SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue25Indicadores sociais e econômicos de baixo custo e sua utilidade na gestão da interface entre os governos estadual e municipal author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Organizações & Sociedade

Print version ISSN 1413-585XOn-line version ISSN 1984-9230

Organ. Soc. vol.9 no.25 Salvador Sept./Dec. 2002

http://dx.doi.org/10.1590/S1984-92302002000300001 

ARTIGOS / ARTICLES

 

Renda mínima e tobin tax como instrumentos para aliviar a pobreza no Brasil

 

 

Leonardo Fernando Cruz BassoI; Marcelo Roque da SilvaII; Fernando J. M. de PinhoIII

IProfessor do Programa de Pós Graduação em Administração de Empresas da Universidade Presbiteriana Mackenzie
IIProfessor de Economia da Universidade do Grande ABC (Uni-ABC) e da Faculdade Torricelli
IIIMestre em Administração de Empresas pelo Programa de Pós-Graduação em Administração de Empresas da Universidade Presbiteriana Mackenzie

 

 


RESUMO

O imposto de Tobin (Tobin Tax) – tributo que já tem sido debatido ao redor do mundo e agora volta a ser debatido também no Brasil – foi inicialmente colocado em debate no ano de 1972, na Universidade de Princeton, e apresentado para publicação em 1974, em um artigo intitulado The New Economics One Decade Older. A proposta inicial baseia-se na idéia de impor uma tributação uniforme sobre todas as operações do mercado à vista que envolvessem transações entre moedas, incidindo de forma proporcional ao prazo de maturidade da transação. Como a redução da pobreza e/ou eliminação da fome (consideramos que com o montante de recursos proposto em nosso artigo será possível atingir ambos os objetivos) no Brasil envolvem volume considerável de recursos começamos o trabalho fazendo estimativas sobre o montante de recursos a serem arrecadados com a implantação do tributo de Tobin. Em seguida, mostramos que o tributo penaliza os capitais de curto prazo, porém não inviabiliza a movimentação de capitais de médio e longo prazos, necessários às economias emergentes. A seguir formulamos uma proposta para reduzir a pobreza no Estado de São Paulo e no Brasil. Para isso calculamos quanto faltava à renda dos cidadãos para que ela atingisse o valor de um salário mínimo (em 1996). Propusemos obter este valor utilizando dois tributos, um deles é a Tobin Tax e o outro a contribuição provisória sobre movimentações financeiras (CPMF), e mais uma complementação utilizando a arrecadação de um fundo similar ao Fundo Social de Estabilização (FSE). Na ausência de uma conjunção de forças políticas para criar tal fundo, propusemos, como alternativa, trabalhar com os recursos do Orçamento da União. Não deixamos, porém, de notar que a utilização de tais recursos provavelmente virá a aumentar o tamanho da máquina administrativa e receber, portanto, oposição de setores da sociedade. Além disso, pode contribuir para um aumento nos índices de corrupção, o que, entretanto, não ocorrerá necessariamente.


ABSTRACT

This work examines the amount of money that would be collected with the implementation of Tobin Tax-taxation on all the market operations at sigth that involve transactions in different currencies. It also proposes to eliminate famine in Brazil, calculating how much additionl income citzens would need to reach a minimum salary. The financial resources woul be obtained by adopting the Tobin tax and two other taxes existing in Brazil. The Federal Governemental Budget and States Budgets could also be used.


 

 

Texto completo disponivel apenas em PDF.

Full text avaliable only in PDF.

 

 

REFERÊNCIAS

BASSO, L. F. C. (1999a). Sistema de Arrecadação de Tributos e Concessão de Benefícios. Relatório de Pesquisa, Núcleo de Pesquisas e Publicações – Fundação Getúlio Vargas, São Paulo.

_______ (1999b). Renda Mínima e Educação. Anais do Congresso ENANPAD 99, Área de Administração Pública, artigo 16.         [ Links ]

_______ (2000). Renda Mínima Garantida: Prós e Contras. Núcleo de Pesquisas e Publicações – Fundação Getúlio Vargas, São Paulo.

BASSO, L. F. C. e PINHO, F. J. M. (1999). O Imposto de Tobin (Tobin Tax) como Instrumento de Estabilização Social. 32 Jornadas Nacionales e Interamericanas de Finanzas Públicas. Las Finanzas Públicas en los Umbrales del Siglo XXI. Villa Carlos Paz. Universidade Federal de Córdoba – Argentina, 22 de setembro.

