que as áreas temáticas Gestão Organizacional e Governança Corporativa foram os principais temas tratados nos trabalhos de Controladoria pesquisados, com um percentual de 36% e 29%, respectivamente. Em seguida, as áreas de Avaliação de Desempenho, Capital Intelectual, Tributário, Controle Gerencial e Funções do Controller obtiveram um percentual de 7%, igualmente para cada área temática.

Na Tabela 5 , subdividiu-se o tema Controladoria, encontrado em 52 trabalhos aprovados pelos Congressos USP de Controladoria e Contabilidade, em sete áreas temáticas, iguais ao EnANPAD.

 

 

Observa-se, na Tabela 5, que dos 52 trabalhos aprovados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade com o tema voltado para a área de Controladoria, 20 deles, ou seja, 38,46%, trataram da temática Controle Gerencial. A segunda área temática mais pesquisada, no referido congresso, foi Gestão Organizacional, com 32,69%. As duas áreas temáticas menos pesquisadas foram Capital Intelectual e Tributário com apenas 1 trabalho em cada área, representando 1,92% do total dos trabalhos selecionados e analisados.

Comparando-se o EnANPAD e o Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, nota-se um percentual superior nesse congresso em relação à temática Gestão Organizacional; mas com o tema Governança Corporativa ocorre o inverso, o EnANPAD supera o Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. Nas demais temáticas há um equilíbrio entre os dois eventos.

5.3 Publicação por Instituição

Apesar da existência de autores com filiações múltiplas, trabalhou-se com a origem do primeiro autor para poder contabilizar os trabalhos de acordo com a principal origem do trabalho. Assim, os trabalhos que possuíam mais de um autor foram alocados à instituição à qual o primeiro autor encontrava-se vinculado.

A Tabela 6 classifica, por instituição de ensino, o número de trabalhos de controladoria publicados no EnANPAD no período de 2001 a 2005.

 

 

A Tabela 6 demonstra que, entre 2001 e 2005, a UNISINOS está em primeiro lugar em número de trabalhos de controladoria publicados no EnANPAD, com 21% do total. Em segundo lugar, com igual número, estão a UFRN, a FEA/USP, a UERJ e a PUC/SP, ambas com percentual de 14%. Em terceiro lugar, também com igual número, estão MACKENZIE, FGV/RJ e UFU.

A Tabela 7 classifica, por instituições de ensino, os trabalhos de controladoria aprovados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade.

 

 

Os resultados demonstram que a USP aprovou 16 dos 52 trabalhos sobre controladoria nos seis anos de Congresso, um percentual de 30,77%. As instituições UnB, UFPE, UFSC e UNISINOS aprovaram 3 trabalhos durante 2001 a 2006, ou seja, 5,77% do total dos trabalhos selecionados. FURB, Universidade Presbiteriana Mackenzie e UFRJ aprovaram 2 trabalhos durante 2001 a 2006, ou seja, 3,85% do total dos trabalhos selecionados. As demais instituições (18) aprovaram apenas 1 trabalho, cada, na pesquisa realizada.

5.4 Publicação por região

Na Tabela 8 , as instituições de ensino são classificadas, geograficamente, pela origem dos trabalhos de controladoria aprovados no EnANPAD e no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, no período de 2001 a 2006.

 

 

Os resultados refletem uma maior concentração nos programas de mestrado e no único doutorado em Contabilidade em funcionamento no Brasil. No EnANPAD, o Estado de São Paulo publicou 37% dos trabalhos aprovados de Controladoria; seguido pelo Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, ambos com 21%; Rio Grande do Norte com 14% e Minas Gerais com 7%.

No Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, a concentração de trabalhos aprovados de Controladoria ainda é maior no Estado de São Paulo. Com 34,62% do total de trabalhos aprovados, o Estado de São Paulo ficou em primeiro lugar, seguido por Santa Catarina com 9,62% e os Estados do Rio Grande do Sul, Brasília e Pernam buco, em terceiro lugar, com um percentual de 5,77% para cada região. O Estado do Rio de Janeiro aparece em sexto lugar com um percentual de 3,85%. Outros Estados também aprovaram 1 trabalho, cada unidade federativa, com tema em Controladoria, contudo, não estão demonstrados nesta pesquisa.

