SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número54Corpo, pessoa e organizações índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Organizações & Sociedade

versão On-line ISSN 1984-9230

Organ. Soc. vol.17 no.54 Salvador jul./set. 2010

https://doi.org/10.1590/S1984-92302010000300001 

ARTIGOS

 

Aproximação possível e afastamento necessário entre a teoria crítica Frankfurteana e a psicanálise de Enriquez

 

Possible approximation and necessary distance between Frankfurtian critical theory and psychoanalysis of Enriquez

 

 

Elcemir Paço-CunhaI; Renata de Almeida BicalhoII

IDoutorando do Centro de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração da Universidade Federal de Minas Gerais – CEPEAD/UFMG. Professor do Departamento de Ciências Administrativas da Universi­dade Federal de Juiz de Fora – CAD/UFJF. Endereço: R. José Joaquim Sobreira, 194, Filgueiras. Juiz de Fora/MG. CEP: 36048-664. E-mail: paco.cunha@yahoo.com.br
IIDoutoranda do CEPEAD/UFMG. E-mail: rabicalho@yahoo.com.br

 

 


RESUMO

O objetivo do presente artigo é produzir uma reflexão sobre a relação entre teoria crítica frankfurteana (Adorno, Horkheimer e Marcuse) e a psicanálise de Enriquez. O artigo evidencia a aproximação entre aquela teoria e Enriquez a partir do vínculo ao freudismo como questionamento da razão iluminista. Evidencia, por outro lado, o afastamento em função das diferenças no que se refere ao estatuto do freudismo e ao posicionamento frente à condição sócio-histórica da relação entre sujeito e objeto. O arti­go conclui sobre a problemática aproximação entre a teoria crítica frankfurteana e a "psi­canalítica" de Enriquez.

Palavras-chave: Teoria crítica. Freudismo. Enriquez.


ABSTRACT

The aim of this paper is to reflect on the relationship between frankfurtean critical theory (Adorno, Horkheimer and Marcuse) and the psychoanalysis of Enriquez. The article shows the approximation between the frakfurtean critical theory and Enriquez from the bond with freudism as opposed to the Enlightenment. The article also shows on the other hand the distance between them as a result of the differences in reference to the status of freudism and the theoretical position given the socio-historical condition of the relationship between subject and object. The article concludes on the problematic approximation between the frankfurtean critical theory and the "psychoanalytic" of Enriquez.

Keywords: Critical theory. Freudism. Enriquez.


 

 

Texto completo disponivel apenas em PDF.

Full text avaliable only in PDF

 

Referências

ADORNO, T.W. Negative dialectics. New York: Continuum, 2005.         [ Links ]

_______; HORKHEIMER, M. Dialética do esclarecimento. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006.         [ Links ]

CHASIN, J. Marx – Estatuto ontológico e resolução metodológica. São Paulo: Boitempo, 2009.         [ Links ]

ENRIQUEZ, E. A organização em análise. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.         [ Links ]

_______. As figuras do poder. São Paulo: Via Lettera, 2007.         [ Links ]

FARIA, J. H. O autoritarismo nas organizações. Curitiba: Criar, 1985.         [ Links ]

_______. (Org.) Análise crítica das teorias e práticas organizacionais. São Paulo: Atlas, 2007a.         [ Links ]

_______. Considerações iniciais. In: FARIA, J.H. (Org.). Análise crítica das teorias e práticas organizacionais. São Paulo: Atlas, 2007b. p. xvii-xx.         [ Links ]

_______. Os fundamentos da teoria crítica: uma introdução. In: FARIA, J.H. (Org.) Análise crítica das teorias e práticas organizacionais. São Paulo: Atlas, 2007c. p. 1-20.         [ Links ]

FREUD, S. Psicologia de grupo e análise do ego. In: Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas. Rio de Janeiro: Imago, 1974. p. 89-179. V. XVIII.         [ Links ]

_______. O mal-estar na civilização. São Paulo: Abril Cultural, 1978a. p. 131-194.         [ Links ]

_______. O futuro de uma ilusão. São Paulo: Abril Cultural, 1978a. p. 87-128.         [ Links ] GODOI, C.K. Psicanálise das organizações: contribuições da teoria psicanalítica aos estudos organizacionais. Santa Catarina: Universidade do Vale do Itajaí, 2005.         [ Links ]

HORKHEIMER, M. Teoria tradicional e teoria crítica. São Paulo: Abril Cultural, 1983,

p. 117-161. HORKHEIMER, M. Eclipse da razão. 5ª ed. São Paulo: Centauro, 2002.         [ Links ]

LUKÁCS, G. História e consciência de classe. Porto: Publicações Escorpião, 1974.         [ Links ]

MARCUSE, H. Eros e civilização. Rio de Janeiro: Zahar, 1968.         [ Links ]

_______. A ideologia da sociedade industrial. Rio de Janeiro: Zahar, 1979.         [ Links ]

_______. Cultura e psicanálise. São Paulo: Paz e Terra, 2001.         [ Links ]

MARX, K. Manuscritos Econômico-Filosóficos. São Paulo: Abril Cultural, 1974, p. 9-54.         [ Links ]

MÉSZÁROS, I. O poder da ideologia. São Paulo: Boitempo, 2004.         [ Links ]

_______. A teoria da alienação em Marx. São Paulo: Boitempo, 2006.         [ Links ]

PAES DE PAULA, A; KLECHEN, C.F. A tradição autônoma dos estudos críticos em

administração no Brasil: um estudo da produção científica de 1980 a 2004. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPAD, ANPAD, 31, 2007, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2007. 1 CD ROM.

ROUANET, S.P. Teoria crítica e psicanálise. 5ª ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2001.         [ Links ]

 

 

Artigo recebido em 04/11/2008. Artigo aprovado, na sua versão final, em 02/06/2010.

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons