SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issueUNICOSugar cane breding: I - Experiments with seedlings obtained in 1947, 1948 and 1949Preservation of wood recipients by chemicals and their influence on the growth of coffee seedlings author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Bragantia

Print version ISSN 0006-8705

Abstract

VERDADE, Francisco da Costa  and  HUNGRIA, Luiz Soares. Séries monotípicas da bacia de Taubaté: 4 - Ipiranga, coruja e feital. Bragantia [online]. 1964, vol.23, n.unico, pp.225-247. ISSN 0006-8705.  http://dx.doi.org/10.1590/S0006-87051964000100018.

Neste trabalho, prosseguem os estudos dos solos da Bacia de Taubaté, no Vale do Rio Paraíba, sob os pontos de vista químico, morfológico e genético. A série Ipiranga desenvolve-se em depósitos barrentos da sedimentação terciária, em topografia levemente ondulada. São solos friáveis com grande desenvolvimento do horizonte A e as camadas superficiais de coloração 10 YR, passam em profundidade a 7,5 YR. Possuem pequenos teores de bases totais e trocáveis; são ácidos e têm a relação sílica/alumina ao redor de 1,6. Apesar da dominância de caulinita, encontra-se na superfície um mineral de estrutura da mica. Aventa-se a possibilidade de influência da formação pré-Cambriana em período recente.A série Coruja está situada em posições de maior influência do fator água, apesar de ser considerada como solo de boa drenagem. Sua origem é de sedimentos barrentos da formação terciária e de coloração amarela em todo o perfil (10 YR). O horizonte B não pode ser considerado textural ou colorido e o horizonte A é proeminente. É solo depauperado em bases trocáveis, sem potencial e ácido. O seu uso em agricultura deve estar condicionado à correção da acidez e à elevação dos níveis de nutrientes das plantas. A fração argila é constituída dominantemente de caulinita, com goethita e gibsita. A série Feital apresenta as mesmas propriedades das anteriores, tendo um A proeminente, mas o horizonte B pode ser considerado colorido. Diferencia-se das anteriores, pois as camadas profundas caem dentro da classe textural argilosa. É solo poroso, muito ácido e com baixos teores de base trocável e total. Na fração argila, encontra-se dominantemente a caulinita, com gibsita, goethita e quartzo de dimensão coloidal, numa camada.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License