SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número2CARACTERÍSTICAS DE FRUTOS E GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE SEIS ESPÉCIES DE MYRTACEAE NATIVAS DO RIO GRANDE DO SUL índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Ciência Florestal

versão impressa ISSN 0103-9954versão On-line ISSN 1980-5098

Ciênc. Florest. vol.14 no.2 Santa Maria jul./dez. 2004

http://dx.doi.org/10.5902/198050981801 

Artigos

DIAGNÓSTICO DOS VIVEIROS MUNICIPAIS NO ESTADO DE MINAS GERAIS1

DIAGNOSES OF NURSERIES IN MINAS GERAIS STATE

Elzimar de Oliveira Gonçalves2 

Haroldo Nogueira de Paiva3 

Wantuelfer Gonçalves3 

Laércio Antônio Gonçalves Jacovine3 

2Engenheira Florestal, MSc., Departamento de Engenharia Florestal, Universidade Federal de Viçosa, CEP 36571000, Viçosa (MG). Brasil. Bolsista do CNPq.

3Professor do Departamento de Engenharia Florestal - Universidade Federal de Viçosa. 36571-000 Viçosa-MG. Brasil.


RESUMO

Com o objetivo de fazer um diagnóstico dos viveiros municipais do Estado de Minas Gerais, foi enviado um questionário a todos os seus 853 municípios, contendo perguntas sobre infra-estrutura, tamanho, existência de responsável técnico, qualificação e treinamento de viveiristas, técnicas utilizadas na propagação das plantas, sistema de irrigação, dentre outros aspectos. Pelos resultados, obtidos nas 270 respostas, foi constatado que grande parte dos municípios estudados não possui viveiros para produção de mudas, o que permite inferir que elas são adquiridas de terceiros ou que não está havendo arborização nas ruas. Nos municípios que possuem viveiros constatou-se que a infra-estrutura verificada é insuficiente e que não há profissionais de nível técnico em sua maioria. Além disso, o treinamento de funcionários poderia ser mais efetivo, uma vez que eles são em grande parte, fixos, embora com baixa escolaridade. Observou-se também que as plantas são propagadas basicamente por sementes e estacas, tendo como finalidade a arborização urbana e a recuperação de áreas degradadas e de matas ciliares, e que são destinadas, principalmente, para doação. Na maioria dos municípios os conhecimentos acerca dos tratos culturais necessários à produção de mudas com características desejáveis à arborização urbana são incipientes.

Palavras-chave: viveiros; diagnóstico; produção de mudas; arborização urbana

ABSTRACT

With the objective producing a diagnosis of the municipality public nurseries in the state of Minas Gerais, there were sent a questionnaire to all 853 cities, inquery questioning the of infrastructure, size, existence of a technician, qualification and training of workers, techniques used in the propagation of the plants, irrigation system, amongs other aspects. According to the results it was evidenced that the major part of the studied cities does not have nurseries for production of seedlings, what led to the conclusion that they are acquired of third part or tree in the streets are not being planted. The observed infrastructure is insufficient, and there are not professional technicians in its majority; moreover, the training of employees could be more effective, since they are to a large extent, employees although with low scholarly. The plants are basically propagated by seeds and cuttings, have as purpose the urban landscape, the recovery of degraded areas and riparian forest, and are destined, mainly, to donation. In the majority of the cities the knowledge concerning the necessary cultural treatments for the production of seedling with desirable characteristics to the urban landscape are incipient.

Key words: nurseries; diagnoses; seedlings production; landscape

Texto completo disponível apenas em PDF.

Full text available only in PDF format.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALVES, J.U. Análise ergonômica das atividades de propagação vegetativa de Eucalyptus spp em viveiros. 2001. 94f.Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2001. [ Links ]

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Dados populacionais municipais. Disponível em <http:// www.ibge.gov.br>. Acesso em diversos meses 2002. [ Links ]

IEF- Instituto Estadual de Florestas. Diretoria de desenvolvimento florestal sustentável: viveiros florestais. Disponível em <Disponível em http://www.ief.mg.gov.br >. Acesso em 23 out. 2000. [ Links ]

PAIVA, H.N.; GOMES, J.M. Viveiros florestais. 2.ed. Viçosa: UFV, 2000. 69p. (Cadernos didáticos, 72) [ Links ]

PAIVA, H. N.; GONÇALVES, W. Produção de mudas. Viçosa: Aprenda Fácil, 2001. 149p. (Coleção Jardinagem e Paisagismo. Série Arborização Urbana,1). [ Links ]

PAULA, R. A. Metodologia para determinação dos custos da qualidade em produção de mudas de eucalipto. 1997.78f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 1997. [ Links ]

WINTERS, G.H.M.; PERRENOUD, L.A.S.; MOHAMED, E.M.H.M. A arborização urbana em 295 municípios de São Paulo. In: CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE ARBORIZAÇÃO URBANA,1., Vitória, 1992. Anais... Vitória: SMMA, 1992. p.175-192. [ Links ]

1Parte da dissertação, do primeiro autor, apresentada à Universidade Federal de Viçosa. Trabalho financiado pela Fundação O Boticário de Proteção à Natureza.

Recebido: 13 de Março de 2003; Aceito: 10 de Setembro de 2004

Creative Commons License Este é um artigo publicado em acesso aberto sob uma licença Creative Commons