A Tabela 9 classifica, por número de autores, os trabalhos de controladoria publicados no EnANPAD e no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, realizados nos períodos de 2001 a 2005 e 2001 a 2006, respectivamente.

 

 

Pode-se perceber nos trabalhos aprovados no EnANPAD, conforme Tabela 9, que a maioria dos trabalhos possue um ou três autores por artigo (36% em ambos). Por outro lado, a menor quantidade de trabalhos é realizada por quatro autores (7%).

No Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, a maioria dos trabalhos são realizados por dois autores (36,54%), seguidos pelos de um só autor (26,92%), três autores (23,08%) e, na última posição, por quatro autores (13,46%).

Na Tabela 10 , são destacados os autores que mais apresentaram produção científica sobre controladoria no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade no período de 2001 a 2006.

 

 

Observe-se, na Tabela 10, que Fábio Frezatti, da USP, é o autor com maior número de trabalhos publicados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, com o tema voltado à área de Controladoria, no período de 2001 a 2006. Em segundo lugar, cada um com dois trabalhos nesse evento, estão Adriana Rodrigues Fragoso, Anísio Cândido Pereira, Auster Moreira Nascimento, Dione Olesczuk Soutes, José Francisco Ribeiro Filho, Maria José de C.M. de Zen, Masayuki Nakagawa e Reinaldo Guerreiro. Os demais autores tiveram apenas 1 artigo publicado no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, com o tema voltado à área de Controladoria.

5.5 Técnicas de coleta de dados utilizados nos trabalhos publicados

Esse foi o quesito de pesquisa de maior dificuldade para ser levantado e analisado. O principal limitador do levantamento das técnicas de coleta de dados decorre do fato de a maioria dos trabalhos não ter esse quesito no resumo do trabalho. A estratégia de pesquisa utilizada foi detalhar as técnicas de coleta de dados identificadas nos trabalhos, sendo definidas as seguintes técnicas para que fosse possível obter uma posição detalhada dos resultados: a) questionário; b) entrevista e observação; c) análise de textos, documentos e conceitos e d) análise comparativa.

Na Tabela 11 , evidenciam-se as principais técnicas de coleta de dados adotadas nos trabalhos pesquisados.

 

 

Na maioria dos trabalhos do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, é utilizada a análise de textos, documentos e conceitos como técnica de coleta de dados. Contudo, a partir do ano de 2002, em especial no ano de 2005, houve um aumento significativo na utilização de questionários e entrevistas e observações como técnicas na coleta dos dados das pesquisas.

A partir da análise do método e procedimentos da pesquisa descritos nos trabalhos selecionados percebe-se, nos últimos dois anos da pesquisa, uma evolução qualitativa dos procedimentos metodológicos, com a adoção do enfoque empírico, e um melhor tratamento metodológico dos dados.

5.6 Trabalhos por segmento econômico

A Tabela 12 demonstra como os trabalhos aprovados no EnANPAD e no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade estão subdivididos por segmento da economia. Os segmentos da economia estão divididos nas áreas pública, indústrias em geral, construtora, têxteis, financeira, cinema e geral.

 

 

Observa-se, na Tabela 12, que a área pública, com 43%, é a que mais aprovou trabalhos de controladoria no EnANPAD. Número expressivo obteve-se no item geral, no qual os estudos dos trabalhos não foram direcionados para nenhum segmento econômico, com um percentual de 36%.

No Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, em primeiro lugar ficou o segmento econômico diversas empresas/vários segmentos (46,16%), seguido pelo industrial (11,54%) e as áreas pública, agroindustrial e hospitalar (cada um com 7,69%).

5.7 Classificação das referênciasdos trabalhos

Um ponto de destaque na análise qualitativa dos trabalhos publicados refere-se ao tipo de bibliografia referenciada. Para medir essa evolução, foi efetuado um estudo específico nas referências bibliográficas dos trabalhos. A bibliografia foi dividida, inicialmente, em nacional e internacional. Dentro de cada uma dessas classificações, a bibliografia foi segregada em: a) livros; b) teses e dissertações; c) periódicos; d) sites da web; e) jornais e magazines; f) normas; e g) outros tipos. A Tabela 13 ilustra, resumidamente, o resultado da tabulação dos dados sobre referências bibliográficas.