BASSO, L. F. C.; PINHO, F. J. M. e MENEGON, L. F. (2000). Tobin Tax: Visão Tradicional e Novas Proposituras. II Encuentro Internacional sobre Globalizacion y Problemas del Desarrollo. Palacio de Las Convenciones – Habana, Cuba, 24 a 29 de janeiro.

BASSO, L. F. C.; SILVA, M. R. e PINHO, F. J. M. (2000). Renda Básica – Explorando o Potencial Arrecadatório dos Municípios: Um Estudo de Caso para o Município de Bauru. Second World Congress of Busines, Economics, and Ethics (International Society of Business, Economics, and Ethics – ISBEE). São Paulo, 19 a 23 de Julho.

CHESNAIS, F. (1999). Tobin or not Tobin? Porque tributar o capital financeiro internacional em apoio aos cidadãos. São Paulo: UNESP. (trad. de Maria Tereza Van Acker, Tobin or not Tobin), 79 p.         [ Links ]

CONJUNTURA ECONÔMICA (2000a). Conjuntura Estatística: Mercado de Trabalho. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, janeiro, p. XVIII, Vol.54, No 1.         [ Links ]

_______ (2000b). Conjuntura Estatística: Finanças Públicas. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, janeiro, p. XX, Vol.54, No 1.         [ Links ]

FRAGA, A. (1999). Armínio é Contra – O Presidente do BC Diverge de Fernando Henrique e Critica a Idéia de Impor Controles ao Capital Especulativo. Revista Veja, 28 de julho, 125-127.

FRANKEL, J. (1996). How Well do Foreign Exchange Markets Work: Might a Tobin Tax Help. In: VVAA, The Tobin Tax: Coping With Financial Volatility. New York: Oxford, University Press, 41-83, organizado por Haq, M. U.; Kaul, I. e Grunberg, I.         [ Links ]

HAQ, M. U.; KAUL, I. e GRUNBERG, I. (1996). The Tobin Tax: coping with financial volatility. New York: Oxford University Press, 318 p.         [ Links ]

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE (1997a). Contagem da população 1996. Rio de Janeiro: Centro de Documentação e Disseminação de Informações – CDDI/IBGE, vol. 1, 724 p.

_______ (1997b). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio – PNAD: Brasil, 1996. Rio de Janeiro: Centro de Documentação e Disseminação de Informações – CDDI/IBGE, vol. 18, No 1, 69 p.

_______ (1997c). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio – PNAD: São Paulo e Região Metropolitana de São Paulo, 1996. Rio de Janeiro: Centro de Documentação e Disseminação de Informações – CDDI/IBGE, vol. 18, No 26, 124 p.

MEADE, J. (1989). Agathotopia: the economics of partnership. Aberdeen: Aberdeen University Press.         [ Links ]

RIVERA BATIZ, F. e RIVERA BATIZ, L. A. (1994). International finance and open economy macroeconomics. New Jersey: Prentice-Hall.         [ Links ]

ROCHA, D. C. C. (1997). A questão do gasto social federal e seu financiamento: análise do triênio 1994/96. Dissertação de mestrado apresentada no Curso de Pós-Graduação da FGV/EAESP.         [ Links ]

ROSEN, H. S. (1995). Public finance. Chicago: Richard D. Irwin.         [ Links ]

SANDRONI, P. (1999). Novíssimo dicionário de economia. São Paulo: Best Seller.         [ Links ]

SANTOS, J. E. (1998). Dicionário de derivativos. São Paulo: Atlas.         [ Links ]

SAVAS, E. S. (1987). Privatização - a chave para um governo melhor. Rio de Janeiro: Nórdica. (trad. de Carlos Araújo), 320 p.         [ Links ]

SUPLICY, E. (1998). Programa de garantia de renda mínima. Brasília: Secretaria Especial de Editoração e Publicações do Senado Federal, 44 p.         [ Links ]

TOBIN, J. (1974). The new economics one decade older. The Eliot Janeway Lectures on Historical Economics in Honour of Joseph Schumpeter, 1972. Princeton: Princeton University Press.         [ Links ]

TOBIN, J. (1978). A Proposal for International Monetary Reform. Eastern Economic Journal, Vol. IV, No 3-4, julho/outubro.         [ Links ]

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License