 

 

Considerando o universo de 14 trabalhos de Controladoria aprovados no EnANPAD e o total de referências apontadas nos respectivos trabalhos, o número médio de referências bibliográficas é 26,35 por trabalho. Do total de 369 citações, 71,5% são nacionais e 29,5% internacionais. Ainda, no total de referências bibliográficas citadas apresenta-se, em destaque, a referência a livros, com 43% desse total.

A Tabela 14 ilustra, resumidamente, o resultado da tabulação dos dados sobre as referências bibliográficas dos trabalhos de Controladoria publicados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade.

 

 

No Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, o número médio de referências bibliográficas é 16,5 por trabalho. Do total de 924 citações, 68,07% são nacionais e 31,93% internacionais. Ainda, do total de referências bibliográficas citadas apresenta-se, em destaque, referência a livros com 56,07% desse total.

A Tabela 15 demonstra a evolução anual das citações referenciadas nos trabalhos publicados no EnANPAD no período de 2001 a 2005.

 

 

Os resultados apontam a utilização de livros e periódicos internacionais e sites da web como fontes de consulta. Percebe-se que a maior concentração de referências de pesquisa continuam sendo os livros de edição nacional. Contudo, as teses e dissertações passaram a ser mais referenciadas pelos autores dos trabalhos nos últimos anos.

A Tabela 16 demonstra a evolução dos tipos de referências utilizadas nos trabalhos de Controladoria publicados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade.

 

 

A Tabela 16 demonstra que livros nacionais compreendem a bibliografia mais utilizada pelos autores dos trabalhos publicados no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade no período de 2001 a 2006. Além disso, no ano de 2006, observa-se um aumento, em relação aos anos anteriores, do referencial bibliográfico de teses e dissertações nacionais, bem como de periódicos nacionais.

 

6 CONCLUSÕES

O presente trabalho teve como objetivo traçar um perfil da pesquisa em Controladoria nos trabalhos publicados em anais do EnANPAD e do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, no período de 2001 a 2006. Para desenvolvimento do artigo, foram identificados os temas abordados, os métodos de pesquisa adotados, as abordagens da Controladoria estudada, a filiação dos pesquisadores e a bibliografia consultada e referenciada nos trabalhos.

Na seleção dos trabalhos e posterior análise, optou-se por considerar que eles deveriam conter as palavras Controladoria, Controller, Contabilidade Gerencial e Controle Gerencial no título, no resumo ou nas palavras-chave do trabalho. Assim, os dados das pesquisas revelam que, no período de 2001 a 2006, nos anais do EnANPAD e do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, houve 66 trabalhos publicados que atenderam a esses critérios. O panorama revelado por esta pesquisa, considerando a dimensão quantitativa e qualitativa dos trabalhos de Controladoria publicados nos anais do EnANPAD e do Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, é positivo em alguns aspectos e negativo em outros.

Observou-se, no EnANPAD, um aumento gradativo, cronologicamente, dos trabalhos sobre controladoria aprovados. Já no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, notou-se que houve a retomada de trabalhos sobre controladoria aprovados considerando o ano de 2001 e o ano de 2006. Os dados da pesquisa revelaram que o assunto Controladoria está sendo, quantitativamente, mais abordado nos últimos anos nos eventos pesquisados. Contudo, por se tratar de um tema importante dentro da Contabilidade, esperava-se que as palavras Controladoria, Controller, Contabilidade Gerencial e Controle Gerencial estivessem mais presentes nos trabalhos de ambos os eventos.

Durante o levantamento dos dados, constatou-se, em alguns trabalhos publicados no EnANPAD e no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, a abordagem ao tema Controladoria, porém, as palavras Controladoria, Controller, Contabilidade Gerencial e Controle Gerencial não foram citadas no título, no resumo ou nas palavraschave do trabalho. Ainda, para se chegar aos resultados obtidos neste trabalho, por várias vezes, foi necessário buscar as respostas no corpo dos trabalhos selecionados, tendo em vista que os resumos não as descreviam.

Em relação às áreas temáticas, Gestão Organizacional, Governança Corporativa e Funções do Controller foram as composições temáticas mais tratadas pelos autores dos trabalhos publicados no EnANPAD e no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade no período de 2001 a 2006.

Os segmentos econômicos mais abordados dos trabalhos em Controladoria foram as áreas Pública e Indústrias em Geral. Ao pesquisar sobre a localização por região das instituições que deram origem aos trabalhos aprovados no EnANPAD e no Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, verificou-se que o Estado de São Paulo ficou em primeiro lugar. O resultado obtido retrata a concentração, naquele Estado, dos programas de mestrado e do único doutorado em funcionamento em Contabilidade no País.

Ao analisar os tipos de bibliografias utilizadas pelos autores nos trabalhos aprovados em ambos os eventos, EnANPAD e Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, observou-se que os livros brasileiros são as referências mais utilizadas. Contudo, as teses e dissertações nacionais passaram a ser mais referenciadas nos últimos anos.

Ao final do trabalho, ousa-se concluir que a produção científica por autor e por região reflete a expansão dos programas de pós-graduação em Contabilidade e a contribuição deles nos últimos anos para o crescimento da área. O desenvolvimento dos novos programas de mestrado e até mesmo doutorado no país deve afetar quantitativamente e qualitativamente esse panorama apresentado.

O escopo desta pesquisa foi limitado, porém serve como referência para futuras pesquisas na área de Controladoria, como, por exemplo, o desenvolvimento de estudos nacionais comparados com pesquisas internacionais, o aprofundamento dos aspectos metodológicos e o desenvolvimento de pesquisas mais amplas da temática de contabilidade e controle gerencial.

Tendo em vista as limitações do universo pesquisado, as limitações temporais e metodológicas deste trabalho, vale lembrar que as suas evidências, achados e conclusões não podem ser generalizados, mas devem ser entendidos como tendências indicativas da evolução da área pesquisada.

 

Referências

ANTUNES, E. D.; ARAMBURÚ, J. V.; VIEIRA, M. C.; OLIVEIRA, S. R.; MACKE, J. Trajetória das dissertações em gestão de pessoas de um curso de pós-graduação do sul do país: caminhos de uma tradição de pesquisa e atalhos para a renovação. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2004, Curitiba/PR. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2004.         [ Links ]

BEUREN, I. M. O papel da controladoria no processo de gestão. In: SCHMIDT, Paulo (Org.) Controladoria: agregando valor para a empresa. Porto Alegre: Bookman, 2002.         [ Links ]

CALLADO, A. L. C.; ALMEIDA, M. A. Perfil dos artigos sobre custos no agronegócio publicados nos anais do CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS. Custos e Agronegócio On-line, DLCH/UFPE, v. 1, p. 1-20, 2005.         [ Links ]

CAMARGOS, M. A.; COUTINHO, E. S.; AMARAL, H. F. O perfil da área de finanças do EnANPAD: um levantamento da produção científica e de suas tendências entre 2000-2004. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2005, Brasília/DF. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2005.         [ Links ]

CARDOSO, R. L.; MENDONÇA NETO, O. R.; RICCIO, E. L.; SAKATA, M.C. G. Pesquisa científica em contabilidade entre 1990 e 2003. Revista de Administração de Empresas, v. 5, n. 1, jun. 2005.         [ Links ]

______; PEREIRA, C. A.; GUERREIRO, R. A produção acadêmica em custos no âmbito do EnANPAD: uma análise de 1998 até 2003. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2004, Curitiba/PR. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2004.         [ Links ]

CAVALCANTI, M. Gestão estratégica de negócios: evolução, cenários, diagnóstico e ação. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2001.         [ Links ]

FERRARI, A. T. Metodologia da pesquisa científica. São Paulo: McGraw-Hill do Brasil, 1992.         [ Links ]

FIGUEIREDO, S.; CAGGIANO, P. C. Controladoria: teoria e prática. 3 ed. São Paulo: Atlas, 2004.         [ Links ]

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5 ed. São Paulo: Atlas, 1999.         [ Links ]

KANITZ, S. C. Controladoria: teoria e estudos de casos. São Paulo: Pioneira, 1977.         [ Links ]

KAPLAN, R. S.; NORTON, D. P. A estratégia em ação. 2 ed. Rio de Janeiro: Campus, 1997.         [ Links ]

LEITE FILHO, G. A. Padrões de produtividade de autores em periódicos e congressos na área de contabilidade no Brasil: um estudo bibliométrico. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 6, 2006, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/USP, 2006.         [ Links ]

LUNARDI, G. L.; RIOS, L. R.; MAÇADA, A. C. F. Pesquisa em sistemas de informação: uma análise a partir dos artigos publicados no EnANPAD e nas principais revistas nacionais de administração. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2005, Brasília/DF. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2005.         [ Links ]

MARTINS, G. A. Manual para elaboração de monografias e dissertações. São Paulo: Atlas, 2000.         [ Links ]

______; SILVA, R. B. C. Plataforma teórica – trabalhos dos 3o e 4o Congressos USP de Controladoria e Contabilidade: um estudo bibliométrico. In: CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 5, 2005, São Paulo. Anais... São Paulo, FEA/USP, 2005.         [ Links ]

MONTEIRO, P. R. R.; VEIGA, R. T.; VAN DOORNIK, B. F. N. Abordagens epistemológicas em administração: isolamento, hegemonia ortodoxa ou concepção pluralista? In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2005, Brasília/DF. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2005.         [ Links ]

MOURA, V. M.; BEUREN, I. M. O papel da controladoria como suporte ao processo de gestão empresarial. Revista Brasileira de Contabilidade,ano XXlX, n. 126, nov.-dez. 2000.         [ Links ]

NAKAGAWA, M. Introdução à controladoria. São Paulo: Atlas, 1993.         [ Links ]

PADOVEZE, C. L. Controladoria básica. São Paulo: Thomson, 2004.         [ Links ]

PEGINO, P. M. F. As bases filosóficas das publicações na área de estratégia das organizações nos encontros nacionais da Anpad. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2005, Brasília/DF. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2005.         [ Links ]

PROENÇA, E. R.; LOPES, F. T. P.; MEUCCI, A. A construção do conhecimento em marketing: considerações sobre o discurso acadêmico e a produção científica do I Encontro de Marketing da ANPAD. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2005, Brasília/DF. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2005.         [ Links ]

RICCIO, E. L.; CARASTAN, J. T.; SAKATA, M. Accounting research in brazilian universities: 1962-1999. Caderno de Estudos / Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras. São Paulo, v. 11, n. 22, p. 35-44, set.-dez., 1999.         [ Links ]

______; SAKATA, M. G.; CARASTAN, J. T. Accounting research in Brazilian Universities, 1962-1999. Asian-Pacific Conference, 11, Melbourne, 1999. Anais... Austrália, 1999.         [ Links ]

RUAS, R. L.; GHEDINE, T.; DUTRA, J.; DIAS, G. B. O conceito de competência de A à Z: uma revisão nas principais publicações nacionais entre 2000 e 2004. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2005, Brasília/DF. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2005.         [ Links ]

SELLTIZ, C. et al. Métodos de pesquisa nas relações sociais. São Paulo: E.P.U.; EDUSP, 1975.         [ Links ]

THEOPHILO, C. R.; IUDÍCIBUS, S. Uma análise crítico-epistemológica da produção científica em Contabilidade no Brasil. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO (EnANPAD), 2005, Brasília/DF. Anais... Rio de Janeiro, ANPAD, 2005.         [ Links ]

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2003.         [ Links ]

 

 

Recebido em 06.12.2006
Aceito em 23.05.2007
2a versão aceita em 10.09.2007

 

 

NOTA – Endereço dos autores

Universidade Regional de Blumenau
Rua Antonio da Veiga, 140 – Victor Konder
Blumenau – SC
89010-971

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License